VEJA E OUÇA A DEFESA FERVOROSA DO SEGUIMENTO GLS GLBT GLBTT NA VOZ TROVEJANTE DO AMIGO BOCA ABERTA

Loading...
Mande suas críticas e sugestões
amigobocaaberta@gmail.com

sábado, 30 de janeiro de 2010

Morangos e Champagne


Há tempos nos olhávamos na balada, que freqüentávamos semanalmente, ansiosas por um contato, ainda que visual. Nunca soube me aproximar de ninguém e ela, assim como eu, esperava uma atitude, com medo da rejeição.

Fomos nos conhecendo pouco a pouco, apenas através de olhares, ora intensos e cheios de desejo, ora carregados de admiração. Eu adorava o jeito que ela dançava para mim, sensual e tímida, insinuante e hesitante. Essa dualidade me entorpecia.

Decidida, defini que daquela noite não passaria. Eu precisava conhecê-la, tocá-la, desvendá-la.

- Oi, tudo bem? – me aproximei timidamente.

- Tudo e você? – ela respondeu, mais tímida que eu.

- Como é o seu nome? – perguntei

- Gabriela, mas pode me chamar de Gabi, muito prazer.

- Gabi... – repeti – O prazer de conversar com você é ainda maior que o de te admirar de longe.

Ela sorriu, de um sorriso tão lindo que me fez tremer por dentro.

Conversamos até o final da noite, saindo da boate com o dia amanhecendo.

- Me liga essa semana para jantarmos? – pedi

- Pode esperar – ela respondeu sorrindo.

Nos despedimos com um selinho, o primeiro contato físico que tivemos de fato até aquele momento.

A cada toque do telefone, meu coração disparava. Eu desejava com todas as minhas forças que ela ligasse, que pudéssemos ter um contato mais próximo.

Por fim, ela ligou. Combinamos um jantar, que acabou se estendendo até a uma da manhã.

- Quer ficar em casa? Já está tarde para você ir sozinha – sugeri.

- Posso? Não vai te incomodar?

- Claro que não, vou adorar!

E seguimos para meu aconchego. Gosto de estar segura no meu habitat, afasta um pouco a minha timidez.

- Você se importa de dormir na minha cama? Posso preparar o sofá-cama se preferir.

- Se eu me importo? É tudo o que eu mais quero... – ela disse

Eu não tinha tido coragem de agarrá-la ainda, por mais que eu desejasse. Continuei a tratando como uma “visita” em minha casa.

Nos deitamos, depois de um banho quente e gostoso. O perfume da pele dela invadia minhas entranhas, misturado com o cheiro de morangos e champagne do perfume Victoria´s Secret.

Não resisti. Abracei aquele corpo pequeno e frágil, envolvendo-a inteira nos meus braços.

- Por que você está tremendo? – perguntei

- Não sei, isso nunca aconteceu comigo. Estou com medo de você.

- Medo? - Você é perigosa – ela respondeu.

- Eu não sou perigosa, jamais te faria mal.

- Você é perigosa, sim. É apaixonante, envolvente, sedutora. Posso me perder pra sempre nos seus braços.

Amoleci. E no breu total do meu quarto, busquei aquela boca suave que eu desejei tanto, durante tanto tempo. Fui me aproximando devagarzinho, sentindo sua respiração ofegante aumentando à medida que a distância entre nossos lábios diminuía. Ela tremia mais e mais e aquilo me emocionou de uma maneira desconcertante. Por fim, nossos lábios se tocaram.
Nossas línguas quentes e úmidas se procuravam docemente, suavemente, se enroscando, provocando, instigando.

Tirei suas roupas sem pressa. Peça por peça, enquanto acariciava aquele corpo macio de menina-mulher. Coxas, pernas, barriga, braços, seios. Acariciava com delicadeza, com toda delicadeza que aquela pele macia merecia.

Arranquei a minha roupa já banhada de suor, de desejo e deitei meu corpo sobre o dela. Sentia aquela boceta sem pêlo completamente molhada encostando-se à minha. Comecei num vai-e-vem intenso, esfregando meu grelo no dela, que gemia de tesão e se contorcia debaixo de mim. Quando senti que ela já estava escorrendo de prazer, desci minha língua experiente pelo seu pescoço e parei demoradamente nos seus seios. Um a um, suguei, lambi, mordisquei e simulei um sexo oral com seus mamilos, como se eles fossem o seu grelo. Ela gemia cada vez mais alto e começava a rebolar com a boceta latejante, suplicando minha boca.

Fui descendo, lambendo a virilha, a parte interna das coxas, os grandes lábios, levemente. Ora deixando que ela apenas sentisse minha respiração perto do seu grelo, ora passando a língua de levinho no seu clitóris.

Ela puxava meus cabelos, empurrava minha cabeça em direção à sua boceta, pedindo desesperadoramente que eu a chupasse. Atendi aos seus apelos, passando a língua espalmada por toda a sua bocetinha cheirosa e lisinha, bebendo aquele mel que escorria pela minha boca.

Prendendo o clitóris com os lábios, lambia freneticamente seu nervo duro, levando-a a loucura.

- Fantástico – ela gemia – Isso é fantástico...

Continuei assim, ora me demorando no grelinho, ora lambendo aquela boceta inteira até que ela me implorasse para gozar.

Coloquei um dedo dentro dela, pressionando o ponto G enquanto aumentava o ritmo da língua.

- Nossa! – era a única coisa que ela conseguia dizer em meio aos gemidos

Fiquei assim até senti-la latejando, apertando meu dedo dentro dela numa contração intensa de gozo pleno.Me deitei por cima dela mais uma vez, até que ela se recuperasse por completo.

Refeita, ela me virou e retribuiu cada gemido de êxtase que dei a ela.

Sugou meus seios com experiência, me deixando louca de prazer, de vontade de ser fodida por ela.

E ela atendeu meus apelos. Meteu seus dedos delicados em mim, primeiro um, depois o outro, me preenchendo, me fazendo sentir mulher naquelas mãos. A carne latejante do meu ventre na ponta daqueles dedos e meu grelo duro na ponta daquela língua macia. Gemi, alto e gozei com um grito abafado para não acordar minha irmã, que dormia no quarto ao lado.

Ela se deitou sobre mim e gozei mais uma vez quando ela pressionou a boceta contra a minha. Fiquei ali, latejando num segundo gozo que prolongava o primeiro, quase sem acreditar no que estava acontecendo.

