VEJA E OUÇA A DEFESA FERVOROSA DO SEGUIMENTO GLS GLBT GLBTT NA VOZ TROVEJANTE DO AMIGO BOCA ABERTA

Loading...
Mande suas críticas e sugestões
amigobocaaberta@gmail.com

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Vereador flagrado com travesti menor de idade é absolvido



O ex-vereador de Cuiabá Ralf Leite (PRTB) foi absolvido pela Justiça mato-grossense das acusações de exploração sexual, fraude de documentação e corrupção ativa. Ele foi flagrado dentro de seu carro com uma travesti que na época tinha 17 anos na cidade de Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, o que custou o cargo de Ralf. Para o juiz Luiz Tadeu Rodrigues, como a travesti já havia recebido R$ 30 pelo programa, ficou claro que a relação sexual era consentida e consciente. “Desta forma, o acusado deve ser absolvido do delito de exploração sexual de adolescente, porque a sua ação não se enquadra no tipo imputado”, declarou o magistrado em sua decisão. Ralf vai responder ainda por desacato à autoridade contra os dois policiais que o abordaram dentro de seu carro.


central

Rio de Janeiro realiza II Conferência Estadual LGBT



O Governo do Estado do Rio de Janeiro vai realizar entre os dias 20 e 22 de outubro a II Conferência Estadual de Políticas Públicas e Direitos Humanos para LGBT do Rio de Janeiro. O lema é “Por um Brasil e um Rio de Janeiro livres da pobreza e da discriminação: Promovendo a cidadania de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais”.Convocada pelo governador do Rio, Sérgio Cabral, por meio do Decreto n.º 43.126 de 10 de agosto de 2011, a Conferência Estadual é o momento em que as demandas LGBT levantadas nas 10 pré-Conferências Regionais são reunidas e debatidas para serem levadas para a fase nacional, que vai ser realizada em dezembro em Brasília. Mais informações pelo Disque Cidadania LGBT: 0800-023-45-67.


central

PA: Militância cobra governo sobre lei anti-homofobia



A Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) aprovou no dia 31 de agosto, por unanimidade, um projeto de lei estadual que proíbe a discriminação por orientação sexual, raça, cor, idade e religião. Mas o PL 125/2010, de autoria da deputada Bernadete Ten Caten, ainda não foi sancionada pelo governador paraense, Simão Jatene, e a militância brasileira agora está cobrando que a lei entre em vigor. Em ofícios enviados nesta semana aos Poderes Executivo e Legislativo, a Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) lembra da importância de tal lei e pede que ela seja sancionada, colocada em prática, o quanto antes. “O Brasil é campeão mundial nestes assassinatos e o Estado do Pará, por meio de seus Deputados deixa claro ao país e ao mundo que é absolutamente contra este preconceito, necessitando porém, que V.sa sancione o referido projeto para a concretização da postura humana, digna e evoluída demonstrada pelo povo paraense”, aponta a entidade na mensagem ao governador.


central

Justiça do Tocantins realiza seu primeiro casamento gay



A cidade de Dinaópolis, a 350 km da capital Palmas, foi sede do primeiro casamento gay permitido pela Justiça do Estado. O casamento aconteceu nesta quinta-feir,a 15 de setembro. Os noivos vivem juntos há cinco anos e optaram em partilhar os mesmo sobrenomes.Esse é o décimo casamento gay contabilizado no Brasil desde que o Supremo garantiu o reconhecimento das uniões estáveis no país, em maio último. As decisões para converter a união estável em casamento já partiram da Justiça de Limeira, São Bernardo do Campo, Recife, Jacareí, Dinaópolis e outras quatro cidades.


central

Pré-candidato a prefeitura de SP, Fernando Haddad será perseguido por evangélicos, diz revista



O Ministro da Educação, Fernando Haddad é pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo. Não é certo que sua candidatura vá vingar, já que a senadora Marta Suplicy também quer a vaga no partido e ela lidera as pesquisas de intenção de voto em todos os cenários.
Mas se a candidatura de Fernando for consolidada, ele já tem com que se preocupar. Líderes da igreja evangélica Assembléia de Deus, a maior denominação do ramo no país, já declarou oposição a Fernando. Tudo por conta do programa Escola sem Homofobia (que acabou conhecido como Kit Gay). O programa foi defendido publicamente por Fernando Haddad dias antes de ser suspenso pela presidente Dilma Rousseff por pressão da bancada evangélica.


mix

Depois de vetar Dia do Orgulho Hétero, Gilberto Kassab cria Centro de Combate à Homofobia



O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, assinou decreto no último sábado, 17, para criação do CCH (singla para Centro de Combate à Homofobia). O nome completo do local é Centro de Referência em Direitos Humanos na Prevenção e Combate à Homofobia. O Secretário de Participação e Parceria, Uebe Rezeck, declarou: "o Centro de Combate à Homofobia é mais uma prova do compromisso desta gestão com a garantia dos direitos humanos para toda a população paulistana".A função do Centro é “receber, encaminhar e acompanhar toda e qualquer denúncia de discriminação homofóbica e/ou violência que tenha por fundamento a orientação sexual e/ou identidade de gênero, além de garantir apoio psicológico, social e jurídico aos seus usuários.”"Esta é uma notícia extraordinária, pois agora o CCH, um serviço fundamental para a população LGBT que sofre discriminação, conta com amparo legal que garante seu funcionamento", declara Franco Reinaudo, Coordenador da Cads.Para ler o decreto completo clique AQUI.


mix

Brasil ganha nova editora para publicar livros de interesse LGBT, é a Escândalo



O Brasil está ganhando uma nova editora totalmente focada na produção literária voltada ao público gay. A editora foi batizada de Escândalo e tem uma linha editorial bem definida. "Nossa linha editorial destina-se exclusivamente a publicações com ênfase em homoafetividade, homossexualidade e inclusão."O portfólio da editora está sendo gerado, mas há três autores entre eles: Roberto Muniz Dias, Thiago Tomazini e Giselle Jacques. A editora pretende lançar obras de ficção e acadêmicas; também promete produzir livros de poesia e quadrinhos.Conheça o site da editora AQUI.


