VEJA E OUÇA A DEFESA FERVOROSA DO SEGUIMENTO GLS GLBT GLBTT NA VOZ TROVEJANTE DO AMIGO BOCA ABERTA

Loading...
Mande suas críticas e sugestões
amigobocaaberta@gmail.com

terça-feira, 30 de junho de 2009

IRLANDA RECONHECE PELA 1ª VEZ DIREITOS A CASAIS

AMIGO
BOCA ABERTA
POR QUE NO BRASIL NÃO ?

A Irlanda reconheceu pela primeira vez os direitos legais para casais homossexuais. A lei concede às pessoas que têm longos relacionamentos vários direitos determinados a casais unidos oficialmente pelo matrimônio informou o SRDZ. A legislação é um passo importante para estes relacionamentos que não possuem reconhecimento legal do Estado. Dentre os direitos concedidos, estão incluídos as obrigações alimentares e a manutenção da casa compartilhada. Segundo o ministro da Justiça do país, Dermot Ahern, o equilíbrio é atingido pela preservação de distinções materiais entre a união estável e o casamento civil, em particular entre os direitos fixados pelos dois, enquanto ao mesmo tempo reflete a igualdade de direitos protegida pela constituição.

MAIORIA DOS CHILENOS É A FAVOR DA UNIÃO GAY

AMIGO
BOCA ABERTA
POR QUE NO BRASIL NÃO ?
A agência de notícias ANSA informou que uma pesquisa da Universidade Central do Chile revelou que 63% das pessoas no país são favoráveis à união civil entre pessoas do mesmo sexo.Segundo o sociólogo Javier Romero, da escola de trabalho social da universidade que realizou a pesquisa "estes resultados mostram a necessidade de que exista um marco que regulamente as uniões homossexuais, o que é exigido de acordo com a maneira tradicional de resolução de controvérsias no Chile, através de uma lei".Para Romero, esta eventual legalização "transcende esse setor social, já que resolveria temas como patrimônio econômico e proteção social de todas as uniões, tanto homossexuais, como heterossexuais".O sociólogo advertiu, no entanto, que a suposta abertura entre os entrevistados é limitada, já que 72,3% dos entrevistados se mostraram contrários a que casais do mesmo sexo pudessem adotar crianças."Esta opinião revela uma visão mais conservadora sobre o assunto", disse Romero.O debate sobre união civil entre homossexuais ganhou repercussão na campanha presidencial do final deste ano. O candidato da Concertación, Eduardo Frei, favorável a união, já anunciou sua intenção de mudar a atual legislação sobre o tema.

2ª MARCHA GAY NA BOLÍVIA


A comunidade de gays, lésbicas, bissexuais e transexuais (GLBT) da Bolívia pediu reconhecimento e respeito pela diversidade de gênero, em dois desfiles realizados em comemoração do "Dia Internacional do Orgulho Gay" informou a agência de notícias EFE e o site G1. Pela primeira vez, o coletivo GLBT da cidade de El Alto, divisória a La Paz, celebrou a data com uma entrada folclórica realizada na tarde de hoje em uma de suas principais avenidas.A celebração começou com certo temor perante a possível rejeição da população de El Alto. No entanto, não houve agressões nem incidentes e inclusive algumas pessoas que presenciaram a entrada aplaudiram os dançarinos, informaram fontes do grupo que organizou o evento.Mais tarde, cerca de mil pessoas marcharam em direção a avenida do Prado de La Paz para pedir à população "que aprenda a respeitar a diversidade para ter uma cidade mais equitativa", disse à Agência EFE o diretor da entidade privada Associação de Desenvolvimento Social e Promoção Cultural-Liberdade, Alberto Moscoso."Duzentos anos na história, construindo uma diversidade plena e livre de preconceitos" é o lema do desfile do orgulho gay em La Paz, em comemoração ao bicentenário da revolta de La Paz contra a colonização espanhola.

15 HOMENS NUS NA REVISTA ATTITTUDE


A revista londrina Attittude lançou uma edição especial trazendo 15 gatões nus na cama tendo apenas um lençol estrategicamente posicionado para tampar o “astro principal”. Os belos bofes são celebridades locais como atores, músicos e esportistas, as fotos estão um arraso. Para vê-las clique aqui para ver todas as fotos.

9ª PARADA GAY LEVA MULTIDÃO AO CENTRO DE CAMPINAS


A 9ª Parada do Orgulho de Lésbicas, Gays, Travestis, Transexuais e Bissexuais de Campinas percorreu o centro da cidade durante a tarde deste domingo (28). O tema desta edição do evento, que luta principalmente contra a homofobia, foi “Direitos não têm idade nem sexualidade”. A concentração começou às 13h e a passeata terminou por volta das 17h, mas a programação teve continuidade com shows de MPB e performances de drag queens noticiou a EPTV.com.Seguidos por uma multidão animada, sete trios elétricos saíram do Largo do Pará e, ao som de música eletrônica, passaram por parte da Avenida Francisco Glicério, pela Avenida Moraes Salles e pela Rua Benjamin Constant. Ao chegar ao destino final, o Largo do Rosário, a drag queen Helloá Meirelles anunciou de cima do trio elétrico que o número de participantes do evento já chegava a 120 mil. “Campinas é nossa!”, aclamou a locutora, sob aplausos e gritos da multidão.A festa continuou com shows no palco montado no Largo do Rosário, onde o clima de balada colocou a maioria dos presentes no local para dançar. Entre eles, estava a universitária Raphaela Mucci, de 19 anos: “não parei um segundo, estou pulando desde as 3 da tarde... Isso aqui está maravilhoso, é uma festa linda!”, elogiou. Já o programador Elson Medeiros Pardo foi acompanhado dos amigos e garantiu: “esse ano a Parada se superou, olha quanta gente! Está bem melhor que a do ano passado... Fantástica, colorida, perfeita!”.Pelo quarto ano, a Parada foi puxada pela moto rosa de Dino Perez Martinez, de 50 anos. Famoso em Campinas, o aposentado se tornou uma das figuras tradicionais do evento e também já liderou três vezes a multidão na Parada do Orgulo de São Paulo, a maior do mundo. Atrás dele, o Grupo Identidade trazia cartazes e realizava performances. Uma das intervenções feitas na Parada incluiu a pichação de um “muro” de papel gigante com palavras utilizadas como xingamento a homossexuais, que foi atravessado pelas pessoas e rasgado.Como ocorre desde outras edições, a passeata teve participação não apenas da comunidade gay, mas também de simpatizantes da luta pela igualdade. Ao longo do trajeto percorrido pelos trios elétricos, era possível ver casais héteros e diversas famílias utilizando pulseiras estampadas com o arco-íris, símbolo do Movimento LGTTB (Lésbicas, Gays, Travestis, Transsexuais e Bissexuais).A advogada Patrícia Simone Xavier, por exemplo, levou sua filha de 8 anos, Nayara, para assistir à manifestação. “Ser gay não pode ser tabu dentro de casa, nem na rua, e a Parada reafirma isso”, explicou ela, “tenho muitos amigos homossexuais e acho importante que a minha filha veja a diversidade como algo normal, bonito”. Segundo a mãe, esta é a segunda vez que elas participam do evento junto ao pai da garota e amigos do casal. “Minha filha adora, ela está se divertindo bastante”, enfatizou.Com todas as cores do arco-írisMultiplicidade sexual, etária, social, racial... e de figurino! As avenidas percorridas se tornaram palco para que muitos desfilassem com plumas, perucas, chapeus cômicos, óculos brilhantes e principalmente fantasias. Entre as escolhidas pelos participantes estavam as de borboleta, soldado romano, onça, Mulher Maravilha, anjo, demônio, marinheiro, policial, índio, coelho, Branca de Neve e até mesmo Jesus – o qual portava uma cruz com a inscrição “Deus abençoa a diversidade”. Outras mensagens de apoio à causa LGTTB e de recriminação da homofobia apareciam em faixas e bandeiras. Alguns dos jovens também seguravam cartazes escritos por eles mesmos, com mensagens de amor, diversão e até pedidos de beijo.A 9ª Parada do Orgulho de Lésbicas, Gays, Travestis, Transexuais e Bissexuais de Campinas foi marcada por demonstrações públicas de carinho, protestos pacíficos, diversão e diversidade. Do início até a chegada ao Largo do Rosário, a manifestação aconteceu em segurança. De acordo com o capitão Marci Elber, da Polícia Militar, não foi registrada nenhuma ocorrência neste período. “Até agora, tudo tranqüilo”, constatou o oficial.Frequentadora “com orgulho” da Parada Gay na cidade, a executiva Silvana Jardins Nobrega, de 31 anos, acredita que o evento não inspira violência. “Estamos celebrando o amor, não o ódio! É uma luta positiva e não tem espaço para maldade aqui, só para felicidade. E sabe por que? Porque as pessoas são mais felizes quando amam. Tudo o que queremos com essa festa linda é mostrar isso para a cidade”, concluiu

FERNANDO TORRES É COMPARADO À PERSONAGEM GAY


O atacante Fernando Torres está sendo comparado ao personagem gay Bruno. Sucesso nos cinemas da Europa, Bruno, um apresentador de TV austríaco gay, interpretado pelo humorista Sacha Baron Cohen, criador do polêmico personagem Borat, possui cabelo parecido com o do atacante do Liverpool. De acordo com a LANCEPRESS! Torres virou alvo de piadas entre os jogadores do clube inglês. Apesar das comparações, o espanhol aceita as brincadeiras com naturalidade

sábado, 27 de junho de 2009

STF ACATA RECURSO DE BELINATI



A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Ellen Gracie, acatou ontem o agravo de instrumento protocolado pelo ex-prefeito de Londrina Antonio Belinati (PP), que contesta a cassação do seu registro de candidatura a prefeito nas eleições de 2008. Belinati venceu o segundo turno das eleições para prefeito no dia 26 de outubro do ano passado, mas dois dias depois, o plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgou irregular o registro de candidatura devido à desaprovação de contas pelo Tribunal de Contas do Paraná, durante sua gestão à frente do município. A decisão forçou a realização de um inédito ''terceiro turno'' em março deste ano, em que acabou sendo eleito o pedetista Barbosa Neto. No entendimento do advogado do ex-prefeito, Eduardo Franco, o provimento do agravo de instrumento pela decisão da ministra - que agora foi transformado em um recurso extraordinário - ''não dá só esperança mas quase convicção que o recurso será provido''. ''A ministra conseguiu vislumbrar que há alguma contrariedade, ofensa a algum preceito constituciinal violado pelo TSE no dia 28 de outubro'', disse Franco. ''O TSE violou preceitos constitucionais tal como a segurança jurídica na medida em que o Belinati cumpriu toda as regras que a Justiça Eleitoral impunham e no dia 28 acabaram mudando a regra, o que é proibido pela Carta de 1988'', complementou. Conforme o advogado, caso o STF julgue procedente os argumentos do recurso, Belinati deverá ser empossado prefeito. Não há prazo para o julgamento.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