Adormecemos abraçadas, ela deitada no meu peito e eu, flutuando nas nuvens.

dykerama

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Justiça nega segundo pedido de liberdade para casal gay preso no Malauí


O tribunal máximo do Malauí negou nesta quinta, 28, mais um pedido de libertação do casal gay Steven Monjeza e Tiwonge Chimbalanga. Os dois estão detidos há um mês depois de terem realizado uma cerimônia simbólica de casamento. A Justiça do país alegou que a decisão de mantê-los presos em uma penitenciária de segurança máxima é para proteger a integridade física do casal.

"O Estado teme pela segurança dos solicitantes, com base na reação hostil que o público demonstrou todas as vezes em que eles foram trazidos à corte", disse o juiz Rowland Mbvundula. De fato, vídeos que circulam na web mostram Chimbalanga e Monjeza algemados e hostilizados por populares no veículo que os transporta da cadeia para o tribunal.

Foi a segunda vez que a Corte Máxima do Malauí nega pedido de liberdade ao casal. Nesta semana, um grupo de parlamentares britânicos entrou na campanha feita pela Anistia Internacional, pedindo a liberdade dos dois homens.

A homossexualidade é considerada crime no Malauí e o casal gay pode pegar até 24 anos de prisão.

pride

Relacionamentos gays não monogâmicos duram mais, aponta pesquisa


A Universidade Estadual de São Francisco vai publicar em fevereiro uma pesquisa sobre a questão da monogamia nos relacionamentos homossexuais. De acordo com dados preliminares já divulgados, 50% dos casais gays e lésbicos afirmaram viverem relações abertas, ou seja, fazem sexo com outras pessoas com conhecimento do parceiro.

Segundo informações do New York Times, o "Estudo dos Casais Gays" acompanhou a rotina de 556 casais moradores da Bay Area, que tem alta concentração de homossexuais. De maneira geral, aqueles participantes que revelaram terem relacionamentos não monogâmicos alegaram que o resultado disso são namoros mais fortes, honestos e duradouros.

"Entre pessoas heterossexuais, isso é frequentemente chamado de traição, mas para pessoas gays, ficar com outras pessoas não tem essa conotação negativa", afirmou Colleen Hoff, principal coordenador da pesquisa.

No fim das contas, Hoff chegou à conclusão de que gays em relacionamentos abertos são tão felizes quanto aqueles que preferem as uniões exclusivas. O estudo californiano reafirma uma outra pesquisa, publicada em 1985, segundo a qual relacionamentos homossexuais abertos duram mais tempo do que aqueles monogâmicos.

pride

Prefeito da Cidade do México sai em defesa do casamento gay


Marcelo Ebrard, prefeito da Cidade do México, classificou como "um grave erro" a decisão da Procuradoria Geral da República de propor ação de inconstitucionalidade sobre o casamento gay.

Nesta semana, o governo federal mexicano entrou com uma ação perante a Suprema Corte visando anular a reforma no código civil que permitiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo e adoção de crianças por casais gays na capital do país. Mas para o prefeito Ebrard, a iniciativa atropela o caráter independente da Cidade do México.

"Me parece um erro sério porque o procurador é advogado do Poder Executivo federal. Creio que não cabe ao Executivo federal decidir sobre leis na Cidade do México. Parece que voltamos ao tempo em que éramos uma dependência do governo federal", disse o prefeito. Ainda na visão de Ebrard, a ação proposta pelo governo federal é controversa e pretende limitar o direito das pessoas.

"Não acredito que nem o procurador nem o chefe do Executivo têm capacidade para proibir que o povo tome suas próprias decisões sore suas vidas e preferências sexuais", completou o prefeito.

Falou e disse.

pride

Grupos gays repudiam indicação de cantor preconceituoso ao Grammy


Após a indicação ao Grammy do cantor jamaicano Buju Banton, a Aliança Gay e Lésbica contra a Difamação - GLAAD e o Centro para Gays e Lésbicas de Los Angeles anunciaram nesta sexta, 29, via jornal Daily Varity, uma mensagem repudiando a nomeação do homofóbico artista no evento.

A manifestação é por conta do grande preconceito contra gays contido nas letras do cantor. Atualmente preso por porte de cocaína, o cantor é alvo de diversos grupos gays desde de 1988, quando lançou a música "Boom, Bye Bye", na qual apoia o assassinato de gays por "tiros ou fogo".

Enquanto o anúncio tenta pressionar os organizadores do Grammy, Banton revelou recentemente que não enxerga um fim da sua guerra pessoal com os gays.

cultura gls

DJ Jesus Luz vai lançar CD em 2010


Modelo, DJ e namorado da Madonna. Mesmo com tantas profissões Jesus Luz não para de querer investir em seu nome e sua próxima empreitada é lançar um CD pela gravadora da diva pop ainda em 2010.

O primeiro single é intitulado como "We Came From Light" (Nós Viemos da Luz). A faixa já está sendo tocada pelo DJ durante suas apresentações e já está disponível na rede. Caso queira ouvir clique aqui.

cultura gls

Grammy 2010 pode ter parceria entre Lady Gaga e Elton John


A cerimônia de entrega do Grammy será realizada neste domingo, 31, e pode contar com um dueto de estrelas gays de primeira grandeza: Lady Gaga e Elton John. De acordo com o jornal britânico "Metro", os dois podem se apresentar lado a lado no show da 52ª edição da premiação musical.

Nesta semana, logo após participar do festival de cinema independente de Sundance, Elton John preferiu não comentar a possível parceria, mas fontes afirmam que os últimos detalhes do encontro estão sendo acertados.

Com ou sem Grammy, Gaga e John já têm um encontro marcado para os próximos dias. A cantora será atração em um evento beneficente realizado em prol da Fundação AmFAR, que cuida de soropositivos. Este ano, o grande homenageado do concerto é Elton John.

cultura gls

Armani divulga campanha com casais gay e lésbico


Já com o clima de Valentine's Day (Dia dos Namorados no hemisfério norte, celebrado em 14 de fevereiro), a Armani Exchange divulgou a campanha da coleção Primavera Verão 2010. Super sensuais, as imagens não deixam de fora nenhum tipo de casal.

Com o slogan "Share the Love" (ou "Compartilhe o amor"), a campanha conta com imagens que fazem referência a casais gays, lésbicos e héteros. Tudo junto numa boa, como tem que ser.