cultura glss

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Senador de Porto Rico posta fotos sem roupa em aplicativo de pegação gay



O senador porto-riquenho Roberto Arango acaba de se envolver em um bafo daqueles. Um programa de TV de Porto Rico levou ao ar imagens do presidente do Partido Popular Democrático supostamente baixadas do Grindr – aplicativo de pegação gay disponível para aparelhos móveis como iPhone, Blackberry e Android.Questionado sobre as imagens, o senador disse que não sabia confirmar se de fato tirou a foto ou não. Ele ainda alegou que tem feito dieta para emagrecer ea imagem pode ter sido tirada para comprovar isso. Aham!“Vocês sabem que venho perdendo peso. À medida em que eu perco peso, eu tiro fotos. Não me lembro de ter tirado esta foto em particular, mas não vou dizer que não a tirei. Eu poderia dizer se eu me lembrasse de ter feito a foto, mas não lembro”, explicou.


pride

Censo da Itália vai passar a contar casais homossexuais



A Itália tem um primeiro-ministro (Silvio Berlusconi) que já fez declarações homofóbicas, mas não vai mais ignorar a realidade dos casais de mesmo sexo e passa a contá-los a partir de seu próximo censo populacional. É a mesma iniciativa que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) tomou no Censo 2010 – que contabilizou pelo menos 60 mil casais homoafetivos.O levantamento da população será realizado a partir do dia 9 de outubro pelo Instituto Nacional de Estatística (Istat, na sigla em italiano) e vai oferecer a opção de se declarar como casal homoafetivo. Antes, homossexuais casados só podiam assinalar que tinham “outra forma de convivência” que não o casamento tradicional entre homem e mulher. A contagem de casais homoafetivos é uma luta das entidades de defesa da cidadania LGBT da Itália já há 10 anos, desde o último censo italiano, feito em 2001. “No censo anterior era impossível especificar se um casal homossexual convivia junto", explicou o presidente da associação Gay.it, Alessio de Giorgi.O próximo passo agora vai ser conscientizar os casais de mesmo sexo do país a se declararem como tal. "Agora convém aos gays e lésbicas aproveitar este momento importante." A Itália não possui legislação sobre as uniões entre pessoas do mesmo sexo.


pride

Lei que prevê pena de morte para gays na Uganda voltará a ser discutida



As constantes mensagens de protesto por conta dos grupos de direitos humanos e da militância LGBT enviadas ao presidente da Uganda, Yoweri Kaguta Museveni, em julho deste ano, fizeram com que o projeto de lei que previa pena de morte para gays fosse arquivado.Mas os evangélicos homofóbicos - que deveriam pregar o amor e o respeito - são raivosos em qualquer lugar do mundo e o deputado autor do projeto, David Bahati, quer ver todos os gays mortos. Para isto, ele já articulou a volta do polêmico projeto à pauta de votações. As discussões serão retomadas em novembro e, se aprovado o projeto, homens e mulheres até mesmo suspeitos de serem homossexuais poderão ser punidos, sem direito à julgamento, com penas que vão variar de seis meses de prisão até a pena de morte.


pride

Drama bolachudo entra está em cartaz em quatro capitais brasileiras



Uma co-produção entre Itália e Argentina dirigida por Stefano Pasetto, o longa “A Viagem de Lucia”, distribuído pela Festival Filmes, ganhou as salas de cinema de mais duas capitais brasileiras. Depois de sua estreia em São Paulo, onde segue em cartaz, agora o filme pode ser conferido também no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte.

Na capital paulista, “A Viagem de Lucia” está em cartaz no cinema Livraria Cultura, no Cinesesc e no Unibanco Arteplex Frei Caneca. Em Porto Alegre, o filme vai para sua segunda semana no Instituto NT de Cinema e Cultura. Já em Belo Horizonte ele está sendo exibido no Usiminas Belas Artes e no Rio de Janeiro no Unibanco Arteplex Botafogo.A produção conta a história da jovem trabalhadora Lea (Francesca Inaudi). Ela trabalha em uma fábrica de alimentos, mas não está contente e espera algo mais de sua vida. É quando conhece a comissária de bordo Lucia (Sandra Ceccarelli), despertando um forte afeto mútuo. O longa venceu o prêmio do júri como melhor filme do Festival Du Film Italien de Villerupt e foi também escolhido pelo público como vencedor do Festival Universcine de Nantes. E no Cinesesc quem tem Lucia no nome (Luciana vale também) assiste ao filme de graça apresentado o RG.Rio de Janeiro:Unibanco Arteplex Botafogo: 0hBelo Horizonte:Usiminas Belas Artes: 14h50, 17h, 19h15 e 21h20São Paulo:Unibanco Arteplex Frei Caneca: 17h50Livraria Cultura: 18hCinesesc: 16hPorto Alegre:Instituto NT: 17h20 e 21h


cio

Marcelo Serrado, o Crô de Fina Estampa, comenta o corte em cena de seu personagem com namorado




O ator Marcelo Serrado, que interpreta o Crô na novela "Fina Estampa", defendeu seu personagem e comentou a notícia de que uma cena sua na novela ao lado de um namorado teria sido cortada pela emissora: “A cena foi editada e não cortada”, afirmou ele à Contigo. Ele também disse que não "levanta uma bandeira com ele (Crô)".“É um personagem solar, muito divertido. Personagem leve e que não levanta nenhuma bandeira”. “Pode até ter uma virada, mas acho que essa fórmula está dando certo e gosto dele assim.”


mix

Programa da Record faz teste de homofobia com casal gay



O programa “Legendários”, da Rede Record, decidiu no último sábado, 10 de setembro, testar no cotidiano se as pessoas são realmente tolerantes à diversidade sexual e para isso colocou um casal de gays assumidos namorando tranquilamente em uma movimentada praça de São Paulo. Antes, a produção do programa colocou um casal heterossexual e ninguém deu a mínima para o homem e a mulher. Mas já no caso do casal formado por dois homens, sentado no mesmo local do hétero, a reação foi bem diferente e ninguém deixou de pelo menos dar uma olhadinha mais atenta. Teve até quem ameaçasse os dois gays de agressão física.


mix

Radialista de Limeira se desculpa por comentários sobre casamento gay polêmicos.