DUPLA CONFESSA MORTE DE HOMOSSEXUAL

CURITIBA
Um homem de 19 anos e um adolescente de 16 anos foram detidos, suspeitos do assassinato do ex-presidente do Grupo Dignidade - entidade que defende os direitos de homossexuais, lésbicas, gays, bissexuais e travestis -, Gabriel Furquim, 31 anos. Os suspeitos confessaram o crime e foram encontrados na região da Vila Monterrey, em Almirante Tamandaré, Região Metropolitana de Curitiba, onde moravam. Furquim foi assassinado na madrugada de domingo, por volta das 4 horas, próximo ao bairro Abranches, na Rodovia dos Minérios, próximo à casa noturna ''1001''. Ele foi esfaqueado quatro vezes. Segundo o delegado operacional da Delegacia de Homicícios (DH), Rodrigo Brown de Oliveira, os suspeitos estavam em casa e beberam durante toda a madrugada. Em seguida, resolveram levar uma moça que os acompanhava para casa. Ao voltar, a pé, a dupla abordou a vítima para pedir cigarro. De acordo com a polícia, Furquim teria convidado o adolescente para manter relações sexuais. O jovem teria se ofendido e desferido duas facadas contra Furquim. O outro suspeito tomou a faca do adolescente e quase degolou a vítima. A história foi confessada pela dupla durante o interrogatório. Os suspeitos jogaram a faca no Rio Barigui, onde a polícia encontrou a arma. O menor foi encaminhado para a Delegacia do Adolescente. O outro suspeito foi autuado por homicídio doloso e está preso na DH. O Grupo Dignidade informou que o crime é uma grave reação homofóbica e que qualquer convite que a vítima possa ter feito não justifica tamanha violência.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Michael Jackson sofre parada cardíaca e morre em Los Angeles aos 50 anos


O cantor e compositor Michael Jackson, 50, morreu às 18h26 (horário de Brasília) desta quinta-feira (25), após sofrer uma parada cardíaca em sua casa, em Los Angeles. Segundo o jornal "Los Angeles Times", os médicos do hospital da Universidade da Califórnia confirmaram a morte do cantor, que teria chegado ao local em coma profundo. De acordo com o jornal, Jackson não estava respirando quando os paramédicos chegaram a sua residência, em Holmby Hills, por volta das 12h20 (horário local).
Michael recebeu uma massagem cardiopulmonar ainda na ambulância e seguiu direto ao hospital da Universidade da Califórnia, que fica a dois minutos da casa do cantor. Jermaine Jackson, irmão do cantor, se pronunciou publicamente às 22h10 (horário de Brasília) e disse que os paramédicos tentaram ressucitar Michael durante uma hora, sem sucesso. O cantor estava preparando sua volta aos palcos para uma série de 50 shows em Londres, a partir do dia 13 de julho, com ingressos esgotados.

Parada de Campinas vai distribuir 80 mil camisinhas


Como estratégia de saúde pública, Campinas vai distribuir 80 mil preservativos masculinos durante a Parada do Orgulho Gay da cidade, no próximo domingo, 28. O objetivo é que, dando visibilidade à camisinha, ela seja adotada como uma peça de uso cotidiano para prevenção do HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis.Está é a maior quantidade já entregue no evento realizado anualmente. O trabalho é realizado por meio do Programa Municipal de Doenças Sexualmente Transmissíveis e Aids (PMDST/Aids) da Secretaria da Saúde da Prefeitura. A Parada do Orgulho de Lésbicas, Gays, Travestis, Transexuais e Bissexuais (LGTB) de Campinas terá concentração no início da tarde de domingo, no Largo do Pará, na Avenida Francisco Glicério.

Antonio Banderas diz ter sido perdoado por matar um homem e condenado por dar beijo gay


O ator Antonio Banderas disse ao jornal "New York Post" que já foi condenado por matar um homem e condenado por beijar outro. Em entrevista publicada nesta quinta, 25, Banderas foi perguntado se seu posicionamento sobre fazer cenas de sexo havia mudado com o passar dos anos. Ele respondeu dando o exemplo de "Lei do Desejo", filme de Pedro Almodóvar lançado em 1987, em que dá um beijo gay.
"As coisas mudam quando você fica mais velho. Seu corpo, mente e a maneira como você vê o mundo. Por exemplo, as cenas que fiz com Pedro Almodóvar nos anos 80. Não era comum que os atores interpretassem gays. Muitos pensavam que, se fizessem, ficariam identificados com aquele papel. Quando fiz 'Lei do Desejo', muito mais gente ficou chateada por eu ter beijado um homem na boca do que por eu ter matado uma pessoa".Em seguida, o ator faz um paralelo daquela época com os dias de hoje, demonstrando saber que, em determinadas esferas da sociedade, pouco mudou no que se refere à tolerância quanto à diversidade sexual: "É interessante ver que as pessoas podem te perdoar por matar um homem, mas não perdoam se você beija um. Isso se aproxima muito da moralidade de hoje em dia. Você vê que há uma quantidade enorme de julgamentos hipócritas sobre essas coisas", finalizou.

GOVERNO PARAGUAIO CONTRATA TRANSEXUAL

O Governo do Paraguai incorporou como funcionários da Secretaria de Emergência Nacional (SEN) um transexual e um homossexual, dentro de um processo que busca "pôr fim à discriminação e à exclusão". Segundo a agência de notícias EFE e o site G1, Camilo Soares, titular da SEN, organismo que conta com categoria de ministério, informou em entrevista coletiva sobre a contratação do homossexual José Luis Benítez, de 25 anos, que trabalhava em uma oficina mecânica, e do transexual Yeinny Monserrat González (35), cabeleireiro. Soares lembrou que a iniciativa é a primeira do tipo no país e que "não há dúvida" de que nas dependências estaduais "há muitas pessoas que têm uma opção sexual diferente, mas infelizmente têm que vivê-la de maneira oculta e clandestina" perante o temor de discriminação. Além disso, pediu aos funcionários do SEN que sejam tolerantes com os novos companheiros de trabalho e estimulou outros organismos estaduais a imitar a iniciativa.

terça-feira, 23 de junho de 2009

RICKY MARTIN ASSUME BISSEXUALIDADE


Demorou, mas o cantor Ricky Martin admitiu, pela primeira vez, que se relaciona também com homens. Aos 37 anos, Ricky foi entrevistado pela revista porto-riquenha TV Aquí e afirmou que seu coração pode pertencer tanto a um homem quanto a uma mulher noticiou o site Portal do Povo.. Ele, que se tornou pai de gêmeos no fim de 2008 através de uma barriga de aluguel, nunca respondeu anteriormente aos rumores de que seria gay ou bissexual. A maior proximidade com o assunto deu-se quando o cantor Christian Chávez, do RBD, saiu do armário e Ricky quis apoiá-lo. "A vida é curta demais para ser vivida dentro do armário. Christian tem que ser livre. Eu desejo que ele tenha muita força", disse Martin na época, sem se assumir.

THEO BECHER INSINUA QUE MIRO É HOMOSSEXUAL


O ator Theo Becker, eliminado de "A Fazenda" na noite do último domingo (21), participou ao vivo do programa Hoje em Dia, da Record, e usou uma faixa vermelha na cabeça em homenagem ao cantor Cazuza, da mesma forma que usou durante o reality. O objetivo do ator era doar 30% do prêmio final do reality show para a instituição Viva Cazuza. Em mais de duas horas de participação, o eliminado de A Fazenda soltou o verbo, respondeu e comentou sobre todas as suas brigas dentro da casa divulgou o site Na Telinha da UOL.Confira abaixo os detalhes mais importantes:Frustração "Frustrado com nada, eu aceito o que Deus quer. Fico chateado por não ter tido a chance de mostrar e fazer essa doação para o instituto", disse.Ex-namoradaTheo Becker também garantiu que vai voltar com a ex-namorada Andressa e, durante a entrevista no Hoje em Dia, estava com a foto dela no bolso. Apesar de Andressa revelar que não quer nada com ele, Theo garantiu que não vai desistir dela.PeladãoTheo Becker disse que ficou pelado por se sentir em casa: "Eu estava me sentindo em casa. Jonathan já tinha ficado nu também. Fiquei meio de saco cheio e me troquei ali". A segunda vez que o ator ficou nu foi para provocar as meninas.BrigasO ator revelou que se pudesse voltar atrás, voltaria. O motivo do início da irritação do ator na casa foi do caseiro tê-lo chamado de "bicha". Assistindo à comemoração de Miro Moreira ao retornar a casa do reality show, Theo Becker ficou irritado e soltou gracinhas para Miro: "Daqui a 3 meses você tem que fazer depilação a laser. Ai meu Deus, imagina os cabelinhos nascendo", soltou Theo, que ainda completou: "Vai usar Victoria Secret, vai, Miro. Vou comprar uma de morango pra você, ninguém aguenta mais o de pêra". E ainda teve mais: "Não pensa que eu vou me trocar na sua frente. Na sua frente não. Andar a cavalo comigo? Não... Brokeback Mountain comigo não...", falou se referindo ao filme onde os atores principais tem um relacionamento homossexual.