O arrasador modelo brasileiro Marlon Teixeira participa da campanha. Ele foi clicado trocando carícias com o norte-americano Clint Mauro. Outra beldade brasileira na publicidade da Armani é Tamiris Souza Freitas.

Experiente em fotografar para campanhas da Armani, Matthew Scrivens assina as fotos.

lifestyle

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Brasileiro mostra como é a cena gay de Jerusalém


Aqui em Jerusalém, noite gay só tem uma vez por semana no HaKatze. Não existe cinemão, sauna e afins e, de vez em quando, acontecem umas festas que são divulgadas pelo site Atraf.com (o Disponível israelense). Esse esquema de divulgação é tipo superdiscreto, você tem que ligar pro cara pra saber onde é a festa e descolar um convite.

Teve uma vez que um palestino me deu um flyer para uma festa dessas na porta do HaKatze. Aliás, nesse dia que acontece a noite gay, tem turista de todo o mundo. Gays judeus e palestinos convivem em harmonia (o primeiro cara com quem saí aqui foi um árabe). Tem show de drags, que dublam Beyonce e afins, mas aqui já vi show até com música turca e árabe.

Fora isso, tem também o café Shilshom e um outro bar perto da rua Ben Yehuda que se definem como "simpatizantes", com bandeira do arco-íris e tudo.

Logo que cheguei aqui, fui no Beit HaPatuch (Jerusalem Open House), o centro de convivência gay. Todo mundo que trabalha lá é voluntário. Rolam exposições e uns encontros para as pessoas se conhecerem. Lá também é distribuída a revista gay local (Ha'ir).

Além do Atraf e das festinhas, a pegação rola solta no Parque da Independência à noite, quando judeus e árabes se encontram. A polícia fica em cima e os árabes desaparecem. Aliás, a polícia fica em cima porque os árabes meio que se prostituem. Tem uns religiosos que frequentam o local, fazem o atendimento, e daí colocam a kipá de volta na cabeça na hora de voltarem pra casa.

Falando nisso, o clima religioso aqui impera. Deve ser por isso que "homossexual assumido" é coisa raríssima, porque todo mundo sabe que tem, mas faze vista grossa. Quando alguém se assume dizem que é uma fase, que vai passar. Uma coisa que eu percebi é que tem muito cara que vai pra Tel Aviv, "enlouquece", volta pra Jerusalém e vira religioso.

E é claro que é possível trocar olhares na rua, nos cafés. A rua Hilel é super descolada. É lá onde estão algumas das lojas e salões de beleza mais legais da cidade.

lifestyle

Guia gay britânico destaca Brasil como destino


Uma das mais importantes associações de turismo da Grã-Bretanha, a ABTA dedicou três páginas de seu suplemento anual de dicas turísticas ao Brasil. O país aparece como um dos principais destinos do turismo GLS em 2010. As cidades do Rio de Janeiro e São Paulo são os destaques.

O guia é dirigido especificamente para o público LGBT e indica como bafo certo lugares como o bairro carioca de Ipanema - onde fica a fervida Rua Farme de Amoedo - e sua praia, considerada uma das 10 melhores do mundo. O Carnaval do Rio de Janeiro também entra no roteiro.

A cidade de São Paulo também ganha destaque com a sua gigante Parada do Orgulho LGBT e as pencas de eventos de jogação paralelos à ela. O guia está disponível numa versão online que você confere clicando aqui. A inserção do Brasil no material é uma parceria da ABTA com a Associação Brasileira de Turismo GLS (Abrat-GLS).

lifestyle

Saiba quais são as praias brasileiras gays onde o verão é mais fervido


Lindas e disputadas o ano inteiro, as praias do Brasil ficam ainda mais fervidas durante o verão. A estação mais quente do ano lota as areias do litoral brasileiro de gente bonita e a fim de aproveitar tudo aquilo que o calor propicia. Pensando em você, que não resiste à combinação sol + mar + pouca roupa, o Mix preparou um roteiro das melhores praias desta estação onde a turma gay se encontra. Com certeza tem alguma perto de você. É só arrasar na sunga, no protetor solar e aproveitar tudinho.

Rio de Janeiro
Tradicionalíssimo reduto gay, a praia de Ipanema fica ainda mais disputada no verão. Normalmente, meninos saradíssimos e suas sungas se concentram no Posto 9, mas nesta estação o lugar fica tão cheio que a presença gay é estendida. É possível paquerar horrores entre os Postos 7 e 10. Mas não é só de Ipanema que se faz o verão gay do Rio. Copacabana é sempre certeza praia cheia. Gringos, gays e moradores da região se misturam numa boa, mas a paquera é mais discreta do que em Ipanema. Já na Barra, a turma é mais selecionada, principalmente na altura da Av. Sernambetiba.

Para quem não sabe, Cabo Frio, situada a 170 quilômetros do Rio, também recebe a turma LGBT de braços abertos. A cidade, que conta até com um bloco carnavalesco gay, lota de gays nacionais e importados. A praia Olho de Boi é uma bafo só. Aberta ao naturismo, a praia tem umas pedras onde acontece tudo o que o diabo gosta.

Santa Catarina
A capital catarinense entra em mais um verão como um dos destinos mais preferidos pelos gays. A ilha fica lotada com gatos de São Paulo, Rio, do Sul do país e alguns gringos. A famosíssima Praia Mole tem um dos metros quadrados mais disputados de Floripa e a frequência é bem misturadona. No som, o tribal domina, principalmente próximo ao bar da Deca. Já o Campeche é mais tranquilo e atrai muitos casais. Muita gente que cansou da lotação da Mole está migrando para lá. Meninos bonitos desfilam para lá e para cá, principalmente perto do riozinho.

Já Jurerê Internacional é a praia do carão. Se, em vez disso, você prefere aproveitar os bafos sem frescura, a Galheta é uma opção. Naturista, a praia é a meca da paquera.

Bahia
Se Salvador é um bafo durante o ano, imagine só no verão. Na capital, três praias dividem as preferências dos meninos. O Porto da Barra fica próximo ao Centro e é super charmosa. O mar é tranquilo e o povo aproveita a vista para a Ilha de Itaparica para jogar conversa fora e conhecer gente nova. O lado direito da praia é o reduto dos saradões e dos mais bonitos.

Além da sempre bombada Praia dos Artistas, tem também a Stella Maris, onde você encontra barracas embaladas ao som de muita música eletrônica. Uma das barracas mais legais é a do Gaúcho. Já Trancoso é a pedida do Sul baiano. Os gatos se encontram na praia central e na praça, onde estão bares e restaurantes mais legais.