A rádio Educadora de Limeira, no interior paulista, conta com o programa Meio Dia. Seu comentarista chama-se Caio Bortolan. O programa do dia 1o. de setembro noticiou a aprovação do primeiro casamento gay da cidade pela Justiça. O radialista passou a comentar a notícia."Eu sinto, agora, o sufocamento de nós, heterossexuais. Porque agora a ordem das coisas está sendo invertida. Antigamente fumar era bonito e fazer outra coisa era feio. Hoje fazer isso aí que o gustavo acha normal é bonito e fumar é feio. Se as coisas caminharem mais no sentido de Deus elas vão ficar normalzinhas (...) Deus fez o homem e a mulher, inclusive fez o encaixe. Preciso ser mais claro? A mulher tem o buraquinho e o homem tem o pino. É homem com mulher. Outra coisa é válvula de escape, tubuilação de esgoto. Bunda serve só para sentar na cadeira."Em seu Twitter, o radialista diz que seus comentários foram editados e postados fora do contexto. "Reconheço q errei o tom em um comentário q fiz e por isso peço desculpas públicas e quem tenha se sentido ofendido... Sou cristão e fui educado para tratar tdas as pessoas da msm maneira... Quem m conhece sabe do meu comportamento... N tive a intenção d ofender ninguém ... Reconheço q o tom foi um pouco exagerado...Novamente m desculpo por isso...Mas deixo claro...N foi um comentário homofóbico..." (sic)


cultura gls

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Cabo Frio reúne 60 mil pessoas na Parada Gay



A cidade de Cabo Frio parou para prestigiar a 7ª edição da Parada do Orgulho LGBT, que levou na tarde deste domingo, dia 4, cerca de 60 mil pessoas de diversas localidades da Região dos Lagos para o Parque de Eventos de Cabo Frio.Com o tema “Pelo Direito de Ser Diferente”, o evento contou com três trios elétricos – o do grupo Cabo Free, organizador do evento desde 2005; o do grupo Iguais; e o da Visibilidade Feminina. O evento começou por volta das 16h com discursos de militantes dos grupos ativistas de Cabo Frio e de outras cidades da região e contou com presença de autoridades locais.Além de cobrar a aprovação de leis que possam igualar os direitos entre casais homo e heterossexuais, o evento também celebrou a união estável entre casais do mesmo sexo, aprovada no dia 5 de maio deste ano pelo Supremo Tribunal Federal. Mas a grande novidade foi o anúncio, por parte da Prefeitura da cidade - representada pela Secretária de Promoção Social, Olivia Sá -, da criação de uma Coordenadoria de Políticas Públicas LGBT, nos mesmos moldes das já existentes nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.“A criação deste órgão é fruto de um trabalho sério que realizamos há anos em prol do público LGBT. A conquista não pode ficar limitada apenas a Parada. Ela precisa ser praticada todos os dias. Ainda não sabemos qual será a estrutura nem, de fato, como essa coordenadoria irá atuar, mas estamos muito felizes. É uma vitória diante do crescimento da onda de homofobia”, avaliou Cláudio Lemos, presidente do grupo Cabo Free, um dos mais atuantes e respeitados da região. Cláudio ainda destacou que um dos próximos objetivos do grupo é lutar pela criação de um Centro de Cultura LGBT na cidade. Após os discursos, diversas drag queens se apresentaram em cima dos trios. O bate cabelo rolou solto com Gabrielly Rodin, a rainha da Parada Gay da cidade; Caroline Alytier; Eddylene Água Suja, cover de Amy Winehouse – que causou recentemente na Parada de Juiz de Fora; Mary Mittil; Bila Bilu; a animadérrima caricata Samara Rios; e Dimmy Kieer.Logo após as apresentações, os trios soltaram o som para animar o público mais do que fervido. Por ser dentro de um espaço fechado, o trajeto dos trios ficou limitado a dar voltas dentro do Parque de Eventos, mas ainda assim, o povo não desanimou a festa rolou solta até tarde da noite.


pride

Casal lésbico de Limeira converte união estável em casamento



Junto já há 12 anos, o casal da cidade paulista de Limeira Maria Rita Lemos e Fulvia Margotti conseguiu na Justiça na última semana a conversão de sua união estável em casamento. A decisão é do juiz Mário Sérgio Menezes, corregedor permanente do Ofício do Registro Civil e também responsável pela 3ª Vara Cível.A união estável das duas foi reconhecida no ano passado pelo juiz Marcelo Ielo Amaro, da 4ª Vara Cível de Limeira, antes mesmo da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de 5 de maio deste ano. É o primeiro casamento civil entre pessoas do mesmo sexo registrado em Limeira. O juiz foi contra um parecer do Ministério Público que não autoriza a conversão da união em casamento em Limeira. Em sua decisão, ele diz que "se o STF reconheceu a união estável para casais do mesmo sexo, é porque o entendimento consolidado na Corte Maior é de que no nosso atual sistema já não subsiste à diferenciação jurídica entre homens, mulheres e homossexuais ou, para ser mais específico, entre heterossexuais e homossexuais".