VOCALISTA DO DETONAUTAS PROTESTA COM FOTO NU


O vocalista do Detonautas, Tico Santa Cruz, novamente provocou polêmica através de seu blog.Indignado com a situação política do Brasil e o senado, o cantor divulgou nesta quarta-feira (17) uma foto pelado com um protesto.Intitulado "Eles apelam de lá, eu apelo de cá", o post que contem a foto mostra Tico usando apenas toca e uma meia (para cobrir as partes íntimas) e segurando uma placa com a frase "Senado Sem Vergonha. Veja a foto completa no blog do músico.Segundo o site Cifraclubs News, após divulgar a fotografia através de seu Twitter, o cantor ainda escreveu sobre o assunto. "O Twitter em chamas, nu por um Brasil sem esses parasitas do SENADO", escreveu.

Casais homossexuais serão contabilizados no censo dos Estados Unidos de 2010

O próximo censo americano, que acontece no ano que vem, contabilizará o número de homossexuais oficialmente casados, ou que tenham registrado a união civil nos Estados Unidos. O casamento entre pessoas do mesmo sexo é permitido hoje nos Estados americanos de Maine, Massachusetts, Connecticut, Vermont, Iowa e New Hampshire. Apenas em Vermont, Maine e New Hampshire, entretanto, o casamento foi votado e aprovado pelo legislativo. Nos outros Estados, a decisão sobre a permissão foi decretada pela Suprema Corte. "[Os casais do mesmo sexo] Serão contados e devem declarar-se como veem a si próprios", afirmou Steve Jost, porta-voz do Escritório do Censo, segundo publicou o jornal The New York Times, no último domingo, dia 22 de junho. "No processo normal dos relatórios que surgirão do censo de 2010, o país terá um bom conjunto de dados sobre os quais será possível discutir este fenômeno que está evoluindo no país", emendou Jost. Os Estados Unidos realizam censo populacional a cada dez anos. No último censo, em 2000, não era possível aos casais do mesmo sexo oficializar sua união em nenhum Estado do país. Os dados obtidos pelo censo causam impacto sobre programas políticos em diversas áreas, como educação e saúde.

Deputado que chamou de "veado" repórter do CQC adere à Frente Parlamentar pela Cidadania LGBT


O deputado federal Sérgio Moraes (PTB-RS), que desagradou a comunidade homossexual ao usar o termo “veado” para se dirigir ao repórter Danilo Gentili, do programa CQC, aderiu à Frente Parlamentar pela Cidadania LGBT após se retratar pelo ocorrido.“Não tenho nenhum preconceito aos Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais, até porque durante os meus quase trinta anos de mandato político, tenho inúmeros eleitores que têm a sua opção sexual (sic) identificada entre os integrantes da ABGLT”, afirmou Moraes, em resposta ao ofício enviado pela ABGLT (Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais) no último dia 17 de junho.Além da retratação, o deputado, que está no foco da mídia desde que declarou estar se "lixando para a opinião pública", assinou a ficha de adesão à Frente Parlamentar pela Cidadania LGBT, que atualmente conta com 252 parlamentares – entre deputados federais e senadores - do Congresso Nacional.

O MR.GAY RIO DE JANEIRO FOI ELEITO ESSE FIM DE SEMANA


A etapa fluminense do concurso Mr. Gay Brasil aconteceu no clube Le Boy no sábado, 20 de junho. Antes do concurso, drags fizeram performances e em seguida foi convocado o júri. A mesa foi composta por Elke Maravilha; o ex-BBB Jean Wyllys e a cantora Watusi. Eles tiveram a responsabilidade de escolher entre 3 candidatos o Mr. Gay Rio de Janeiro e decidiram pelo carioca Anderson Soares, 21 anos, formado em Medicina Estética. O eleito agradeceu ao público e aos jurados e garantiu que não vai fazer feio na final nacional, marcada para ser realizada entre 4 a 6 de setembro em São Paulo. Como prêmio, Anderson ganhou um tratamento na clínica Wellington Poletti para já começar a se preparar para a finalíssima nacional.

VEREADORA TRANSEXUAL QUER REPRESENTAR CLODOVIL


A dançarina e travesti ‘Leo Kret do Brasil’ (PR), que foi uma das campeãs de votos para a Câmara de Vereadores de Salvador, declarou para amigos íntimos que será candidata a Deputada Federal para ocupar o lugar de Clodovil revelou ao site O Fuxico. Precisamos de um representante forte em Brasília, assim como foi Clô, declarou Leo Kret, segundo a fonte. Detalhe: Ela obteve quase 13 mil votos, ficando atrás apenas de Alan Sanches (PMDB), Isnard Araújo (PR) e Sidelvan Nóbrega (PRB).

sábado, 20 de junho de 2009

Primeiro homem grávido da história dá à luz seu segundo filho

Considerado o primeiro homem grávido da história, o transgênero Thomas Beatie deu à luz a seu segundo filho na manhã da última terça-feira, 9 de junho. Desta vez, Beatie teve um menino, cujo nome ainda não foi divulgado. Apesar dos dois passarem bem, o bebê nasceu três dias antes do previsto. Em julho do ano passado, Beatie deu à luz a menina Susan Juliette. Assim como a irmã, o menino será amamentado por Nancy, a mulher de Thomas, que passou por um tratamento hormonal para poder amamentar sem ter engravidado. Thomas, de 35 anos, nasceu mulher e há mais de 10 anos decidiu se submeter a uma cirurgia para tirar os seios, fazer um tratamento com testosterona e mudar legalmente de nome. Casado com Nancy, o casal sempre quis ter um filho, mas devido a uma endometriose, Nancy teve de retirar o útero. Por isso, Beatie ficou encarregado de gestar os bebês.

Miss Califórnia contrária ao casamento gay perde a coroa


A Miss Califórnia Carrie Prejean, que causou polêmica ao se declarar contrária ao casamento gay durante o Miss Estados Unidos em abril passado – quando terminou em 2º lugar na competição -, perdeu a sua coroa. Segundo Keith Lewis, diretor executivo do Miss Califórnia, a perda do cargo se deve exclusivamente ao fato da miss ter rompido várias cláusulas do contrato. "É uma decisão de negócios, baseada em quebra de contrato. Carrie não tem o desejo de trabalhar conosco e cumprir com o papel de Miss", salientou Lewis.Carrie já havia sido ameaçada de perder a coroa por ter circulado na internet fotos dela com roupas íntimas e seminua, o que é contra o regulamento do concurso. O empresário Donald Trump, organizador do concurso, mostrou decepção com o comportamento da miss. "Disse a ela que precisava cumprir seu contrato e demos a oportunidade para que fizesse isso. Infelizmente, ao que tudo indica, Carrie não se importa com nada disso", afirmou em comunicado

Senado aprova ações de combate a homofobia no orçamento da União

Foi aprovada no Senado Federal, na última terça-feira, 16 de junho, uma emenda que prevê apoio aos serviços e projetos de prevenção e combate à homofobia, realizados pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH).Com essa emenda, apresentada pela Senadora Fátima Cleide (PT), de Rondônia, as ações de combate à homofobia estão garantidas no Orçamento da União. “Essa é uma forma de movimentar a frente parlamentar para a provação de medidas pró-LGBT”, diz Toni Reis, Presidente da ABGLT (Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais).Na ultima reunião da Frente Parlamentar pela Cidadania LGBT e Projeto Aliadas, ocorrida no dia 04 de junho, Reis solicitou apoio às assessorias e parlamentares presentes para as emendas à Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2010.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

MENOS DA METADE DA POPULAÇÃO SE PREVINE EM RELAÇÃO SEXUAL CASUAL


Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde e publicada na UOL aponta que 45,7% da população usa preservativo com parceiros casuais. O nível de conhecimento sobre as formas de infecção e prevenção da Aids, contudo, é bem maior: 95% da população sabe que o uso do preservativo é a melhor maneira de evitar a infecção pelo HIV, de acordo com o estudo.Para se chegar a um universo representativo da população, foram realizadas 8 mil entrevistas com homens e mulheres entre 15 e 64 anos, nas cinco regiões do país. Segundo o estudo, 63,8% dos homens usaram preservativo na primeira relação sexual (entre 15 e 24 anos). O percentual é de 57,6% no caso da primeira relação sexual das mulheres. Jovens entre 15 e 24 anos de idade são os que mais fazem sexo protegido. Na última relação sexual com parceiros casuais, questão que fez parte do estudo, 68% dos jovens afirmaram ter usado preservativo. Na população acima de 50 anos, a proporção não chega a 38%. O levantamento foi feito entre os meses de setembro e novembro de 2008. Para o Ministério da Saúde, a maior proteção entre os jovens reflete o envolvimento das escolas na educação sexual, no que se refere a atividades de prevenção às DST (doenças sexualmente transmissíveis). Campanhas dirigidas para este público também contribuiriam para aumentar o uso do preservativo.Os jovens também são os que mais pegam preservativos nos serviços de saúde (37,5%). E 17% retiram preservativo nas escolas. "Os jovens de hoje nasceram na era da aids, por isso a relação com o preservativo é mais habitual", afirma a diretora do departamento de DST e aids do Ministério da Saúde, Mariângela Simão.Depois da primeira relação sexual, o uso da camisinha diminui entre os jovens, mesmo em relações com parceiros casuais, passando de 61% para 50%. Com parceiros fixos, o uso do preservativo também é menor, tanto entre jovens como entre adultos. Entre os jovens, apenas 30,7% costumam fazer uso da camisinha. Acima dos 50 anos, o percentual cai para 10%. Segundo o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, "o problema está longe de ser resolvido. A cada ano o Brasil vem registrando 33 mil novos casos de aids. Isso mostra que o tratamento apesar de necessário, não resolve o problema. Não podemos cair na banalização da doença." Para Mariângela, quando o jovem passa a ter confiança no parceiro, o uso do preservativo deixa de ser prioridade, especialmente para as meninas.Parceiros casuaisOs jovens entre 15 e 24 anos costumam ter mais relações sexuais com parceiros casuais. No período da pesquisa, 14,6% tiveram mais de cinco parcerias eventuais. Na população com idade entre 24 e 49 anos, o índice registrado foi de 7,2%.A internet foi apontada como meio para os jovens conhecerem seus parceiros. No universo pesquisado, 10,5% afirmaram ter conhecido ao menos um parceiro sexual pela internet.