Pernambuco
Gaibu atrai tantos homossexuais que ganhou o apelido de Gaybu. Fica a apenas 1 hora do Recife e é querida por veranistas, turistas e surfistas bem bonitinhos. Ao chegar, o bom é sentar na areia, pedir uma cerveja e alguns petiscos e deixar a paquera rolar solta. Para os mais animados, a dica são as formações rochosas que separam Gaibu de Calhetas, praia vizinha. Lá do alto é possível admirar a paisagem e, quem sabe, curtir um momento safadinho.

lifetyle

Carnaval de Floripa terá concurso para eleger Gato Molhado


O Carnaval de Florianópolis é um dos mais visados pelo turista gay e, sabendo disso, a prefeitura da cidade em parceira com a Associação de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo vai promover o 1º Concurso Gay. A cidade já tem o tradicional Pop Gay e o concurso de Drags, mas o atrativo deste novo concurso é a eleição do Garoto Molhado e do Gay do Continente.

Para o Gato Molhado, o único pré-requisito é ser maior de idade estar vestido apenas de uma camiseta branca e uma sunguinha da mesma cor. Já no Gay do Continente, o participante tem que ser belo e ter o corpinho em dia.

O primeiro colocado de cada uma das categorias vai levar pra casa a premiação no valor de R$1 mil. Segundo e terceiro lugares ganham R$800 e R$500, respectivamente. Para saber mais sobre o regulamento clique aqui.

Já o Pop Gay costuma reunir centenas de pessoas na segunda-feira de carnaval e pelo segundo ano consecutivo será realizado na Praça Tancredo Neves.

Gay do Continente e Garoto Molhado
14 de fevereiro - Avenida Santa Catarina às 14hs

Pop Gay
15 de fevereiro - Praça Tancredo Neves às 15hs

Católicos mexicanos questionam capacidade de gays criarem filhos


Depois que a Cidade do México legalizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo, a Igreja Católica do país está empenhada em uma patrulha anti-homossexual. A Arquidiocese do México divulgou nesta semana um comunicado batizado de "Sobre a Fé", em que distribui impropérios sobre a homossexualidade, especialmente no que se refere à homoparentalidade.

Entre outras acusações, está o suposto objetivo dos gays que sonham em adotar crianças. "Eles (homossexuais) têm o perverso propósito de usar as crianças para pornografia infantil, abuso sexual, prostituição e outras coisas".

A capacidade de pais gays criarem bem seus filhos também foi duramente questionada pelos católicos mexicanos: "Por mais bem intencionados que sejam alguns ‘pais’ homossexuais, o seu estilo de vida afetará de muitas maneiras as crianças. Pois, as crianças costumam dizer: quando crescer quero ser igual ao meu pai. E, estas crianças com pais homossexuais, em que irão se espelhar? Quererão usar gliter? Se maquiar? Dormir com outros homens?".

lifestyle

Em discurso, Obama promete combater política anti-gays nas Forças Armadas


A política americana conhecida como "Não pergunte, não conte", que desencoraja militares gays a se assumirem, está na mira do presidente Barack Obama. Durante discurso de Estado da União realizado na noite desta quarta, 27, com presença de políticos e representantes da sociedade civil, Obama anunciou que pedirá ao Congresso a revogação da prática.

"Este ano vamos acabar com a lei que retira aos homossexuais o direito de servir o país que amo por serem quem são." A fala foi bastante aplaudida, inclusive pelo secretário de Defesa, Robert Gates. Já os militares presentes no evento permaneceram sentados, impassíveis.

O combate à política anti-gays nas Forças Armadas dos EUA foi uma promessa de campanha de Obama, junto com outras medidas favoráveis aos LGBT. No entanto, organizações de homossexuais vêm reclamando que o presidente fez pouco para a comunidade depois de empossado.

pride

Ainda dá para entrar VIP em festas. Confira programação dos clubes


Se você ainda não garantiu seu exemplar da JUNIOR#14, é melhor correr. A revista fica nas bancas de todo o país só por mais uma semana. E como você sabe, a publicação traz um convite VIP para seus leitores curtirem as melhores festas Brasil afora. Ao todo, onze clubes de nove cidades brasileiras participam da promoção.

Para facilitar sua vida, o Mix traz a programação das casas onde você pode usar o convite encartado na JUNIOR para entrar sem pagar nadinha.

São Paulo
Hot Hot
Nesta quinta, 28, o clube recebe o Boss in Drama de Péricles Martins. Além dele, Leiloca Pantoja e Ricardo Gonzalez também tocam.
Rua Santo Antônio, 670 - Bela Vista

Rio de Janeiro
Cine Ideal
No sábado, 30, os Residentes Fernando Braga, E-Thunder e Fabio Mesquita fazem a alegria do povo com o melhor da House Music. No Terraço, o Dj Great Guy toma conta da pista ao ar livre.
Rua da Carioca, 64 - Centro

Campinas
Pride Club
Rola concurso de drags valendo uma participação no seriado gay "Arouche by Night" na sexta, 29. A noite será animada por Flávio Fênix, Rafael Oliver e Kaio Souza. Já no sábado tem a noite "A Vida é uma Arte". Tocam os DJs Alex Albyno, Téo Brasil e Diógenes e rolam shows especiais de Iris Vandyk e Fecamta.

Curitiba
Black Box
No sábado, 30, os DJs Luan Fernandez, Marcinha, Roger Maia e LJ Anderson animam a noite dos curitibanos.
Rua Mateus Lame, 686 - Centro

Recife
Metrópole
O clube recifense realiza o Clube do Pirata Gay no sábado, 30. É legal ir fantasiado porque a melhor fantasia vai valer prêmios. Rafael Cardoso, capa da JUNIOR#14, será um dos jurados. Bafo rola no sábado, 30
Rua das Ninfas, 126 - Boa Vista

Fortaleza
Music Box
Esta sexta, 29, é dia de Music On na casa mais fervida de Fortaleza. Renata Dib e Morr garantem que não vão deixar ninguém parado. Já no domingo, 31, rola uma pool party com chopp grátis na primeira hora.
Rua José Avelino, 387 - Centro

Goiânia
The Pub
Sábado, 30, os DJs residentes Laurize e Silver comandam a festa You Can Dance, garantindo o fervo no clube mais legal da capital goiana.
Rua 52, 218 - Jardim Goiás

junior

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Tuiteiros promovem beijaço pelos direitos humanos


Protesto acontece no dia 7 de fevereiro na avenida Paulista; saiba como participar


Tuiteiros promovem no próximo dia 7 de fevereiro na avenida Paulista, esquina com a rua Augusta, um beijaço para defender as medidas contempladas no 3º Plano Nacional de Direitos Humanos, apresentado pela Secretaria Nacional de Direitos Humanos do Governo Federal.