pride

Divulgada a programação da Semana da Diversidade de Florianópolis




Tem início nesta terça-feira a 2ª edição da Semana da Diversidade de Florianópolis, que conta com uma série de debates, manifestações e apresentações culturais, tendo sempre a diversidade sexual como foco. O evento culmina com a 6ª edição da Parada Gay da cidade, que rola neste domingo, dia 11, na Avenida Beira Mar. Clique aqui para ver a programação dos clubes para o fim de semana e confira abaixo o que rola a partir desta terça:06/09– Ato Público em Frente à Catedral Metropolitana de Florianópolis, às 12h.– Abertura Oficial da Semana da Diversidade de Florianópolis, no Teatro da UBRO, às 18h30min– Mesa Redonda: Arte e Comunicação LGBT, no Teatro da UBRO, às 18h30min07/09– Participação na Manifestação “Grito dos Excluídos” (Faixa com os dizeres: HOMOFOBIA MATA).– Peça Teatral “Entre Iguais” (Cia. Vanguarda), apresentação no Teatro da UBRO, às 18h08/09– Mesa Redonda: História do Movimento suas Conquistas e Avanços, às 18h30min– Peça Teatral “Jardim de Joana”, apresentação no Teatro da UBRO, às 20h30min09/09– Conferência Regional da Grande Florianópolis, que acontecerá na Assembleia Legislativa do Estando de Santa Catarina, com início dos trabalhos às 13h. Na Conferência terá a Mesa Redonda sobre Políticas Públicas e a Decisão do STF e seus desdobramentos (Patricia Fontanella – OAB/SC) às 14h30min.10/09– Peça Teatral “Orlandx”, apresentação no Teatro da UBRO, às 19h11/09– 6ª Parada da Diversidade de Florianópolis ENDEREÇOS:Teatro da UBRO – Escadaria da Rua Pedro Soares nº 15 – Centro. Fundos do Colégio Bom Jesus. Fone (48) 3222-0529Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina – Palácio Barriga Verde, Rua Doutor Jorge Luz Fontes, 310, Florianópolis/SC. Fone (48) 3221-2500


mix

Conferência LGBT de Petrópolis será realizada na sexta



A cidade fluminense de Petrópolis vai realiza na próxima sexta-feira, 9, sua Conferência Regional LGBT, que começa às 8h, na Faculdade de Medicina de Petrópolis. O tema do encontro é “Por um Brasil e um Rio livres da pobreza, discriminação: Promovendo a cidadania de lésbicas, gays, travestis e transexuais”. Com realização do Governo do Estado do Rio de Janeiro, a programação rola no auditório do DIP, que fica na Rua Paulino Afonso, 455 – Binger. Mais informações pelo telefone 0800 0234 567 ou pelo e-mail lgbtregional4@gmail.com.


mix

Uberlândia realiza sua X Parada do Orgulho no dia 25



A cidade mineira de Uberlândia vai realizar no próximo dia 25, um domingo, sua X Parada do Orgulho LGBT, que tem organização da Associação Homossexual de Ajuda Mútua (Shama). O tema deste ano é “Uma década construindo nossa cidadania”. A concentração para a caminhada rola a partir das 13h, na Praça Clarimundo Carneiro. A manifestação vai contar com shows de drags e transformistas comandados por Ylana Houston e Santora Ferraço. Mais informações pelo e-mail shama_ong@yahoo.com.br.


central

Grupo discute no Rio se estilo determina a identidade sexual



O Grupo Arco-Íris do Rio de Janeiro vai realizar em sua sede na Cidade Maravilhosa nesta quinta-feira, 8, a partir das 19h, mais uma edição de seu projeto Café com Bolacha, que hoje vai falar sobre o “Estilo Estereotipado – O seu estilo determina sua identidade sexual?”. O evento tem entrada gratuita e é aberto ao público. A sede do Arco-Íris fica na Rua do Senado, 230 – centro. Mais informações pelos telefones (21) 2222-7286 ou 2215-0844.


central

Bruna Surfistinha diz que planeja se tornar lésbica



O clima anda bem quente no reality da Record “A Fazenda”. Depois de confissões de Compadre Washington sobre ficar com travestis, agora quem mexeu no vespeiro da sexualidade me rede nacional foi Raquel Pacheco, a Bruna Surfistinha. Segundo ela, se seu atual namoro não der certo ela vai se jogar para cima das mulheres.Em conversa com os outros participantes sobre seus relacionamentos, Raquel Bruna Pacheco Surfistinha disse sobre o atual amado que “mais do que amor, eu sou muito grata a ele. Ele é a última chance que eu dou para os homens. Se não der certo com meu namorado, eu viro lésbica. Já prometi isso para mim”.


cio

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Vereador do interior de São Paulo diz que teve vontade de bater em meninos gays que viu beijando. Ouça áudio



O vereador da cidade de Osvado Cruz, no interior de São Paulo, Edmar Mazucato fez um discurso bastante homofóbico na Câmara dos Vereadores da cidade para falar sobre uma cena que presenciou no dia 15 de agosto na rua, quando viu dois garotos se beijando. Ele disse que não sabia se ele saia do carro e batia nas crianças ou se ia atrás dos pais deles. Você pode ouvir o discurso todo AQUI ou ler abaixo o que ele disse na íntegra.“Eu tive uma decepção tão grande que não sabia se descia da camionete e batia no cara, se eu procurava os pais dessas pessoas. Eu estava saindo da minha casa com sentido Centro e eu descia ali naquela propriedade Serafim onde hoje tem a escola e quando eu desci, eu deparei com dois jovens de mais ou menos de catorze anos, dois jovens masculinos, do sexo masculino, se beijando as duas horas da tarde. Eu eu não sabia o que fazia, eu fiquei tão revoltado. Eu não sei se é doença, sem vergonhice, o cara não que sabe se é macho ou se é fêmea. Rapaz, gente, sinceramente, eu espero que vocês não passem por uma situação dessas... A coisa esta muito, muito aberta. Está se dando muitos (sic) direito. E o meu pensamento, eu sou totalmente contrário, eu não posso assumir uma coisa que eu não penso. Eu respeito mas acho assim, se a pessoa quer se depravar fazer alguma coisa, mas não precisa ser ao vivo e a cores Não adiante a pessoa vir falar que é bonito. Por que um menino de 15, 14 anos, eu acho que ele nem sabe o que está fazendo, ele viu na televisão que falaram lá que homem com homem beijar é bonito, o cara tá querendo fazer. Mas uma criança, acho que falta assim às vezes uma atenção, alguma coisa nesse sentindo. O mundo do jeito que tá indo, a gente não sabe o que vai acontecer. E se a gente ficar dizendo ai que bonito, é legal, é direitos humanos, é que isso é liberdade, é voz, é passeata gay, é mais não sei o que, para, pelo amor de deus. Eu respeito mas não concordo. Eu acho que isso é uma pouca vergonha Já dizia um alguns amigos meus (sic), é melhor ter uma filha biscate do que uma lésbica. É melhor ter um galinha do que veado".