OPERAÇÃO POLICIAL CONTRA GRUPOS INTOLERANTES


O SPTV 2ª Edição mostrou que as armas apresentadas pela polícia foram encontradas na casa de integrantes de um grupo neonazista, acusado de brigar com grupos adversários. Segundo as investigações, numa dessas brigas, em 2007, morreu um adolescente. Foram encontradas facas, ferramentas, botas com ponteiras de aço, documentos e regras do grupo e até uma bandeira de São Paulo com o símbolo nazista. A polícia anunciou também que tem um mapeamento da atuação desses grupos em São Paulo. São pelo menos 25 gangues, com três mil integrantes identificados. Além de brigar entre eles, esses grupos são investigados também por crimes de racismo e intolerância. As vítimas são homossexuais, prostitutas, negros e nordestinos atacados principalmente na região central da cidade. “Gangues que são rivais e que estão cometendo crimes de intolerância entre si, mas também que quando estão na rua atacam potencialmente negros homossexuais e outros grupos aos quais elas os excluem da sociedade”, diz Margareth Barreto, delegada. A polícia investiga se há algum envolvimento dessas gangues nos crimes praticados durante a Parada Gay.

HÁ UM COMPORTAMENTO GAY EM QUASE TODO O REINO ANIMAL


Uma nova revisão de pesquisas já existentes afirma que o comportamento homossexual é um fenômeno muito comum em várias espécies, desde minhocas, sapos até aves publicou o site HypeScience.com. “É óbvio agora que o comportamento homossexual se estende a vários outros além dos exemplos que conhecemos, como bonobos, golfinhos, pingüins e moscas da fruta”, afirma Nathan Baliey, pesquisador do Departamento de Biologia da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos.

UM ÁRBITRO HOMOSSEXUAL TURCO SEM CAMPO


É possível ser homossexual e arbitrar uma partida de futebol profissional na Turquia? A federação nacional de futebol julgou que não. Halil Ibrahim Dinçdag, 33 anos e originário da região de Trabzon, no Mar Negro, teve recusado, em maio, o direito de atuar nas divisões superiores do campeonato turco. O motivo: ele havia sido dispensado do serviço militar por razões de saúde após ter admitido sua homossexualidade informou a UOL. Essa "saída do armário" forçada jogou os holofotes sobre esse discreto jovem. Contra a vontade, o árbitro excluído dos campos tornou-se o símbolo de uma luta contra as discriminações das quais os homossexuais muitas vezes são vítimas. Corajosamente, ele decidiu se explicar nos estúdios de um programa de televisão, pedindo a seus colegas árbitros para que protestassem contra essa medida, o que lhe valeu a revogação de sua licença. "Isso sempre foi difícil para mim", ele declara. "Mas agora, começou um período complicado para minha família."Seus parentes, entre os quais seu irmão, um imame [líder de mesquita], o apóiam em sua luta. Mas Trabzon, cidade conservadora, tornou-se difícil demais. Halil preferiu se exilar em Istambul, onde, em determinados bairros, associações e bares gays aparecem mais livremente. Nenhuma lei proíbe ou criminaliza o homossexualismo na Turquia. Em 2008, um tribunal havia tentado dissolver a associação Lambda Istanbul sob pretexto de que ela atentava contra a moral. A condenação foi anulada depois de uma apelação. Várias estrelas da televisão ou da música já expuseram publicamente, no passado, sua preferência sexual sem provocar escândalos.Mas o que é tolerado para um artista não o é necessariamente no machista meio do futebol, ainda mais para um árbitro. "Tenho certeza de que ele teria favorecido os jogadores fortes e musculosos", comentou um dos dirigentes da federação, para justificar o banimento de Halil Ibrahim Dinçdag. "A homofobia é um problema que a Turquia ainda não abordou", lamenta Ali Erol, fundador da associação Kaos GL.

MORRE HOMEM ESPANCADO DEPOIS A PARADA GAY


O SPTV 2ª Edição noticiou na noite de ontem a morte do cozinheiro que foi espancado por um grupo de pessoas perto da Praça da República, no domingo, depois da Parada Gay e teve traumatismo craniano. Ele não estava na festa da Avenida Paulista. Marcelo desfilava pela escola de samba Pérola Negra e era conhecido pelos amigos pela solidariedade. “Vinha em todos os ensaios ajudava a gente a organizar a festa junina. Sempre tratou muito bem todo mundo, respeitava todo mundo, por isso todo mundo gostava dele”, diz Edilson Carlos Casal, presidente da Pérola Negra. A polícia ainda não tem pistas dos assassinos

quarta-feira, 17 de junho de 2009

PREFEITO DE RIO BRANCO APÓIA POLÍTICAS PÚBLICAS PARA GLBT

O prefeito em exercício de Rio Branco , no Acre , Eduardo Farias recebeu nesta quarta-feira, à tarde na Prefeitura a visita do secretário de comunicação da Associação Brasileira dos Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros (ABGLT), Léo Mendes e do presidente da Associação de Homossexuais do Acre (AHAC), Germano Marinho. A conversa girou em torno do Núcleo de Direitos Humanos e Combate à Homofobia (NUDICHO) implantado recentemente na Universidade Federal do Acre (UFAC) e, também, sobre políticas afirmativas que contemplem “Um plano de enfrentamento à homofobia em Rio Branco”, destacou Germano Marinho. Léo Mendes sugeriu que a Prefeitura do Acre em parceria com a AHAC participasse do edital do Ministério da Cultura para o Festival GLBT, e ainda que o Núcleo de pesquisas da UFAC realizasse , este ano, pesquisa na Parada, em parceria com o poder público municipal para detectar as demandas de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgeneros, transformando os desejos em políticas públicas. O Prefeito, que também é secretário municipal de saúde, gostou da idéia de Léo Mendes, de que os profissionais de saúde de Rio branco tratem as travestis pelo nome social para impedir abandono de tratamento ou prevenção da saúde. Léo Mendes, sugeriu ainda que a Prefeitura de Rio Branco busque junto ao Mec recursos para capacitar professores municipais para as questões de respeito aos alunos e educadores GLBT, além de outros incentivos oferecidos pelo Governo Lula nas áreas de saúde, segurança pública e cultura.Rio Branco possui pouco mais de 300 mil habitantes, apesar da grande visibilidade de GLBT na cidade, o município não possui nenhuma sauna, cine, bar ou boate Gay. O Intercambio entre o movimento do Acre e da Bolívia já começa a render frutos com a realização de uma parada na divisa daquele país , neste domingo , com a presença da comunidade GLBT acreana e bolivianado Acre..De acordo com Germano Marinho, a parada de Rio Branco este ano, nod ia 16 de setembro, contará com Show de Fernanda Abreu, participação de 50 mil pessoas, 25% da população da cidade e é o maior evento de massas da cidade. A Visibilidade do estado de Chico Mendes trazido pelo seriado da Globo sobre a Amazônia, a fé e misticismo do Daime e Hausca, além da defesa da questão ambiental, transforma a parada de Rio Branco como de grande interesse, especialmente de GLBT Europeus e Americanos, preocupados com a defesa da Floresta.

ABGLT E ONG'S PAULISTAS REPRESENTAM CONTRA JUIZ HOMOFÓBICO


A Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), e as ong's paulistas: Instituto Edson Neris, Corsa, Coletivo de Feministas Lésbicas e grupo Identidade, com o apoio da International Gay and Lesbian Association (ILGA) serão recebidos nesta terça-feira, pelo Desembargador Corregedor do Tribunal de Justiça de São Paulo, Gilberto Passos de Freitas. Na audiência, as entidades do movimento GLBT irão solicitar abertura um pedido de procedimento disciplinar para apurar a conduta do juiz Manoel Maximiano Junqueira Filho, que recentemente proferiu sentença considerada homofóbica pelos grupos e por diversas autoridades como o Ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Paulo Vanuchi e Ministros do Supremo Tribunal Federal. Na sentença, em que recusou a queixa-crime apresentada pelo jogador do São Paulo, Richarlysson, contra o diretor administrativo do Palmeiras, José Cyrillo Junior, o juiz Junqueira Filho escreveu, que o futebol é "um jogo viril, varonil, não homossexual". Na mesma peça, o juiz sugere que, se [Richarlysson] fosse homossexual, "melhor seria que abandonasse os gramados". Junqueira Filho diz que "quem se recorda da Copa do Mundo de 1970, quem viu o escrete de ouro jogando (...) jamais conceberia um ídolo ser homossexual". A seguir, ele afirma: "Não que um homossexual não possa jogar bola. Pois que jogue, querendo. Mas forme seu time e inicie uma Federação". A sentença segue comparando a aceitação dos negros a dos homossexuais nas equipes de futebol: "Nada menos exato. Também o negro, se homossexual, deve evitar fazer parte de equipes futebolísticas de héteros" Para o juiz, a aceitação dos homossexuais poderia prejudicar o " o entrosamento, o equilíbrio, o ideal" das equipes. Para finalizar, o juiz ainda insinua que os GLBT sofrem de problemas de saúde mental: "para não se falar no desconforto do torcedor, que pretende ir ao estádio, por vezes com seu filho, avistar o time do coração se projetando na competição, ao invés de perder-se em análises do comportamento deste, ou daquele atleta, com evidente problema de personalidade, ou existencial". As entidades do movimento GLBT consideram inaceitável a sentença e pretendem tomar uma série de medidas denunciando a homofobia do juiz e pedindo providências aos órgãos competentes. Para o movimento, o juiz foi extremamente preconceituoso, divulgando conceitos arcaicos, que incitam à discriminação. A homossexualidade não é distúrbio nem doença, segundo a Organização Mundial de Saúde e o Conselho Federal de Psicologia. Além disso, a Constituição Brasileira proíbe qualquer tipo de discriminação.Para Beto de Jesus, da executiva da ABGLT, a sentença é estapafúrdia: "é um texto cheio de bobagens, causa espanto e indignação que um magistrado possa ter escrito essa peça, absolutamente discriminatória". Para Leo Mendes, secretário de comunicação da ABGLT, o juiz está sob suspeição, porque não é possível admitir tamanha parcialidade e homofobia vinda de um agente público, que deveria zelar pelo cumprimento das leis.O advogado Eduardo Piza, presidente do Instituto Edson Neris e autor da representação contra Manoel Maximiano Junqueira Filho, considera que o juiz agiu de maneira incompatível com o exercício da magistratura, pois manifestou-se sobre assuntos que desconhece, confundiu várias questões distintas (como masculinidade, orientação sexual, identidade de gênero) e distorceu completamente a idéia de homossexualidade. Para Piza, "o juiz violou a Constituição Brasileira, a Constituição Paulista e a Lei da Magistratura, por isso, estamos pedindo instauração de procedimento disciplinar e seu afastamento, esperando que, no mínimo, o juiz possa ser obrigado a se reciclar, participando de cursos de esclarecimento sobre o tema". As entidades também representarão o juiz junto ao Conselho Nacional de Justiça. Essa seria a segunda representação contra Junqueira Filho no órgão, pois os advogados de Richarlysson também já anunciaram que denunciarão o juiz.