O ato público pretende reunir mulheres e homens, homossexuais, héteros e bissexuais, travestis e transexuais, para protestar a favor do chamado PNDH3, que prevê, entre outros direitos, a união civil entre pessoas do mesmo sexo, a criminalização da homofobia, a legalização do aborto e a adoção homoparental. A Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), ligada à Igreja Católica, manifestou-se contra essas propostas na semana passada.

Em nota enviada à imprensa, os organizadores do beijaço dizem que querem “expressar seu comprometimento e apoio a implementação destas políticas públicas e ainda expressar seu repúdio ao ataque vazio e fanático do qual o plano está sendo vítima”.

“A ideia é mostrar, com muita alegria, que as pessoas são diferentes umas das outras, nascem, vivem, se beijam, amam, se relacionam com quem bem entendem, e independente de um ou outro grupo que torce o nariz, sua vida vai continuar acontecendo no anonimato de suas casas”, dizem os organizadores.

O PNDH3 prevê também o cumprimento da Constituição quanto ao caráter laico do Estado brasileiro e pede a retirada de ícones religiosos de instituições públicas.

Serviço:
Ato público “Beijaço pelos Direitos Humanos”
Quando: Dia 7 de fevereiro, às 17h
Onde: Esquina da avenida Paulista com a rua Augusta

dyherama

Marcelo Dourado diz para Dicesar que se masturbou muito antes de entrar no BBB


O lutador Marcelo Dourado deixou claro nesta quarta, 20, que se masturbou horrores na preparação para voltar a casa do BBB. A declaração foi feita justamente para Dicesar, que chegou a chamar Dourado de homofóbico. Conversando com o alter ego de Dimmy Kieer no "puxadinho", o lutador disse que tomou dezesseis banhos por dia quando estava confinado no hotel antes de entrar na casa.

Todo esse exagero, segundo Dourado, era para descarregar sua energia sexual, já que ele sabia que "não ia rolar nada" no BBB. Quando Dicésar perguntou se banho descarrega a vontade, Dourado respondeu: "O banho não, mas o que eu fazia no banho sim". Dicesar aproveitou a deixa para brincar: "Nossa, por isso que você está fortinho né? Batendo dezesseis bolos por dia".

Apesar de terem se estranhado nos primeiros dias do BBB, Dicesar e Dourado parecem estar mais próximos. Batendo papo na piscina na manhã desta quarta, os dois conversaram abertamente sobre a postura de Dourado na casa.

"Tem gente que eu me enturmei. Você, por mais diferente que seja de mim, me dá a oportunidade de me expressar", disse Dourado. "Eu acho que você tem que dançar conforme a música. Onde eu estou tento me dar bem com as pessoas", sugeriu Dicesar.

cultura gls


Via microblog, Sergio reclama de machismo no BBB


BBB10: Integrante dos Coloridos diz estar enojado por atitude machista de outro participante

Sergio Orgastic acordou nervoso na casa do BBB. Já pela manhã, o estudante definiu seu humor como "irritado" no site do programa. Além disso, o colorido postou na página de microblog do programa: “O machismo pela manhã de uma pessoa aqui na casa me dá asco, ainda mais quando vem do meu quarto. Tirando isso, minha noite foi ótima.”

Recentemente foi Dicésar quem reclamou de homofobia dentro do BBB. A diferença foi que ele deu nome aos bois. Em uma conversa na piscina com Eliane, a drag disse ainda que o rapaz é o típico homem que precisa provar sua masculinidade a todo momento.

cultura gls

Dicésar e Sérgio discordam sobre gays trocando carinhos em lugares públicos


Homossexuais trocando carícias em lugares públicos foi assunto de uma conversa na casa do Big Brother Brasil. Em conversa na tarde desta segunda, 25, os coloridos Sérgio e Dicésar divergiram sobre a conveniência de casais gays se beijando em locais como shopping centers. Para o alter ego da drag Dimmy Kieer, o certo é segurar a onda. "Tem avó, tem família, eles vão ver você e vão falar 'que falta de vergonha na cara'. Não é assim que você quebra preconceito", opinou.

Já para Sergio Orgastic, tem mais é que beijar mesmo. "Para mim, é tudo igual", disse antes de deixar Dimmy falando sozinho. "Vai, vai arrumar um namorado e queimar teu filme no shopping", provocou o maquiador.

Depois, Dicésar convidou Ana Angélica a entrar na polêmica. Andar de mão dada, sim, beijando não, é desnecessário. Hetero quando fica de agarração também é feio. Mas meu sonho é andar numa boa no shopping, na praia", respondeu a moça.

E você, o que acha de demonstrações públicas de carinho entre gays? Queima mesmo o filme? Comente.

cultura gls

Big Brother 10 virou A Gaiola das Loucas da vida (quase) real


Quem acompanha o BBB10 já deve ter percebido que a palavra "gay" deve ser a mais falada nos dias, noites, festas e edredons da vigiadíssima casa. O programa é o que de mais gay surgiu na TV brasileira por conta da escolha de três homossexuais assumidos como participantes _Dicesar, Sergio Francischini e Angélica. Disso você já sabe muito bem.

Mas a questão gay ultrapassou o limite destes três participantes e avançou sobre os demais, expondo discursos, desconfianças e ainda mais bichices para todos os lados. Nas festas toca-se Lady Gaga, Madonna e I Will Survive _com sucessivas performances de Sergio e os gostosões que se fazem de gogo-boys para a "diva" orgástica. Cadu revelou-se super friendly e carinhoso com as meninas e meninos (todos). Chegou a simular uma "conchinha" com Dicesar e vive carregando Sergio no colo. Ganhou pontos com todos. Marcelo Dourado, o participante que menos se enturma com os gays da casa, está cada vez mais isolado _e isso tem tudo a ver com a antipatia que ele causa no Dicesar e Sergio, dois dos líderes mais carismáticos do programa.