mix

Bahia registra sua primeira união estável gay



O Estado da Bahia celebrou na última semana a primeira união estável entre pessoas do mesmo sexo desde 5 de maio deste ano, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu esse direito aos casais homoafetivos. A primeira união gay baiana foi realizada na última sexta-feira, 2, na cidade de Lauro de Freitas, entre Osmar de Jesus Junior, 23, e o suíço Leano Andali, 32.Junto há três anos, o casal já havia se unido legalmente na Suíça e queria ainda garantir os direitos civis também em solo brasileiro. Para eles, "trata-se do momento mais importante de nossas vidas, além de estarmos unidos legalmente na suíça desde 2009, estamos contribuindo com a cidadania neste país”.Os dois se conheceram quando Osmar viajou para a Suíça a trabalho. Os dois se apaixonaram e agora, segundo o brasileiro, “estamos vivendo plenamente esta união, isso é muito importante para mim”.


pride

Universidade Católica recebe simpósio de Direito LGBT



Estão abertas até o próximo dia 14 as inscrições para o I Simpósio Pernambucano de Direito Homoafetivo, que será realizado nos dias 16 e 17 deste mês na Universidade Católica de Pernambuco, em Recife. A iniciativa é do Diretório Acadêmico Fernando Santa Cruz da Faculdade de Direito da Unicap e do Movimento Gay Leões do Norte. A programação completa está logo abaixo e será realizada no Auditório do Bloco G da Unicap, reunindo militantes, representantes do Poder Público pernambucano, especialistas em Direito Homoafetivo e o deputado federal homossexual assumido Jean Wyllys (Psol-RJ).As inscrições custam R$ 20 e podem ser feitas no Diretório Acadêmico (Sala 302, Bloco G, manhã e noite) ou por depósito identificado na conta do Movimento Gay Leões do Norte (Banco do Brasil, agência 1850-3, conta 12193-2). Quem optar pelo depósito deve em seguida enviar seus dados para o e-mail simposiopelgbt@gmail.com e aguardar a confirmação.16 de setembro - A abrangência do Direito e a discriminação de homossexuais8h: Credenciamento9h: Mesa de AberturaManoela Alves – Presidente do Movimento Gay Leões do NorteHenrique Mariano – Presidente da OAB-PECelso Severo – Presidente do CRESSPedro Josephi – D.A de Direito da UNICAP/FENEDJayme Benvenuto – Diretor do CCJ/UNICAP 10h às 12h – 1ª Mesa: A Laicidade do Estado e o Direito à Livre Orientação afetivo-sexualProf. Torquato Castro – Departamento de Direito/UFPEDr. Clicério Bezerra – Juiz que realizou o primeiro casamento gay em PernambucoJayme Asfora – Conselheiro Federal da OAB12h: Almoço14h às 16h – 2ª Mesa: O reconhecimento da união homoafetiva como entidade familiar no Direito brasileiroProfa. Silvana Mara – Departamento de Serviço Social/UFRNElio Braz – Juiz da 2ª vara da Infância e Juventude da Capital-PEProf. José Maria Silva – Prof. de Direito de Família da UNICAP; IBDFAM. Conselheiro Estadual da OABValdécio Carlos da Silva Junior – Assistente Social; Vice-presidente do Movimento Gay Leões do NorteRafael Farias Vasconcelos — D.A de Direito da UNICAP/FENED 16h30 às 18h – Painel: Vivências em famílias homoparentais 17 de setembro – Promoção da Cidadania LGBT9h às 12h – 3ª Mesa: Políticas públicas e o enfrentamento da homofobiaRildo Veras – Assessor Especial LGBT do Gabinete do Governador/PERivânia Rodrigues – Gerência de Livre Orientação Afetivo Sexual da Prefeitura do RecifeAndré Guedes – Pedagogo; Produtor do Documentário “Singularidade na Educação”.Iris de Fátima – Fórum LGBT de PE 12h: Almoço14h às 16h – 4ª Mesa: Vulnerabilidade Social LGBT em foco e Criminalização da HomofobiaJean Wyllys – Deputado Federal (PSOL)Westei Conde – Promotor de Justiça do Estado de PEProf. Pe. Luís Corrêa – PUC/RJ; Fundador do Grupo Diversidade Católica.Rhemo Guedes – Advogado; Movimento Gay Leões do Norte.Maria Júlia Leonel — D.A de Direito da UNICAP/FENED16h às 17h: Exibição de curta e encerramento


central

Parada Gay de Osasco vai ser realizada no próximo dia 25





Na Grande São Paulo, a cidade de Osasco vai realizar no próximo dia 25, um domingo, a edição 2011 de sua Parada Gay, que tem concentração a partir das 11h na Avenida Hilário Pereira de Souza, no centro da cidade. Neste ano o tema lembra a equidade de direitos e ensina: “Eu = Você”.Com apoio da Prefeitura Municipal de Osasco, a caminhada tem organização da Associação de Gays, Lésbicas e Simpatizantes de Osasco (AGLSO) e vai contar com som dos DJs Rafael Lelis, Johnny Kelminy e Alessandro Santos, além da pinta de Danny Party.






central

Inscrições abertas para encontro sobre gênero em Assis



A Universidade Estadual Paulista (UNESP) na cidade de Assis vai receber entre os dias 18 e 20 de novembro o III Seminário Internacional Pensando Gênero - “A Psicologia para além do espelho". As inscrições vão até o dia 14 de outubro e podem ser feitas pelo site www.pensandogenero.weebly.com.O evento é promovido e organizado pelo Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Sexualidades (GEPS/CNPq) em parceria com o Núcleo de Estudos e Pesquisas em Sexualidades (NEPS) e tem como objetivo reunir as diversas visões e saberes sobre os estudos de gênero. O Campus da UNESP de Assis fica na Avenida Dom Antonio, 2100 - Parque Universitário. Mais informações pelo telefone (18) 3302 5884.