AVANÇOS NA LUTA CONTRA A HOMOFOBIA, LESBOFOBIA E TRANSFOBIA


Um dia após o Plano Nacional de Combate a Homofobia ser lançado no Brasil, a França, em conjunto com a Noruega e Países Baixos promoveu na Assembléia Nacional de Paris, no último dia 15 de maio, o I Congresso Mundial sobre Direitos Humanos, Orientação Sexual e Identidade de Gênero. O evento foi organizado não só para marcar o Dia Internacional Contra a Homofobia, mas também para elaborar recomendações e desenhar estratégias internacionais para reforçar e prolongar a dinâmica a favor da Declaração relativa aos Direitos Humanos, a orientação sexual e a identidade de gênero, apresentada na ONU, em dezembro do ano passado, por iniciativa da França e dos Países Baixos. O Brasil é um dos signatários dessa Declaração, que já consta com 67 Estados e constitui um avanço histórico no âmbito do reconhecimento de luta contra as violações dos Direitos Humanos da população LGBT. Na oportunidade estava presente Alexandre Böer, do grupo SOMOS Comunicação, Saúde e Sexualidade, do RS, organização afiliada à ABGLT e a ILGA e o mesmo pode compartilhar a experiência brasileira, com uma fala ao Plenário, onde estava, também, Laudemar Aguiar, Ministro Conselheiro da Embaixada do Brasil na França. Rama Yade, Secretária de Estado da França, (foto ao lado de Böer) anunciou a criação de um Fundo específico, onde a França e a Noruega já se comprometeram com um orçamento inicial de 50 mil euros para auxiliar na sustentabilidade das ONG que trabalham no enfrentamento da homofobia e transfobia. Roselyne Banchelot, Ministra da Saúde da França, afirmou, também, que irá publicar em breve um decreto em seu país que irá retirar a transexualidade da classificação dos distúrbios psiquiátricos longos, que hoje figura sob o código LD23. Mas sem dúvida o depoimento do deputado Nitzan Horowitz, (foto) do partido social-democrata de Israel, foi um dos que mais emocionou a platéia, ao anunciar que foi o primeiro membro gay assumido a ser eleito no Parlamento de Israel e que sua luta tem sido não só no legislativo, mas, também, na busca por sensibilizar as autoridades de Israel para a construção de políticas antidiscriminatórias e amenizar o sofrimento dos LGBT da Palestina que pleiteiam asilo em Israel, em decorrência da homofobia no país vizinho.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

9ª FEIRA CULTURAL LGBT


Aconteceu no dia 11 de junho (feriado de Corpus Christi) a 9ª Feira Cultural LGBT, no Vale do Anhangabaú. O evento veio cheio de novidades, como o 1º FLASH - Festival da Diversidade na Música e o Palco Pocket.O festival reuniu nove bandas e artistas, entre elas Tetine, Madame Mim, Stop Play Moon (SPMoon), Multiplex e Database.Outra novidade foi o segundo palco onde a drag queen Sissi Girl apresentou novos talentos.E como já acontece há alguns anos, foram oferecidas oficinas gratuitas que abordaram vários assuntos, como: saúde, direitos e até psicodrama. Uma das mais concorridas foi a sobre sexualidade, proferida pela Drag Dindry Buck.A feira contou com aproximadamente 120 tendas espalhadas pelo vale, com artigos de moda, acessórios, design, literatura, música, cinema, ONGs e alimentação.O Grupo METAXIS, da USP (Universidade de São Paulo), apresentou o projeto -Homofobobia - Teatro do Oprimido Contra a Homofobia, que entre outros objetivos veio homenagear o teatrólogo brasileiro Augusto Boal, falecido em 02 de maio deste ano.Os DJ Hombre, Anderson Bressane, Pablo Ferna e Rodrigo Martini revezaram as pick ups enquanto Silvetty Montilla e Greta Starr apresentaram atrações cedidas pelas boates e entre elas as mais badaladas da noite como Amanda di Polly, Ícaro, Tayra Bencks, Ioiô Vieira de Carvalho, Núbia, Paulette Pink, Steffany di Bourbon, Denis, Talessa Top, Antara, Laila Ken, entre outras. Márcia Pantera repetiu a ousadia de subir pela estrutura do palco, mas a mais aplaudida foi Striprella que representou a boate Blue Space e fez o show com bailarinos. A nota triste ficou por conta da ocorrência de furtos de celulares (num total de 28, registrado pela Polícia Militar) e pequenos incidentes, resolvido rapidamente pela guarda metropolitana.

GAY DAY - Diversidade e Alegria


O Gay Day trouxe o sol para São Paulo e apesar do frio, LGBTTT de todo o Brasil se reuniram no Play Center para celebrar a diversidade e a alegria.Durante o dia além de todos os brinquedos e atrações oferecidas pelo parque, vários DJs nacionais e internacionais se reservaram no palco montado especialmente para o evento que apesar da concorrência da festa “Gira Sol” no Clube Tiete juntou varias tribos para dançar e se divertir muito.Às 18 horas em ponto a Rainha dos palcos paulistana Silvetty Motilla deu início aos shows de drags. Durante uma hora varias artistas passaram pelo palco atraindo a atenção de todos.Na saída ainda encontramos dois abnegados militantes cariocas (Cláudio Nascimento e um companheiro) que com muita garra e simpatia distribuíam adesivos e panfletos da campanha “Não Homofobia”, que precisa arrecadar “urgentemente” assinaturas eletrônicas.

NÃO HOMOFOBIA, MAIS CIDADANIA


Aconteceu neste domingo, 14/06, a 13ª Parada LGBT de SP. Milhões de pessoas lotaram a Av Paulista e Rua da Consolação. Parabéns aos organizadores pela iniciativa de trazer um trio com computadores para a votação do PLC 122 que tipifica e criminaliza o ato homofóbico, que foi idealizado pelo Grupo Arco-íris do RJ. E em especial ao presidente da Associação, Alexandre, pela simpatia e préstimo aos profissionais da imprensa LGBT.A concentração começou as 10h da manhã e às 12h35 foi cantado o Hino da Parada, seguido do Hino Nacional e então começou o percurso. Antes das 18h o último trio já havia chegado no final da R. da Consolação, mas um verdadeiro mar de pessoas ainda descia a mesma. Sem nenhuma ocorrência grave e com um efetivo policial bem grande por todo o percurso, o povo pode se divertir e se manifestar de maneira pacífica e ordeira. Foi muito bonito ver heterossexuais misturados a nossa gama LGBT para celebrar o orgulho de ser o que se é e lutar com a gente pelos nossos direitos civis.A ausência de casas noturnas, por fim, não comprometeu a “festa”, mas é claro que a falta realmente foi sentida, era outro colorido e outra manifestação diferente das que vimos hoje. Os primeiros trios caminharam bem rapidamente, depois do 12º carro ficou um buraco e aí os carros que estavam na Paulista vieram mais devagar e distantes um do outro o que não aconteceu com seus antecessores. Segundo a Associação da Parada cerca de 3,5 milhões de pessoas estiveram na Parada, mas a policia militar não quis dar o seu parecer.

sábado, 13 de junho de 2009

Está confirmada a lista de trios para a 13ª Parada do Orgulho LGBT



AMIGO BOCA ABERTA INFORMA

Anunciada a lista oficial de trios elétricos que farão parte do trajeto da 13ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, que ocorre no próximo domingo, 14 de junho, a partir das 12h, na Avenida Paulista. A manifestação, que neste ano traz o tema “Sem Homofobia, Mais Cidadania – Pela Isonomia dos Direitos!”, contará com 20 trios, com destaque para o da campanha “Não Homofobia!”.
Entre os 20 trios que partirão da Avenida Paulista, na altura do vão livre do MASP (Museu de Artes de São Paulo) em direção à Praça Roosevelt, na Rua da Consolação, estão representadas diversas organizações de cunho social, entidades governamentais e empresas. Haverá o trio em reivindicação à aprovação da parceria civil para lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, e o último que a APOGLBT reserva para fazer uma homenagem.
Mas o destaque deste ano é o trio da campanha “Não Homofobia!”. O 1º na ordem de partida, estacionará na esquina da Rua Augusta com Avenida Paulista, onde fará coleta de assinaturas para o abaixo-assinado que visa mobilizar a população e pressionar o Senado a aprovar o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 122/06, que criminaliza a homofobia em âmbito nacional. O trio é o resultado da parceria entre APOGLBT e a ONG carioca Grupo Arco-Íris, que lançou a campanha em outubro de 2008, durante a 13ª Parada do Orgulho LGBT do Rio de Janeiro, e tem o objetivo de acumular 1 milhão de assinaturas até outubro próximo.
Devido às obras da linha 4-Amarela do metrô, neste ano os trios estarão posicionados do lado esquerdo da Avenida Paulista, em sentido de contramão, para possibilitar a manobra dos carros no momento da curva para Rua da Consolação, onde eles voltam ao sentido correto.
A partir das 10h, começa a concentração do público para a 13ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo e 12h haverá o Ato de Abertura. Para mais informações, programação completa e dicas de segurança, acesse o site www.paradasp.org.br.