Nestes últimos dias um novo assunto vem dando o que falar dentro e fora do BBB: a gatona Cacau levantou a suspeita de que seu ficante Elieser (gato completo) seria gay. Elieses ficou chateado e chegou a chorar. Ele negou a suspeita e Cacau acabou falando que foi mal compreendida.

Mas é claro que enquanto os gays assumidos estiverem dentro da casa, os assuntos recorrentes à homossexualidade não vão esfriar tão cedo.


cultura gls

Produtora começa testes para apresentador de novo programa gay da TV brasileira


A produtora MZ Filmes realizou nos últimos dias 23 e 24 a primeira bateria de testes em busca do apresentador para o programa Pronto Falei.

O diretor Duda Leite e uma equipe de oito pessoas gravaram os testes em estúdio em São Paulo na Vila Mariana, que consistiam em três partes. Na primeira, o candidato era entrevistado por outro candidato, depois gravava a cabeça de uma matéria em formato de dica e finalmente entrevistava um outro candidato..


Dezoito candidatos, de todos os tipos e idades, se apresentaram para encarar o desafio de apresentar o programa gls cujo piloto deve ser gravado em fevereiro para Fashion TV.

cultura gls

Diretor brasileiro será homenageado em mostra de cinema LGBT no Festival de Toulouse


O diretor brasileiro Kleber Mendonça Filho será homenageado durante o Festival de Cinema Latino-Americano de Toulouse. De acordo com o informado por organizadores nesta terça-feira, 26, o evento terá uma mostra chamada "Encontros de Cinema da América Latina", onde a recente produção cinematográfica LGBT no nosso continente será o destaque.

Kleber Mendonça Filho é o autor de obras como "Eletrodoméstica", de 2005, que foi exibido durante o Festival Mix Brasil de Cinema da Diversidade Sexual. O curta mostra a alienação de uma mulher por causa de sua dependência dos eletrodomésticos. A situação a leva a simular uma relação amorosa com uma máquina de lavar.

O Festival de Cinema Latino-Americano de Toulouse será realizado no sul da França entre os dias 19 e 28 de março.

cultura gls

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Casal gay italiano faz greve de fome para pedir casamento entre pessoas do mesmo sexo


Um casal gay da Itália está realizando uma greve de fome para pressionar o governo do país a legalizar o casamento gay. Francesco Zanardi e Manuel Incorvaia iniciaram a greve em 04 de janeiro e contam que desde então estão sobrevivendo com três capuccinos por dia. E além de se privarem de comida, o casal adotou outra estratégia para chamar a atenção da mídia para a questão do casamento entre pessoas do mesmo sexo: estão mostrando sua rotina doméstica via web 24 horas por dia através de um site.

Zanardi contou ao jornal Global Post que a ideia da greve veio em setembro de 2009, quando ele foi vítima de um ataque homofóbico em Mykonos, na Grécia. Atacado por quatro homens, ele foi levado a um hospital com hemorragia interna. Foi aí que ele percebeu que, caso morresse, seu parceiro não teria nenhum direito ao patrimônio construído pelo casal.

"Chegamos a um ponto onde queremos proteger um ao outro. Este não é meu primeiro relacionamento, mas é a primeira vez que sinto necessidade de proteger meu parceiro", disse Zanardi.

A Itália é um dos países mais resistentes a leis pró-LGT. Não raro, legisladores italianos citam valores católicos para negar a homossexuais direitos como união civil e adoção de crianças.

pride

Parada Gay é ato satânico, diz prefeito de Moscou


Conhecido por seus posicionamentos abertamente homofóbicos, o prefeito de Moscou, Yury Luzhkov falou mais uma vez contra as Paradas Gays. Segundo o político afirmou nesta segunda, 25, desfiles do Orgulho LGBT são "atos satânicos".

"Por vários anos, Moscou vem sofrendo uma pressão sem precedentes para liberar uma parada gay, que não pode ser chamada de outra coisa além de ato satânico. Nós proibimos esses eventos na passaodo e não vamos permiti-los no futuro. As pessoas precisam enxergar isso como uma certeza óbvia". O mais surpreendente é que Luzhkov deu esta aula de intolerância durante um evento de educação.

O prefeito moscovita disse ainda que "é hora de acabar com as pragas sociais com todo o poder da Justiça em vez de falar sobre direitos humanos". No dicionário de Luzhkov, "pragas sociais" são o abuso de drogas, xenofobia e aquilo que ele chama de "propaganda aberta do suposto amor entre pessoas do mesmo sexo".

pride

Índia: Bollywood filma primeiro romance gay


A indústria cinematográfica de Bollywood acaba de filmar seu primeiro beijo gay. O filme Dunno Y... Na Jaane Kyun contará uma história de amor entre dois belos jovens que têm uma vida sexual intensa.

A película, que deve passar pela censura indiana em maio, promete causar polêmica, pois será o primeiro filme com cenas de sexo gay do país, que descriminalizou as relações homossexuais em julho de 2009.

O pôster do filme, dois homens seminus se abraçando, mostra que a sociedade indiana mudou. Mesmo assim, os produtores do filme e os ativistas LGBT já estão se preparando para protestos dos conservadores religiosos.

Um dos atores do filme, Kapil Sharma, disse que relutou em fazer as cenas de sexo. "Pensei que eu estava mentalmente preparado, mas quando a filmagem começou de fato, fiquei nervoso em fazer isso na frente da câmera. Eu estava especialmente envergonhado em uma cena de festa gay", disse ele.

O assumido príncipe Manvendra Singh, que esteve na Parada Gay de São Paulo de 2009, disse que acredita que o filme provocará protestos quando for liberado, mas deu boas-vindas ao debate que abrirá. "Poderá haver uma reação, mas contanto que o filme não mostre vulgaridade será uma maneira de sensibilizar o público", disse.

uol

Ian Mckellen diz que as torcidas de futebol deveriam se envergonhar por discriminar atletas gays


O assumido ativista e ator Ian McKellen declarou a uma rádio britânica que os fans do esporte deveriam se envergonhar por discriminar atletas LGBT, pois muitos deles “são admirados de várias maneiras, mas quando se assumem viram violetas indefesas, pois têm medo das vaias”.

O ator, de 70 anos, ainda disse que “ser honesto sobre sua vida privada não muda o fato de um jogador de futebol ser fantástico. Eu não acredito que o mundo e o esporte estejam mudando, o processo para alcançar isso é muito demorado”.