central

Site da revista Capricho publica nota falsa afirmando que Justin Bieber assumiu homossexualidade e gera pânico entre fãs



Uma nota plantada em um dos blogs do site da revista Capricho (da Editora Abril) causou comoção entre fãs do cantor canadense Justin Bieber. A nota apareceu no blog Radar Fashion, hospedado pela Capricho, na madrugada deste domingo. Ela dizia que Bieber havia cancelado suas apresentações no Brasil e assumido sua homossexualidade durante uma coletiva de imprensa realizada em Nova York no domingo. A notícia ficou pouco tempo no ar, mas foi suficiente para que fãs do cantor teen a espalhasse pelo Twitter e Facebook, gerando pânico entre as adolescentes mais apaixonadas. O site rapidamente excluiu a notícia, escreveu que as informações eram falsas e que a ação veio de um hacker. "Estamos investigando o caso e deixamos claro que a equipe da Capricho jamais teve a intenção de causar constrangimentos aos fãs ou ao cantor. Pedimos mais uma vez desculpas pelo acontecimento", escreveu o editor do site Capricho.


cultura gls

Colunista destaca a trajetória de Freddie Mercury em seu aniversário



Antes de compor este texto, conversei com alguns fãs do “Queen” e de Freddie Mercury (um dos mais importantes grupos de rock do mundo e seu líder durante duas décadas) e com alguns experts em música. Praticamente todos sabiam que o verdadeiro nome de Freddie era Farrokh Bulsara e que ele havia nascido em Stone Town, Zanzibar, colônia britânica no oeste da África, hoje parte da Tanzânia.A “novidade” que encontrei foi o fato de seus pais serem parsee indianos descendentes de iranianos seguidores do Zoroastrismo. Na canção "Mustapha", aparecem palavras estranhas que seriam deste dialeto e que estão nos 2 sub-títulos a seguir. As fotos da lendária apresentação do “Queen” no “Rock in Rio” 85 (meninos, eu vi!) ficaram para sempre na iconografia da Música e até hoje estão presentes nos CDs e DVDs da banda.RazzamaatzFarrock Bulsara nasceu em 5 de setembro de 1946, filho de Jer e Bomi (naturais de Gujarati, Índia) e, a partir de seis anos, foi para um colégio interno perto de Bombaim, onde logo demonstrou aptidão para artes e música, e começou a ser chamado de Freddie (os coleguinhas tinham dificuldade de pronunciar o nome original).O pai era funcionário do governo britânico e, com a independência da ilha, em 1963, foi remanejado para Londres. Um ano depois, a família inteira mudou-se para a Inglaterra, onde Freddie completou os estudos. Em 1969, recebeu o diploma universitário de Arte e Desenho pelo Ealing College of Art. Durante o curso, adotou o sobrenome Mercury, homenagem ao mensageiro dos deuses, que rege as comunicações - librianos como Freddie são regidos por Gêmeos e Vênus, a eloqüência e a beleza.Foi proprietário de um brechó no “mercado das pulgas” em Londres, onde conheceu o futuro companheiro de trabalho Roger Taylor e passou a fazer parte de um grupo local - o “ Ibex”, como tecladista e cantor. Roger Taylor (baixo) e Brian May (guitarra), procuravam um parceiro para dar continuidade à banda Smile, dos tempos psicodélicos (1967) - que, no futuro, teria o nome “ Queen”(foto) Em 1971, John Deacon juntou-se a eles.Achbar ishFreddie chegou para a nova formação e tudo mudou, menos a presença dos sintetizadores - esta informação está contida na contracapa dos álbuns dos anos 70.O primeiro álbum do Queen, em 1973, não agradou aos apreciadores da mesmice: a audácia de chamar um grupo de “Rainha” em plena monarquia, o cabelão e pesada maquiagem de Mercury. “Killer Queen”, tributo a “uma pessoa tipo Maria Antonieta, sem sexo definido”.Mais tarde, a partir do LP “The Game”, o grupo se rendeu à tecnologia, chegando ao tecnopop em algumas faixas do “The Works” - ali está “Radio Ga-Ga”. A iluminação caprichada, as “performances operísticas”, marcações teatrais, refrões poderosos, passos de ballet - que ele adorava - roupas ousadas, letras mais ousadas ainda, solos de piano e, em menos de um ano “sob nova direção” “Queen” já era uma das mais famosas bandas de todos os tempos.Começaram as turnês pelo mundo, com público nunca menor que centenas de milhares de espectadores. De 1975 a 1983, o grupo acumulou uma fileira de sucessos. Vejam só que pitéu, meus leitores: "Bohemian Rhapsody" do álbum A Night at the Opera (1975), "Somebody to Love", "We Will Rock You", "We Are the Champions", "Bicycle Races", "Fat-Bottomed Girls", "Bicycle Race”, "Crazy Little Thing Called Love" , "Another One Bites the Dust", "Under Pressure" (com David Bowie, 1981).Mas o grande barato foi mesmo “A Night At The Opera” (1975), quando Freddie fez a festa: rock pauleira misturado a baladas clássicas, vaudeville e instrumentos antigos.Em 1980, uma mudança drástica no visual mostrando o talento de designer, cenógrafo e figurinista de nosso biografado. Um macho man de bigodão, corpo trabalhadíssimo, cabelos gomalinados e jeans colantes, substituindo a delicada persona “queeny”. A nova imagem não resolveu a confusão na cabeça dos fãs do vídeo-clip de “I Want to Break Free” (1984) que trazia os rapazes da banda, todos eles, em modelitos totalmente drag.Trocando de gravadora - da Electra para a Capitol - o “Queen” passou a visitar países da Ásia Menor e América Latina, potencializando a visibilidade. Amalgamados, Queen/Mercury passaram a ser uma coisa só. Marcaram toda uma geração e a música do século XX. Venderam 850 milhões de discos, ficando atrás apenas de Elvis Presley e dos Beatles. “We are the Champions”, foi escolhida a “mais bela canção de todos os tempos” em concurso realizado em 160 países.Em 23 de novembro de 1991, a imprensa recebeu um comunicado confirmando que Fred sofria de AIDS, como se suspeitava há tempos. Ele morreu no dia seguinte. Desde então, muitas homenagens foram prestadas: um concerto beneficente para pesquisa contra AIDS, um ballet coreografado por Maurice Béjart e a inclusão no Rock and Roll Hall of Fame.