Confira a lista de trios elétricos e cada posição:

01- Não Homofobia!
02- APOGLBT – trio oficial
03- Ministério do Turismo
04- Disponível.com
05- 155 Hotel
06- Parceria Civil JÁ!
07- UGT (União Geral dos Trabalhadores) / SECSP (Sindicato dos Comerciários)
08- CADS (Coordenadoria de Assuntos da Diversidade Sexual - SP)
09- Prefeitura da Cidade de São Paulo
10- CRP (Conselho Regional de Psicologia)
11- CUT (Central Única dos Trabalhadores)
12- SEESP (Sindicato dos Enfermeiros)
13- APEOESP (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo)
14- ABCD’s (Ação Brotar pela Cidadania e Diversidade Sexual)
15- Agência TOP
16- Banda do Fuxico
17- Salete Campari
18- Sintratel (Sindicato dos Trabalhadores em Telemarketing)
19- Guia São Paulo de Bolso20- APOGLBT - Homenagem

quarta-feira, 10 de junho de 2009

PÚBLICO LGBT PAGAM IMPOSTOS, MAS NÃO TEM DIREITOS

AMIGO BOCA ABERTA

PRESTE MUITA ATENÇÃO NESSA IMFORMAÇÃO, OLHE QUE ABERRAÇÃO COMO NOSSOS GOVERNANTES, MUITOS SEM VERGONHA NA CARA, SEM MORAL, SEM ÉTICA E PRINCIPALMENTE DESONESTOS, DISCRIMINAM O SEGUIMENTO, NO QUESITO IGUALDADE SOCIAL E DIREITOS A TODOS CIDADÃO (A).

Todo rendimento proveniente do trabalho dos brasileiros de orientação sexual bissexual e Homossexual (Gays e Lésbicas) e de indentidades de Gênero (travestis e Transexuais) , em 147 dias do ano ( por exemplo de 1 de janeiro à 27 de maio), tem um único destino: pagar tributos (impostos, taxas e contribuições) cobrados pelos governos federal, estadual e municipal.
O cálculo é do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), que divulgou o estudo, feito anualmente, sobre os dias trabalhados para pagar tributos. As cidadãs Lésbicas, Gays, Bissexuais, travestis e transexuais -LGBT , de acordo com o IBTP comprometem 40,15% de sua renda para pagamento de impostos."Quando vão cobrar impostos, ninguém pergunta se a pessoa é gay ou lésbica, mas na hora de garantir direito todo mundo discrimina", a fala do presidente do Brasil Lula, durante a primeira conferencia nacional LGBT, em Brasília, junho de 2009, está correta.
No Brasil são 40 direitos civis que são garantidos aos cidadãos Heterossexuais e que são negados as pessoas LGBT. Esta é uma tendencia da heteronormatividade ( leis e normas que são feitas para garantir privilegios as pessoas heterossexuais e discriminar as LGBT). Não seria coerente que parlamentares que negam o reconhecimento de direitos iguais entre Heteros e Homossexuais, criassem uma lei proibindo a cobrança de impostos no Brasil para a população LGBT.
Os extremistas religiosos, acostumados a não pagar impostos em suas igrejas, bem que poderiam solicitar aos seus deputados e senadores para fazer uma lei estendendo este privilégio as pessoas LGBT.No Congresso Nacional, nunca foi aprovado nenhuma lei que igualasse direitos entre cidadãos heteros e homossexuais. O que se vê são privilégios garantidos a uma parcela da população e negadas a outra, em total descumprimento ao artigo quinto da Constituição federal. Está na hora do Congresso nacional aprovar os projetos que criminalizam a Homofobia ( Òdio, discriminação, pavor de pessoas LGBT), a União estável entre casais adultos do mesmo sexo e o reconhecimento do nome social das pessoas de identidade de genero: travestis e transexuais.Direitos Civis que os parlamentares brasileiros negam aos cidadãos LGBT.
01) Não podem casar;
02) Não tem reconhecida a união estável;
03) Não adotam sobrenome do parceiro;
04) Não podem somar renda para aprovar financiamento;
05) Não podem somar renda para alugar imóveis;
06) Não inscrevem parceiro (a) como dependente no serviço público;
07) Não podem incluir parceiros (as) como dependentes no plano de saúde;
08) Não participam de programas do Estado vinculados à família;
09) Não inscrevem parceiros (as) como dependentes da previdência;
10) Não podem acompanhar o (a) parceiro (a) servidor publico transferido;
11) Não têm impenhorabilidade do imóvel em que o casal reside;
12) Não tem garantia de pensão alimentícia em caso de separação;
13) Não têm garantia à metade dos bens em caso de separação;
14) Não podem assumir a guarda do filho do cônjuge;
15) Não adotam filho em conjunto;
16) Não podem adotar o filho do parceiro(a);
17) Não têm licença-maternidade para nascimento de filha da parceira;
18) Não têm licença maternidade / paternidade se o (a) parceiro (a) adota filho;
19) Não recebem abono-família;
20) Não tem licença-luto, para faltar ao trabalho na morte do (a) parceiro (a);
21) Não recebem auxilio-funeral;
22) Não podem ser inventariantes do(a) parceiro(a) falecido (a);
23) Não têm direito à herança;
24) Não têm garantia a permanência no lar quando o (a) parceiro (a) morre;
25) Não têm usufruto dos bens do (a) parceiro (a);
26) Não podem alegar dano moral se o (a) parceiro (a) for vitima de um crime;
27) Não têm direito à visita íntima na prisão;
28) Não acompanham a parceira no parto;
29) Não podem autorizar cirurgia de risco;
30) Não podem ser curadores do (a) parceiro (a) declarado judicialmente incapaz;
31) Não podem declarar parceiro (a) como dependente do Imposto de Renda (IR);
32) Não fazem declaração conjunta do IR;
33) Não abatem do IR gastos médicos e educacionais do (a) parceiro (a);
34) Não podem deduzir no IR o imposto pago em nome do (a) parceiro (a);
35) Não dividem no IR os rendimentos recebidos em comum pelos parceiros;
36) Não são reconhecidos como entidade familiar, mas sim como sócios(as);
37) Não têm suas ações legais julgadas pelas varas de família;
38) Não podem doar sangue;
39) Não podem servir as forças armadas e podem ser presos por sodomia;
40) Não possuem um estatuto da cidadania LGBT, como outras populações vulneráveis como o Estatuto da Criança e Adolescente, do idoso, do torcedor, do desarmamento, da advocacia.

CANTORA RITA LEE DIZ TER UM PÉ NA SAPATARIA


Em entrevista publicada pelo jornal "Folha de São Paulo no último fim de semana, a cantora Rita Lee (foto) afirmou que tem um pé na sapataria. Rita afirmou que, antes de conhecer seu marido, era meio masculina. "Antes do Roberto (de Carvalho), eu era boy total. Coçava saco. Eu tenho um pé na sapataria. Todo mundo tem um pouco, eu acho. Mas, no meu caso, minhas inspirações eram sempre masculinas: Bowie, Jagger...", disse a artista.

EMISSORA DE RÁDIO GAY SOFRE AMEAÇAS NA COLÔMBIA

BOGOTA - COLÔMBIA

Foi inaugurada em São Paulo a primeira clínica pública para atendimento exclusivo de homossexuais, travestis e transexuais, em uma experiência inédita no Brasil. Segundo a agência de notícias EFE e o G1, o centro de atendimento médico, inaugurado pelo governador do estado, José Serra, terá profissionais nas áreas de medicina, enfermaria, psicologia, nutrição e dietética e fisioterapia especializados no atendimento a gays."Recebemos este hospital com muita felicidade. É um pontapé inicial para que outras cidades façam o mesmo", afirmou Alexandre Santos, presidente da Associação da Parada do Orgulho de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Travestis e Transexuais. Ele afirmou que a diferença desta clínica começa na recepção: "Em outros hospitais, alguns funcionários não sabem como lidar com detalhes, como na questão do nome" em casos de transexuais."Mas o mais especial será que teremos urologistas e endocrinologistas especializados, por exemplo", ressaltou. A inauguração do centro de saúde faz parte das atividades que precedem a 13ª Parada do Orgulho LGBT, que deve atrair cerca de três milhões de pessoas nas ruas de São Paulo, segundo os organizadores. Durante o desfile, a Secretaria de Saúde distribuirá um milhão de preservativos e fará testes para detectar aids.

GOVERNADOR JOSÉ SERRA INAUGURA EM SP CLÍNICA DIRIGIDA AO PÚBLICO GAY

Foi inaugurada em São Paulo a primeira clínica pública para atendimento exclusivo de homossexuais, travestis e transexuais, em uma experiência inédita no Brasil. Segundo a agência de notícias EFE e o G1, o centro de atendimento médico, inaugurado pelo governador do estado, José Serra, terá profissionais nas áreas de medicina, enfermaria, psicologia, nutrição e dietética e fisioterapia especializados no atendimento a gays."Recebemos este hospital com muita felicidade. É um pontapé inicial para que outras cidades façam o mesmo", afirmou Alexandre Santos, presidente da Associação da Parada do Orgulho de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Travestis e Transexuais. Ele afirmou que a diferença desta clínica começa na recepção: "Em outros hospitais, alguns funcionários não sabem como lidar com detalhes, como na questão do nome" em casos de transexuais."Mas o mais especial será que teremos urologistas e endocrinologistas especializados, por exemplo", ressaltou. A inauguração do centro de saúde faz parte das atividades que precedem a 13ª Parada do Orgulho LGBT, que deve atrair cerca de três milhões de pessoas nas ruas de São Paulo, segundo os organizadores. Durante o desfile, a Secretaria de Saúde distribuirá um milhão de preservativos e fará testes para detectar aids.

segunda-feira, 8 de junho de 2009

JUSTIÇA CONDENA TRIO POR AGRESSÃO A HOMOSSEXUAL

Três dos sete rapazes acusados de agredir um trio de homossexuais em agosto de 2007, em Campinas, foram condenados a prestar oito horas de serviços comunitários durante seis meses — as entidades beneficiadas ainda serão definidas. Segundo o jornal Correio Popular a audiência ocorreu ontem na 4ª Vara Criminal de Campinas. Eles também não poderão cometer qualquer tipo de delito no período de cinco anos. Caso contrário, poderão ser indiciados e perder a chance da pena alternativa. Os outros quatro acusados não foram localizados e, por isso, não compareceram à audiência. “Estamos satisfeitos. Isso ajuda a incentivar a denúncia contra esse tipo de agressão”, explicou a advogada Regina Aparecida Leite, do Centro de Referência GLTTB (gays, lésbicas, travestis, transexuais e bissexuais). A advogada lembra que, além da agressão física, o trio foi xingado pelos agressores, mostrando uma conduta homofóbica. “Gritavam que eles eram gays. Mas, no Brasil, não temos uma legislação específica, como no caso do crime de racismo. Existe um projeto de lei que irá criminalizar a homofobia”, afirmou a advogada. Os agredidos foram os professores Fábio Custódio e Marcos Leme, e o webdesigner Josevaldo Reis. “As pessoas têm que lutar pelos seus direitos. Há vários homossexuais que são agredidos e não fazem nada. Pelo menos sei que estes rapazes não farão mais isso”, afirmou Leme. No dia do crime, o trio foi agredido por sete homens vestidos de preto na Rua Sacramento, no Centro de Campinas. Cada um fugiu correndo para lados contrários. Leme lembra que os agressores usavam roupas pretas com metais e três deles eram carecas no estilo usado pelos skinheads