Há algumas semanas a estrela do rúgbi Gareth Thomas revelou sua homossexualidade depois de ter se mantido muitos anos no armário.

Leia mais:

uol


Mulher, brasileira e lésbica


Foi lançado no último dia 14 de janeiro, no Rio, o documentário “Sou Mulher, Sou Brasileira, Sou Lésbica”, dirigido por Vagner de Almeida.

O filme traz entrevistas com militantes dos movimentos de mulheres lésbicas, que relatam sua luta contra o estigma, a intolerância e o machismo. “A força desse filme está nas falas, nas vozes dessas mulheres – lindas, fortes, poderosas, honestas, guerreiras, mães, filhas, tias, avós, amantes, parceiras, vizinhas”, diz o diretor.

Vagner de Almeida iniciou a carreira em 1995, com o curta “Cabaret Prevenção”, que abordava a realidade cotidiana dos homossexuais e o impacto da epidemia da Aids. Em 2004, ele dirigiu “Borboletas da Vida”, sobre a realidade de jovens homossexuais das periferias das grandes cidades.

"Sou mulher, Sou Brasileira, Sou Lésbica" contou com o apoio do governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Superintendência de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos e da ABIA – Associação Brasileira Interdisciplinar de Aids.

Assista ao trailer do documentário AQUI.

dykerama

Atriz da série “Glee” se casará com companheira


A atriz norte-americana Jane Lynch, que interpreta a técnica Sue Sylvester na série “Glee”, vai se casar com a companheira.

Lynch e a namorada, a doutora em psicologia Lara Embry, planejam se casar em maio, após o início da segunda temporada da série nos Estados Unidos, que no Brasil é exibida pelo canal pago Fox. O local da cerimônia não foi revelado.

A atriz, de 49 anos, também é conhecida por seus papéis no filme “O Virgem de 40 anos” (2005) e na série “Two and a Half Man”.

Lara Embry ganhou no ano passado o prêmio da ONG National Centre For Lesbian Rights´Justice por sua atuação em um processo a favor das uniões do mesmo sexo na Flórida.

dykerama

Família não sabia da homossexualidade de Angélica


A homossexualidade de Angélica, do "Big Brother Brasil 10", pegou os familiares da mineira de surpresa. "Nós não sabíamos disso. Só soubemos quando ela disse no programa. Angélica não tocava neste assunto com a gente", contou a tia da participante, Silvana Martins. A preocupação agora é que Angélica não seja alvo de preconceitos. "Ela continua sendo a minha sobrinha e vai poder sempre contar com o apoio da nossa família. A gente só não quer que ela sofra", explicou.

Para Silvana, Angélica não deixa a casa no paredão da próxima terça-feira (26/01). "Acho que o Alex deve sair", opinou Silvana, que assegura que a sobrinha não está jogando: "A Angélica que está na casa é a mesma que conhecemos. Muitas vezes, parece que ela está em cima do muro porque não toma partido das brigas. Mas ela age do mesmo jeito aqui fora", revelou.

uol

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Pastor gay lança livro


O reverendo Márcio Retamero lançará o livro "Banquete dos Excluídos", obra voltada especificamente para o leitor LGBT. Retamero é pastor da Comunidade Betel, denominação inclusiva que existe desde 2005 e recebe de braços abertos aqueles que não
se sentem acolhidos nas igrejas majoritárias. A instituição tem sede no Rio de Janeiro.

O religioso bateu um papo com o Mix para falar sobre seu livro e sobre a forma como a homossexualidade ainda é vista em determinadas instituições religiosas.

Do que trata "Banquete dos Excluídos"?
É uma espécie de coletânea de mensagens bíblicas pregadas ao longo de 2007 na Comunidade Betel. São interpretações de passagens da Bíblia adaptadas para a realidade dos LGBT.

Como pintou a ideia inicial de reunir essas mensagens?
Já há algum tempo eu queria publicar uma obra para cristãos LGBT por conta da exclusão que esta fatia da comunidade costuma sofrer nas igrejas fundamentalistas. Além disso, a Comunidade Betel tem atuação bastante localizada, então o livro é uma maneira de levar nossa mensagem para mais pessoas, inclusive de fora do Rio de Janeiro.

O livro também tem um caráter político?
Sem dúvida. É uma forma de combater o fundamentalismo religioso tão presente em nosso
País. Estou certo de que projetos como o PLC 122 e o da união civil gay não avançam no
Brasil em boa parte por conta dos políticos que esquecem de que o Estado é laico. Eles
fazem da Bíblia a Constituição. Há alguns dias, vendo TV, vi o pastor Silas Malafaia
acompanhado por 7 senadores, todos criticando projetos pró-LGBT. E eles usavam a Bíblia
para justificar seus posicionamentos excludentes.

Como você percebe a relação dos homossexuais com a vivência religiosa?
Homossexuais costumam ser muito espiritualizados. As denominações orientais e afro-brasileiras estão cheias deles. Eles não costumam procurar cristianismo porque não se sentem acolhidos. Ficam jogados ao léu por causa do fundamentalismo. Todos os seres humanos têm questões existenciais, alegrias e dores. Com os LGBT não é diferente. No entanto, é comum que as inquietações dos gays tenham relação com a intolerância de que são vítimas. Muitas vezes eles vêm com ódio. Ódio porque não são aceitos.

Você acredita que, algum dia, a Santa Sé vá deixar de condenar a homossexualidade?
Acredito que sim. A Igreja Católica já se redimiu de haver apoiado a escravidão, a misoginia e o imperialismo. Chegava-se a dizer inclusive que negro não tinha alma. Tudo muda, inclusive a visão de mundo e a hermenêutica. As recentes nomeações de bispos assumidos pelas igrejas anglicana e luterana são prova desta mudança. No futuro, estudos irão mostrar que Deus não condena os homossexuais e todo esse posicionamento excludente será revisto.

**
"Banquete dos Excluídos" será lançado nesta sexta, 18, às 19 horas, na Igreja Presbiteriana da Praia de Botafogo (Praia de Botafogo, 430, 2º andar)

mix

Miss Brasil Gay desabafa


Vencedora no Melhor Traje Típico, Melhor Traje de Gala, Voto Popular e coroada Miss Brasil Gay 2009, a candidata representante do Espírito Santo, Ava Simões, conversou com o Mix e revelou como foi sua preparação para o concurso. Claro que ela falou também sobre sua relação a Miss São Paulo, Taysa Shinayder, candidata que arrancou sua peruca no fim da noite.