cultura gls

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Casal de professoras conta delícias e dissabores do cotidiano lésbico



Pela manhã, minha filha me deu bom dia e me convidou para irmos ao encontro da mãe dela, que já nos chamava. No quarto do casal, dessa vez ao invés de bonecas, Leila Linda nos levou com suas mãozinhas cheias muitos carrinhos, e brincamos um pouco, fazendo a cama de pista de corrida. Fui para a sala, com a TV do quarto exibindo clipe da Katy Perry (a jovem que canta “eu beijei uma mulher e gostei”). Ao chegar à sala, para tomar café da manhã, minha companheira saudou, com um beijo, a foto de Clarice Lispector – que está na parede – e colocou para tocar o CD da Madonna (que não troca de namorada, embora troque por vezes de marido).Depois, conversamos com Sueli, nossa querida funcionária, sobre o desejo de ter outra bebê (ou seria, dessa vez, outro, pois menino?) – já que a nossa está linda, feliz e crescendo rapidamente, como tem que ser. Daniela ficaria grávida – dessa vez comigo, de mim, do nosso amor e com sêmem de um doador anônimo (nossa primeira linda filha vem do casamento anterior de minha companheira, com um homem). Marcília, a babá, apenas ouvia; com um mês de trabalho não mostra mais feição de surpresa diante do cotidiano de um casal de lésbicas (Sueli, por sua vez, já nos confidenciou sua preferência em trabalhar em casas como a nossa, uma família bastante comum, cujo casal é de mulheres). Bom, assim começou o nosso 19 de agosto, com cenas do dia-a-dia de uma família feliz e nem um pouco modelo Doriana. Ao refletir sobre isso, lembramos de artigo do deputado federal Jean Wyllys, publicado na Folha de S.Paulo, no dia 31 de julho. Ele escreve que o casamento gay não terá mais esse nome; chamará apenas "casamento"; isso porque, da mesma forma como o casamento inter-racial hoje é simplesmente casamento, em breve o mesmo vai ocorrer com o casamento de pessoas do mesmo sexo. Enquanto isso não ocorre, precisamos de políticas públicas, kit contra a homofobia e Dia da Visibilidade Lésbica. Este é comemorado em 29 de agosto. Em 29 de agosto de 1996, mais de cem participantes de quase todos os Estados do Brasil fizeram o I Senale - Seminário Nacional de Lésbicas; no evento, definiu-se uma data para a comemoração da visibilidade lésbica, o 29 de agosto. Antes disso, o mês de agosto já era lembrado como do orgulho lésbico em função de uma manifestação ocorrida no Ferro's Bar, em São Paulo, na década de 80, no dia 19 de agosto, como publicado na revista “Um Outro Olhar”, de outubro de 2000. Nossa querida criança foi para a escola. E nós fomos trabalhar – corpo e mente – com visibilidade e orgulho, refletindo e colocando lesbianidade e amor em pauta por dois motivos: para colaborar com a construção de uma sociedade plena de igualdade entre todas e todos e, também, porque a gente nem sabe mesmo viver de outro jeito...*Cláudia Lahni e Daniela Auad são casadas. Ambas são feministas e professoras de universidades federais.


cio

RN: Juristas e sociedade debatem avanços e segurança para gays




Promovido pela OAB do Rio Grande do Norte, será realizados nestes dias 1 e 2 de setembro o seminário “Direitos e Garantias Fundamentais da Diversidade Sexual - Da Segurança Pública à Defesa Jurídica”. O evento também marca o lançamento da Comissão da Diversidade Sexual e Combate à Intolerância da OAB/RN.Entre os temas a serem discutidos estão os novos rumos do Poder Judiciário diante da diversidade sexual, segurança pública e direitos e garantias constitucionais voltados para os homossexuais.O evento é voltado para juristas e sociedade civil. Mais informações podem ser obtidas através do fone (84) 4008-9400.Veja a programação do evento:Seminário “Direitos e Garantias Fundamentais da Diversidade Sexual - Da Segurança Pública à Defesa Jurídica”Dias 01 e 02 de setembro de 2011Auditório da OAB Natal e Mossoró/RN NatalDia 01/09 – Quinta feira18:00 – Entrega do Material.18:30 – Seção de Abertura Dr. Paulo Eduardo Teixeira - Presidente da OAB/RN.18:40 – Saudação aos presentes. Dr. Fernando Gaburri – Presidente da Comissão de Diversidade Sexual e Combate a Intolerância.18:45 – PalestraTema: Direitos e Garantias Constitucionais como base da Diversidade SexualPalestrante: Dr. José Herval Sampaio Júnior – Juiz de Direito19:30 – PalestraTema: Os novos rumos do Poder Judiciário frente a Diversidade SexualPalestrante: Dr. Felipe Maciel Pinheiro Barros - Advogado20:15 – PalestraTema: Atos da Segurança Pública diante da Diversidade SexualPalestrante: Dra. Rossana Pinheiro21:00 – Sessão de Encerramento Mossoró/RNDia 02/09 – Sexta feira18:00 – Entrega do Material.18:30 – Seção de Abertura Dr. Humberto Henrique Fernandes Costa do Rego - Presidente da Subseccional Mossoró/RN.18:40 – Saudação aos presentes. Dr. Fernando Gaburri – Presidente da Comissão de Diversidade Sexual e Combate a Intolerância18:45 – PalestraTema: Atos da Segurança Pública diante da Diversidade SexualPalestrante: Dra. Rossana Pinheiro19:30 - PalestraTema: Os novos rumos do Poder Judiciário frente à Diversidade SexualPalestrante: Patrício Jorge Lobo Vieira – Juiz de Direito20:15 – PalestraTema: Direitos e Garantias Constitucionais como base da Diversidade SexualPalestrante: Dr. José Herval Sampaio Júnior – Juiz de Direito21:00 – Sessão de Encerramento