BRASILEIRO HOMOSSEXUAL ESTÁ NO BIG BROTHER INGLÊS


Segundo o tabloide inglês The Sun, Rodrigo é homossexual assumido e trocou o Brasil pela Inglaterra para poder estudar e buscar uma vida melhor. Ao jornal, Rodrigo disse que antes de ir para a Grã-Bretanha ele não se interessava por homens, mas agora já acha que é gay, apesar de sair com homens e mulheres em igual proporção. Questionado sobre um possível retorno ao nosso país, Rodrigo é enfático ao dizer que pretende continuar na Inglaterra. Sua família ainda reside por aqui.Rodrigo promete causar bastante polêmica no reality-show devido ao seu comportamento. Embora more na Inglaterra há algum tempo, seus hábitos ainda não mudaram. O contato físico, seja por beijos e abraços que marcam a personalidade da maioria dos brasileiros, não é comum na Europa. Os primeiros índices de audiência do novo Big Brother da Inglaterra são surpreendentes. Em sua estreia, que foi ao ar ontem, cerca de 5 milhões de telespectadores acompanharam o reality-show, o que representa um crescimento de quase 200% no período

MENTIRA TEM PERNA CURTA?


AMIGO BOCA ABERTA

Olá, está mensagem vai para você, que não se manifesta como realmente é, e que se esconde atrás de uma imagem que não lhe pertence, não assume o seu verdadeiro eu.

Leia com atenção, e faça sua propria reflexão.

Às vezes não, mas tem vezes que é tão aparente que o mentiroso é a vitima de seu próprio veneno. Claro que existem aquelas mentirinhas “inofensivas”, tipo: “Chefe o trânsito estava um horror”; “não deu pra eu ir, pois choveu e inundou tudo aqui em casa”, entre outras, que são para “defender-se” de um mal entendido e são chamadas de mentira utilitária. Mas tem gente que extrapola, que abusa da imaginação e cria tanta fantasia que, de tão absurdas, fazem a pessoa cair em descrédito e ser até motivo de chacota, recebendo apelidos de Pinóquio, entre outras coisas. Tem gente, você deve conhecer muitas delas, que sente uma vontade compulsiva de mentir, o que lhes proporciona o maior prazer, e essa tendência mórbida leva o nome de mitomania. Embora não seja oficialmente reconhecido pela psiquiatria este comportamento de desequilíbrio psíquico, na prática, existe. Há aquelas que usam o artifício da mentira por causa de sua baixa auto-estima, fantasiando e fazendo (ou achando que fazem) as pessoas acreditarem em seus devaneios. Quem nunca teve aquele “amigo” que ao você mostrar um cara interessante lhe diz: -Eu já fiz. Quantos? Essas mentirosas compulsivas podem apenas usar as mentiras como fuga de uma realidade que a perturba e às vezes até por pura sem-vergonhice e falta de respeito para com seu semelhante, pois querendo ou não, ao mentir para alguém, essa pessoa está querendo enganar a outra com falsidades, mas podem estar sendo enganadas por si mesmas, pois sua vítima pode muito bem saber das suas mentiras e se magoar por estar sendo desrespeitada por esta, que por vezes é uma pessoa muito querida. Agora, quem tem essa necessidade de mentir desenfreadamente, deve se perguntar o porque, pois se o caso dela for a mitomania o caso é bem mais preocupante que só o fato de ser uma “mentirosa inofensiva”, pois a mitomania é uma doença definida como uma forma de desequilíbrio psíquico caracterizado essencialmente por declarações mentirosas vistas pelos que sofrem do mal como realidade. A mitomania foi identificada, descrita e assim denominada há apenas um século, por um médico francês, o professor Ernest Dupré, psiquiatra e médico-chefe da enfermaria da Prefeitura de Polícia de Paris. De acordo com Dupré, a mitomania é descrita como vaidosa, malígna e perversa. E o professor Philippe Jeammet (Institut Mutualiste Montsouris, em Paris) diz que: "De um lado, o mitômano sempre sabe no fundo que o que ele diz não é totalmente verdadeiro. Mas ele também sabe que isso deve ser verdadeiro para que lhe garanta um equilíbrio interior suficiente. Em determinado momento, o sujeito prefere acreditar em sua realidade mais que na realidade objetiva exterior. Ele tem necessidade de contar essa história para se sentir tranqüilizado e de acordo consigo mesmo". "Contam-se histórias ao mesmo tempo em que se acreditam nelas. É também uma forma de consolo. Esse distúrbio tem sua origem na supervalorização de suas crenças em função da angústia implícita". Nesse contexto, a melhor resposta reside muitas vezes na implementação de um quadro de cuidados, que vai de um tratamento psiquiátrico do problema, que não se manifesta claramente, a um acompanhamento psicoterápico. Muito próximo da mitomania, encontra-se o delírio de devaneio, que caracteriza pessoas que vivem permanentemente num mundo de fantasia e de sonhos com temática megalômana, estas desenvolvem um “falso eu”. É necessário apoio psicológico para saber qual o motivo que as leva a fugirem da sua própria realidade. Nós adultos temos plena consciência dos nossos atos, mas aqueles que persistem em manter a mentira para benefício da sua imagem pública, para seduzir, para obter algum benefício ou até mesmo para evitar um sentimento de vergonha, há de parar e pensar o que querem da sua própria vida, para onde os leva o caminho que estão seguindo, e se, de fato, é isso que querem. Quando não forem capazes de solucionar a questão e não conseguirem parar com este mundo de mentiras, procurem ajuda profissional.

AGRADECIMENTO


Estou manifestando meus agradecimentos pelo voto de confiança e companherismo que o Renomado e Brilhante Jornalista Fábio Silveira depositou em mim, Emerson Petriv, divulgando, colocando e recomendando em seu BLOG, que é de grande aceitação pelos Londrinenses, o polêmico BLOG amigo boca aberta, que vem em rota de colisão com a sociedade mais conservadora, prepotente, hipócrita e podre, que no século XXI ainda continuam com preconceitos em todo o seguimento, não aceitando à existência e discriminando a grande população adepta, mas chegara o grande dia da representatividade e independência do movimento em Londrina.

Fábio Silveira, que Deus continue derramando copiosas chuvas de benção, a você e toda sua família.

Amigo Boca Aberta

ABGLT ENTRA COM REPRESENTACÃO NO MP CONTRA HOMOFOBIA NA TV RECORD

O líder da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da rede de TV RECORD.
Edir Macedo, que mora nos EUA, e está sendo processado.
A Associação Brasileira de Bissexuais, Gays, Lésbicas e Transgenros - ABGLT fez uma representação oral junto ao Ministério Público Federal de São Paulo contra a prática de discriminação feita pela Tv Record. Na madrugada do dia 27 de março, a igreja Universal, através do programa "fala que eu te escuto" abriu um debate sobre sobre o projeto de lei 122/2006, que iguala a homofobia ao crime de racismo.O tema: Homossexuais; O projeto de lei Significa CENSURA PARA A FAMILIA OU JUSTIÇA PARA OS GAYS era respondido permanentemente por um "pastor" que dizia ser contra o projeto, além de todos os participantes do programa, que também pensavam do mesmo modo.Alguns ativistas da ABGLT , como Marcelo Gil, da ong ABCD s tentou participar do programa, mas era vetado, por pensar de forma diferente do pastor.A Manipulação continuou durante duas horas e meia, em rede nacional, com o apresentador condenando os homossexuais, através de interpretação bíblica. " Foi colocado que agora é ditadura vai incentivar as crianças é uma lei pecaminosa..., Nível dos direitos dos homossexuais, como explicaria uma banalização de dois homens trocando caricias...... esta lei vela e diz que esta liberado diz que ser uma lei discriminatória e uma lei que tira o tira o direito da família......... e onde o mesmo participação que apresentou o casamento gay pela Ex Deputada Marta Suplicy em estrategicamente agora a lei da aprovação do lei 122/2006 da Deputada Iara Bernadi....... onde condena a própria bíblia e abominação ver outro homem com outro homem........... como aqui a Biblia viria esta situação para população pensar, eles tem a capacidade de dizer que não são contra homossexuais.........mais não posso aceitar obrigado pior lei a vista aberração e ele tem que nos respeitar e não se expor ........Deveria ser proibido estas pessoas andarem de dia nas ruas, eles são coisas do Demônio....", eram algumas das expressões usadas pelo Pastor.A ABGLT, com base na constituição federal que diz ser os canais de televisão brasileira concessão pública, passíveis de cassação pelo Poder Público solicitou ao MPF que instaure um procedimento administrativo para acabar com o abuso praticado pela Tv Record. Pela Constituição , os meios de comunicação tem a função de informar, educar e entreter. " Eles chutam santa, humilham cidadãos homossexuais, incentivam a violencia contra a umbanda e candomblé, e é preciso que o MPF faça a Record parar de mentir e que cumpra a Lei", afirma Léo Mendes , secretário de Comunicação da ABGLT." Queremos direito de resposta, queremos indenização e que a Record pore de usar uma concessão pública para criar o ódio e a violencia na população. O estado é Laico. Quem discute lei no País é o parlamento, não uma igreja" , afirma o presidente da ABGLT, Tony Reis. Toda a polemica surgiu com o projeto de lei em discussão no Senado federal, que iguala a discriminação a homossexuais a mesma pratica feita aos negros e indios. A Igreja Universal não aceita ser punida por discriminar e pregar o ódio contra Homossexuais, em suas igrejas e meios de comunicação.