Qual foi sua reação ao ser eleita Miss Gay e logo em seguida ter sido agredida pela Miss São Paulo?
É sempre esperado que algum incidente aconteça com o resultado. Todas sabíamos que eu estava bem preparada, que gastei muito dinheiro. No ano passado, fiquei em segundo lugar e não me rebaixei fazendo uma cena dessas. Então todos esperavam que eu viesse representar melhor que no ano passado. Vim com o propósito de ganhar. Estou muito feliz de ter realizado meu sonho e um pouco triste por conta de como terminou. Agora é que está caindo a ficha de que houve aquele imprevisto, mas deu tudo bem. Fui coroada.

Como era a relação entre vocês e a Miss São Paulo, Taysa Shinayder antes da coroação?
Tranquilo. Dizem que já estava rolando isso, que estava marcado para fazerem alguma coisa caso eu ganhasse o título. Mas elas não deixaram transparecer. Então todas diziam para mim: 'é você quem vai ganhar'. Mas foi minoria, foram somente as paulistanas que armaram isso. Logo de uma cidade que eu amo de paixão. Todas as outras candidatas e os coordenadores me parabenizaram e me elogiaram.

Você teve que mudar de hotel, houve alguma ameaça?
Minhas coisas já estavam no outro hotel. Já estavam meu maquiador e meus amigos que me acompanharam. Então resolvi vim pra cá depois do título.

E como você se preparou para ganhar o Miss Brasil Gay?
Corri, me alimentei bem e fiz tudo para ficar mais bonita. Juntei amigos e fiz bastante publicidade para mostrar que eu era realmente a melhor concorrente ao título.

Houve um adiamento do concurso. O que você fez neste três meses para se preparar melhor?
Só fiz mais do que já tinha feito. Já estava tudo bem preparado, então não tive que fazer muita coisa.

Gostaria de dizer algo à Miss São Paulo?
Sim. Infelizmente ela não vai poder estar onde estou, não poderá mais concorrer ao Miss Brasil Gay. Espero que ela amadureça o suficiente para concorrer a outros títulos e que tenha mentalidade o suficiente para aceitar os resultados.

cultura gls

No palco, Lily Allen revela a fãs que quer ter um filho


A inglesinha bissexual Lily Allen disse que vai encerrar sua carreira musical para dedicar mais sua energia à moda, mas andou dizendo um outro motivo para o descanso: quer ser mãe de um lindo bebê. O anúncio foi feito nesta semana durante o festival Australia’s Big Day Out, na cidade de Brisbane.

“Eu quero ter um bebê, mas não estou dizendo com isso que estou grávida agora”, revelou ao público, falando ainda que “eu estou em um relacionamento (com Sam Cooper) já faz seis ou sete meses e ele está indo muito bem, então por que não?”.

Quem também andou cogitando ser mãe novamente foi Madonna. Segundo o tablóide inglês “The Sun”, a loira estaria doidinha para engravidar de seu atual namorado, o lindo Jesus Luz.

cultura gls

Saiba mais sobre Frederico II, monarca gay que mudou mapa do mundo


A situação pessoal mais dolorosa na vida de Frederico II da Prússia – fora os castigos corporais e humilhações verbais impostos por seu pai, o "Rei Sargento" Frederico Guilherme I, diante da tropa - deve ter sido o episódio envolvendo o Tenente Hans Herman von Katte.

O Tenente era membro do exército recrutado homem a homem, pelo próprio soberano. Musicista nato, poeta, filósofo, bem apessoado e oito anos mais velho que Frederico, Hans logo se tornou mais que um amigo.

Chegada a idade de casar para dar continuação à dinastia, Frederico se recusou e elaborou um plano com o objetivo de partir para a Inglaterra. Os tenentes Herman von Katte e seu outro amigo Kein, que eram bem relacionados por lá, desacataram as ordens do Rei e ajudaram na fuga, com a cumplicidade da irmã preferida, Princesa Guilhermina.

Julgados por um conselho de guerra, os jovens militares foram presos e condenados. O herdeiro e Kein pegaram pena pesada e Katte foi condenado à morte, com detalhe de crueldade decidido pelo Rei, sabedor do relacionamento de seu filho. A execução foi na Praça Krustin, em frente a uma janela do quarto onde o fugitivo e malsucedido príncipe morava.

Frederico mandou um beijo ao condenado e pediu perdão. Recebeu como resposta uma reverência e as seguintes palavras “Senhor, nada tenho a lhe perdoar”. Encaminhou-se para o cadafalso e foi decapitado. A linda cabeleira loura foi preservada e, durante muitos anos, ornou a tumba do tenente Hatte.

Origem e breve casamento
Frederico nasceu em Berlim no dia 24 de Janeiro de 1712, filho de Frederico Guilherme I da Prússia e de Sophia Dorothea de Hannover. Pertencia à dinastia Hohernzollem.

Após o episódio da morte de Hatte, Frederico acatou a ordem do pai para casar-se com Isabel Cristina, filha de Fernando Alberto de Breunswick (1733), voltando a ser príncipe herdeiro. Passou com a esposa o tempo necessário para consumar a união - alguns relatos falam em poucas horas e que, talvez, nada tenha acontecido entre os nubentes - e retirou-se para o castelo de Rheinsberg.

Ali estudava filosofia e história, fazia seus poemas e mantinha uma correspondência constante com os filósofos franceses, especialmente com Voltaire. A princesa, que era apenas uma figura decorativa - muito bonita, por sinal - aparecia nas solenidades públicas, duas ou três vezes por ano.

Em 1740, morreu o pai carrasco e tudo mudou.

Sans Souci, reduto das artes sem presença feminina

Frederico, agora Rei, amante da música, arte e literatura francesa, era um grande militar. Sua maior habilidade era impedir que exércitos inimigos se aliassem contra ele.

O gosto pelas artes atraiu Voltaire e outros sábios e cientistas franceses, que passaram a frequentar a nova residência real de Sans Souci, mandada construir em Potsdam, em estilo rococó francês.

Foi criado um centro emissor de arte e erudição, frequentado pelas mentes mais brilhantes da Europa. Voltaire ali residiu entre 1750 e 1753. Em maio de 1754, Sans Souci hospedou Johann Sebastian Bach, que escreveu para o monarca sua "Oferenda musical". A presença feminina era vetada.

cultura gls