mix

Militância congratula veto de Kassab ao Dia do Orgulho Hétero




A Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) enviou nesta quarta-feira, 31, ofício ao prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), ofício congratulando-o pelo veto à proposta de lei que criaria o Dia do Orgulho Heterossexual no município de São Paulo. No documento, a entidade agradece a “postura cidadã adotada por esta Prefeitura Municipal de São Paulo” e diz ainda que “o veto desmascara a verdadeira intenção do projeto de lei”. Confira a mensagem: Ofício PR 210/2011 (TR/dh) Curitiba, 31 de agosto de 2011Ao: Exmo. Sr. Gilberto KassabPrefeito do Município de São Paulo, e equipeAssunto: Congratulações pelo veto do projeto de lei nº 294/2005, que instituiria o Dia Municipal do Orgulho Heterossexual no município de São PauloSenhor Prefeito e Equipe,Como é de seu conhecimento, a ABGLT – Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – é uma entidade de abrangência nacional que congrega 237 organizações congêneres e tem como objetivo a defesa e promoção da cidadania desses segmentos da população. A ABGLT também é atuante internacionalmente e tem status consultivo junto ao Conselho Econômico e Social da Organização das Nações Unidas.Neste sentido, gostaríamos de congratular o senhor e sua equipe pelo veto total do projeto de lei nº 294/2005 acima referido, conforme publicado no Diário Oficial da Cidade de São Paulo (p. 3 e 4), neste dia 31 de agosto de 2011 (anexo), por ser “materialmente inconstitucional e ilegal” e contrário ao “interesse público”, vindo inclusive de encontro às políticas públicas do município de São Paulo.Apraz-nos que, com o veto, tenham prevalecido os preceitos constitucionais e os valores estabelecidos na Lei Orgânica da Cidade de São Paulo, no que diz respeito à dignidade humana, à não discriminação e à justiça social, entre outros.O veto desmascara a verdadeira intenção do projeto de lei, ao afirmar que “não é necessário fazer grande esforço interpretativo para ler, nas entrelinhas do pretendido preceito, que apenas e tão só a heterossexualidade deve ser associada à moral e aos bons costumes, indicando, ao revés, que a homossexualidade seria avessa a essa moral e a esses bons costumes. Aliás, o texto da “justificativa” que acompanhou o projeto de lei por ocasião de sua apresentação descreve, em vários trechos, condutas atribuídas aos homossexuais, todas impregnadas de sentimentos de intolerância com conotação homofóbica.”Agradecemos pela postura cidadã adotada por esta Prefeitura Municipal de São Paulo ao vetar a referida proposição, e renovamos nossos votos de estima e consideração.RespeitosamenteToni ReisPresidente


mix

Parada LGBT de Goiânia rola no próximo fim de semana



A militância de Goiânia vai realizar no próximo domingo, 4, a XV Parada LGBT de Goiânia, com concentração a partir das 12h na Praça Cívica. Com apoio do Governo do Estado de Goiás e da Prefeitura Municipal de Goiânia, o tema deste ano é “Por uma lei que criminalize a homofobia”.O evento tem organização da ASTRAL-GO (Associação de Travestis e Transexuais do Estado de Goiás), AFROLGBT, ALEGO (Associação de Lésbicas de Goiás), APOGLBT-GO (Associação da Parada do Orgulho GLBT de Goiás), Flor de Lis (Trindade), Fórum de Transexuais de Goiás e Igreja I.R.I.S (Igreja Renovada Inclusiva para a Salvação).Mais informações pelo e-mail: paradagoias@hotmail.com ou no blog www.paradagoias.blogspot.com.


central

Cidade mineira realiza festa para combater a homofobia



Com o objetivo de combater a homofobia na região, a cidade mineira de São Lourenço vai realizar no dia 15 de outubro, um sábado, a partir das 22h, na West House (antiga 180º), a festa Moulin Rouge, que vai se estender por 12 horas de programação divididas em dois ambientes. A festa pretende atrair gente de pelo menos 22 cidades do sul de Minas Gerais e vai contar com som dos DJs Rodrigo Agno, Marcelinho, Ella, Mafiosa e Ace Davo. Os ingressos antecipados podem ser adquiridos na Central Loterias e na Banca do Calçadão de São Lourenço.


central

RJ: Militância faz conscientização sobre HIV em Macaé



Em Macaé, estado do Rio de Janeiro, os alunos da Escola Municipal Jacyra Duval receberam na manhã da última quarta-feira, 31, uma palestra de prevenção das DST/AIDS ministrada por Mario Santos, coordenador de projetos sociais e militante do MDS – Movimento da Diversidade Sexual. Os alunos receberam informações teóricas e aprenderam na prática como colocar corretamente as camisinhas feminina e masculina. Professores também participaram da palestra, além da coordenadora de Educação para a Saúde da Secretaria Municipal de Educação de Macaé, a professora Maria Dirce Peçanha.A iniciativa faz parte do projeto "Falando sobre DST/AIDS nas escolas", desenvolvido pelo MDS em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Grupo Pela Vidda/RJ.


central

Homofobia será tema de festival de cinema independente



A luta contra a homofobia promete mover toda a programação da sexta edição do Cine MuBE Vitrine Independente, mostra de cinema que rola em São Paulo no dia 10 de dezembro, no Museu Brasileiro da Escultura (MuBE). Quem quiser inscrever seu curta ou média metragem tem até o dia 10 de novembro. O objetivo da organização ao abraçar a luta contra a homofobia é chamar a atenção da sociedade para esse tipo de violência física e psicológica que acontece diariamente no Brasil. A equipe do festival acredita que todos os seres humanos são iguais e merecem respeito para viverem como bem entendem.As inscrições para os interessados em participar com curtas ou médias começam nesta quinta-feira, 1, e vão até 11 de novembro. Elas são gratuitas e podem ser feitas pelo site do evento (clique aqui). O tema é livre, sendo que o que conta é a criatividade. Para divulgar a 6ª edição do evento, a organização fez um vídeo militante inspirado na saga “Jogos Mortais”, confira “Jogos Transexuais”:


mix