ABGLT PEDE ESCLARECIMENTO DO NOVO MINISTRO DO TRABALHO


Após declaração em que o novo Ministro do Trabalho, Carlos Lupi, teria afirmado que “não tenho paixão por pessoa do mesmo sexo”, o que, no contexto de sua fala, teria sido um obstáculo para ser convidado para a pasta de ministro, a Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), enviou-lhe uma carta na qual pede esclarecimento quando a essa fala.Toni Reis, presidente da ABGLT, relembra que “o Governo Federal vem trabalhando desde 2004 em parceria com a sociedade civil organizada no combate à discriminação contra os gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais, através do Programa Brasil Sem Homofobia. É inconcebível uma pessoa na posição de Ministro não atentar para o preconceito em seus pronunciamentos, ainda mais quando se trata de uma política do governo ao qual acabou de se integrar.”

PARLAMENTARES LANÇAM FRENTE PELA CIDADANIA GLBT


25 deputados federais, 2 senadores, representantes do governo federal, do movimento de direitos humanos, de mulheres e militantes do movimento de gays, lésbicas, bissexuais, travestis, transexuais (GLBT) participaram do lançamento da Frente Parlamentar pela Cidadania GLBT no Congresso Nacional, nesta quarta-feira, as 13h30, no Salão Nobre da Câmara dos Deputados.A Frente Parlamentar pela Cidadania GLBT é o novo nome da Frente Parlamentar pela Livre Expressão Sexual, instituída em outubro de 2003, na última legislatura. A Frente é uma articulação de deputados federais e senadores que defendem os direitos humanos e a cidadania plena para a população GLBT. Seu objetivo é aprovar no Congresso Nacional leis que garantam os direitos dos homossexuais. Hoje, a Frente conta com 187 deputados federais e 15 senadores (relação em anexo).A Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), através do projeto Aliadas – um conjunto de ações para promover a cidadania GLBT junto ao parlamento - incentiva e apóia o fortalecimento da Frente Parlamentar e esteve presente com vários ativistas, inclusive os 27 coordenadores estaduais do Aliadas.

AGLT pede 150 mil de indenização a Imobiliária Homofóbica

A diretoria da Associação Goiana de Gays, Lésbicas e Transgeneros – AGLT participa nesta segunda-feira, 04/02, as 16 horas, na quarta vara da família civil de Goiânia da audiência de instrução e julgamento de uma ação movida contra a imobiliária vendarte. Em janeiro de 2005, depois de todo processo aprovado, a imobiliária se recusou a alugar um imóvel no centro da capital goiana para a Ong por preconceito. A AGLT ingressou com uma ação de danos morais e materiais exigindo 500 salários mínimos de indenização.De acordo com a Dr. Helena Carramaschi, advogada do Centro de Referencia –CRGLTB de Goiânia “ é preciso que as imobiliárias parem de discriminar aluguel para homossexuais, e ações como estas visam dar justiça aos consumidores que sofrem com o preconceito”. O CRGLBT de Goiânia é um projeto financiado pela secretaria especial de direitos humanos da Presidência da República e tem atendimento gratuito de advogado, psicólogo e assistente social, das 8 as 18 horas, na rua 8, n 331, centro de Goiânia-Goiás .

sexta-feira, 5 de junho de 2009

ABGLT PEDE AUTORIZAÇÃO DA GLOBO PARA DIVULGAR VÍDEO SOBRE IGREJA UNIVERSAL


O presidente da ABGLT e coordenador do projeto aliadas, Toni Reis enviou ofício, nesta segunda, 09, para a direção da Rede Globo solicitando autorização para divulgação de video do Jornal nacional numa matéria mostrando o Líder da Igreja Universal , Edir Macedo, ensinando seus liderados como retirar dinheiros de potenciais fiéis. a igreja Universal, a Rede Recorde e o Senador Crivela, são contra uma lei que impeça a discriminação de cidadãos Homossexuais no Brasil. Apesar dos dados apontarem para o Brasil ser o campeão mundial em assassinatos de Homossexuais e a cada tres minutos um Gay, Lésbica, ou travestis ser vítima de violencia , o Brasil ainda não possiu uma lei federal que puna os criminosos que matam, humilham, extorquem, ridicularizam, torturam GLBTs no país. O Vídeo pode ser acessado pelo endereço.

A população de gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros que somam um percentual de aproximadamente 18 milhões de cidadãos brasileiros estão aguardando um posicionamento dos senadores rondonienses Valdir Raupp e Expedito Júnior sobre o PLC 122/2006, que criminaliza o preconceito e a discriminação, principalmente a orientação e identidade sexual.

VEREADORES DERRUBAM VETO E INSTITUE

Os polêmicos pronunciamentos de dois vereadores religiosos não foram suficientes para manter o veto do Prefeito Beto Richa (PSDB) contra o projeto da Vereadora Julieta Reis (PSB) que institui o dia 17 de maio como Dia Municipal Contra a Homofobia.O maior defensor do veto foi o vereador e pastor da Igreja Universal do Reino de Deus Valdemir Soares (PR), o parlamentar citou diversos trechos da bíblia para justificar seu voto e garantiu se caso o veto fosse derrubado a Câmara de Vereadores de Curitiba passaria por um grande constrangimento e a capital do Paraná teria sua imagem “denegrida” (Sic) por aprovar a lei. No fim da sessão o vereador voltou à tribuna, disse que lavaria as mãos e alertou novamente os vereadores e vereadoras sobre o perigo de se votar a favor de tal projeto, e que deixava a decisão nas mãos de Deus. A vereadora Julieta Reis em sua defesa pelo projeto informou que várias cidades no Brasil já instituíram esta data e que Curitiba não poderia ser uma exceção, “O Paraná é o estado mais violento do sul, a homofobia em nossa cidade e em nosso estado são alarmantes, quem votar a favor do veto estará votando na discriminação que exclui, agride e mata” disse a vereadora. O vereador Custódio da Silva (sem partido) que no início da sessão havia declarado ser contra o projeto: “Voto pela bíblia. Fornicação já é pecado, entre dois homens é um pecado ainda maior”, disse o parlamentar. Após a defesa da autora do projeto, Julieta Reis, o vereador mudou seu voto e declarou: “Deus me deu discernimento e não é o diabo que vai fazer eu votar a favor da violência, por isso votarei contra o veto do prefeito”, finalizou. Com votação secreta o resultado foi de 20 votos contra o veto e 07 para mantê-lo. O resultado foi aplaudido e comemorado por muitos parlamentares e por militantes. Toda a bancada do Partido dos Trabalhadores (PT), composta pelos vereadores: Professora Josete, André Passos, Pedro Paulo e Roseli Isidoro, em seus pronunciamentos foram favoráveis a derrubada do veto do Prefeito ressaltando a importância do reconhecimento dos Direitos Humanos. Outros apartes de apoio foram realizados pelos vereadores Jair César (PTB), Serginho do Posto (PSDB) e Valdenir Dias ( PSB) que declarou “o veto é uma discriminação que não pode ser admitida”, também defendendo a derrubada. O presidente da casa João Cláudio Derosso (PSDB) recebeu em seu gabinete a diretoria do Grupo Dignidade, e o Presidente da ABGLT, Toni Reis, que estiveram durante toda a tarde na Câmara solicitando apoio ao projeto. A Diretora Presidente do Grupo Dignidade, Simone Valencio que acompanhou toda a sessão: “Foi um absurdo alguns vereadores discutirem a homossexualidade e não mérito do projeto que é o combate à homofobia”, disse Simone. O Coordenador de advocacy do Projeto Aliadas de Curitiba, Enéias Pereira ficou feliz com a vitória: “Fizemos um trabalho de articulação durante todos esses dias, agora temos mapeados os parlamentares favoráveis aos direitos humanos da comunidade GLBT”. Enéias ressaltou sobretudo a importância da discussão sobre a laicidade das ações legislativas, visto o grande número de vereadores que invocavam a bíblia e o nome de Deus nas suas falas. O Presidente da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) Toni Reis comemorou: “Foi a vitória do bom senso, a Câmara dos Vereadores de Curitiba respeitou a Declaração Universal dos Direitos Humanos e a constituição”.

Político é chamado até de homofóbico

A Paraíba esteve representada nesse evento realizado na Capital carioca por Walmir Ferreira, dirigente do GVP - Gayrreiros do Vale do Paraíba, de Itabaiana e Fernanda Benvenuty, presidente da Astrapa - Associação das Travestis da Paraíba, de João Pessoa. Walmir aproveitou para, através de e-mail enviado ontem ao colunista, também criticar os conceitos emitidos pelo advogado Ricardo Bezerra, da Capital e pelo vereador de Campina Grande, Walter Brito Neto (DEM). Diz ele: “Quanto a esse advogado, o seu texto já está vencido, pois ele ainda fala em Opção Sexual, quando temos que falar em Orientação Sexual, pois ninguém opta, e sim, se orienta sexualmente na escola, no trabalho, na família etc... Em relação ao vereador Walter Neto, ele já falou em nomes de vários parlamentares e sempre se perde na sua fala Homofóbica. O que podemos disponibilizar para ele é um tratamento médico, pois deve sofrer de Homofobia Aguda”. Campina terá a sua 1ª Parada Arco-Íris

DIRIGENTES GLBT DA PARAíBA DIZEM NÁO AO PROJETO QUE CRIA DELEGACIA PARA HOMOSSEXUAIS

O motivo do repúdio de algumas lideranças ao projeto-de-lei do deputado estadual Quinto de Santa Rita (PMDB) são várias discordâncias, segundo os porta-vozes da categoria social: “Ele não consultou o Movimento Gay na Paraíba, para construir seu projeto e aí, se isto acontecesse, ele ficaria sabendo que no 1º Seminário Nacional de Segurança Pública e Combate à Homofobia, realizado no Rio de Janeiro, no hotel Rio Othon Copacabana Palace, de 10 a 13 de abril deste ano, onde estavam presentes cerca de 300 pessoas dos diferentes Estados do Brasil, incluindo 100 representantes das academias de Polícia Civil e Militar e da Senasp - Secretaria Nacional de Segurança Pública, além de 100 militantes GLBT, este tema foi amplamente discutido e resolvemos não acatar a criação de tais delegacias”.