VEJA E OUÇA A DEFESA FERVOROSA DO SEGUIMENTO GLS GLBT GLBTT NA VOZ TROVEJANTE DO AMIGO BOCA ABERTA

Loading...
Mande suas críticas e sugestões
amigobocaaberta@gmail.com

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

AMIGO BOCA ABERTA


OLÁ AMIGOS: DESCULPE MAS ESTAMOS COM PROBLEMAS TÉCNICOS, NO WEB-BLOGGER, ALGUÉM HACKEOU NOSSAS CONFIGURAÇÕES E TRAVOU NOSSO SISTEMA, MAS JÁ ESTAMOS RESOLVENDO. SE DEUS QUISER, LOGO LOGO VAMOS COM MUITA ALEGRIA JUNTOS COM VÁRIAS INFORMAÇÕES .
QUEM FEZ ISSO COM NOSSO BLOG, COM CERTEZA É MAIS UM DESSES SERES SEM ESCRUPOLOS E HOMOFÓBICOS, PODRE E HIPÓCRITA.
ATÉ MAIS
SE DEUS É POR NÓS , QUEM SERA CONTRA NÓS.............

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

FALA DO DEPUTADO BELINATI EM DEFESA DO PÚBLICO GLS GLBT GLBTT.


Abordo nesta 4ª feira (28/10), na sessão da Assembleia Legislativa, a declaração infeliz do Governador Requião que, na Escolinha de Governo, transmitida ao vivo pela televisão, afirmou que o câncer de mama em homens é por causa das Paradas Gays. O Governador revelou sua deplorável discriminação. E mais: agrediu quem sofre do mal dessa doença, que os cientistas ainda não descobriram a cura total. Quando o homem ou a mulher descobre que está com câncer, o abalo psicológico e emocional é enorme. As palavras do Requião agrediram os doentes, além de serem altamente discriminatórias, preconceituosas e constituem crime por ferirem a dignidade humana e a liberdade sexual. O Governador perdeu uma boa oportunidade de ficar calado. É preciso que o Governador faça uma retratação pública para amenizar os efeitos de sua declaração maligna, noticiada pelo Jornal Na cional da Rede Globo e pela imprensa nacional. Antonio Belinati.

Porto Alegre faz Parada politizada e pede pelo fim da violência contra os LGBT



O presidente da ABGLT (Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais), Toni Reis, elogiou a 13ª Parada Livre de Porto Alegre, qu aconteceu no último domingo, 25 de outubro. Segundo a Brigada Militar, a manifestação contou com cerca 250 mil pessoas. Ele alegou que a manifestação foi politizada e contou com a presença dos representantes da governadora do Rio Grande do Sul e do prefeito de Porto Alegre, Yeda Crusius e José Fogaça.Com o tema "Direitos sim, violência não", a manifestação contou com dez trios elétricos e shows de artistas locais, como Dandara Rangel, Laurita Leão e Glória Cristal, além dos DJs Udo Werner e Samuel Thomas. O grupo Somos fez campanha para incentivar a realização de exames de HIV.

Governador do Paraná diz que câncer de mama em homens "deve ser consequência de parada gay"



O governador do Paraná, Roberto Requião, disse em um programa de TV que o câncer de mama em homens "deve ser consequência de passeatas gay". Requião deu a polêmica declaração, querendo ser "engraçado", ao convidar o Secretário da Saúde do Estado, Gilberto Martin, para falar das ações para o controle do câncer."A ação do Governo não é só em defesa do interesse público, é [em defesa] da saúde da mulher também. Embora hoje câncer de mama seja uma doença masculina também, né? Deve ser consequência dessas passeatas gay", disse Requião ao convidar o secretário ao palco.A assessoria do Governo do Paraná disse ao portal G1 que, por enquanto, não comentará a declaração do governador.

Filme sobre romance gay entre neo-nazistas vence Festival de Cinema de Roma


O filme Brotherhood que conta o romance vivido por dois homens membros de um grupo neo-nazistas ganhou o prêmio de Melhor Filme do Festival de Cinema de Roma, na última sexta-feira, 23 de outubro. Dirigido pelo fotógrafo de moda Nicolo Donato, o longa conta a história de um ex-oficial, Lars, que entra para um grupo neo-nazista, que persegue e espanca homossexuais. Mas Lars e seu mentor Jimmy passam a ter um romance, que tentam manter em segredo.Os prêmios de Melhor Atriz e Melhor Ator foram para Helen Mirren por sua atuação em The Last Station e Sergio Castellitto por Alza La Testa. A atriz Meryl Streep foi homenageada por sua carreira no filme Julie & Julia.

ESCOLA DE ELITE NOS EUA PROÍBE ``LOOK GAY´´


Uma das quatro escolas de elite só para rapazes ainda existentes nos EUA, o Morehouse College vem causando polêmica no país por causa das novas regras de vestuário que proíbem os alunos de ter um look feminino e ainda de usar óculos de sol e calças muitos largas. Segundo o Expresso.PT, a partir deste ano letivo os alunos da faculdade secular, onde só estudam afro-americanos, estão proibidos de ir às aulas ou a eventos da instituição com "chapéus, óculos de sol, calças excessivamente largas, de pijama ou com qualquer tipo de roupa associado ao vestuário feminino, nomeadamente, vestidos, tops, malas, túnicas, saltos altos". Esta última categoria, referente ao chamado 'cross-dressing', está a levantando controvérsia a nível nacional. Segundo a imprensa norte-americana, o vice-diretor da instituição, William Bynum, salienta que esta medida foi implementada especificamente devido ao "lifestyle gay" de cinco estudantes do 'campus', considerado o seu vestuário "inapropriado para rapazes do Morehouse." Os alunos que não cumprirem com o 'dress code' imposto correm o risco de serem suspensos. Um dos representantes da aliança gay da faculdade acusa o Morehouse College de discriminação. Esta medida não é única nos EUA. Recentemente, um estudante no estado da Geórgia foi avisado pela direção da escola onde estudava que seria expulso caso continuasse usando perucas ou roupas femininas. A ameaça levou a que surgisse um movimento de apoio ao aluno no Facebook.

MISTER GAY CARIOCA É CAPA DA ``G´´ MAGAZINE


O mister gay carioca deste ano, Anderson Soares está na capa e “recheio” da nova edição da G Magazine, como vocês podem ver ao lado. Ele tem 21 anos e é formado em medicina estética. Segundo informações do site Muza, as fotos foram feitas em uma praia do litoral paulista. Enquanto isso, o Mister Gay Brasil 2009, Thiago Silvestre está apoiando a Campanha Não Homofobia. Ele declarou: “"Homofobia é a prova do quanto o ser humano pode ser irracional e sem noção de respeito ao próximo, seja quem for." Curiosidade: O ganhador do Mr.Gay Brasil não pode por questões contratuais, durante o período de um ano, fazer ensaio nu ou filme pornô.

TRAVESTI BAIANO ESTÁ ENVOLVIDO EM ESCÂNDALO SEXUAL NA ITÁLIA


O governador da região Lazio-Roma, na Itália, Piero Marrazzo, foi surpreendido enquanto mantinha relações sexuais com o transexual brasileiro Natália. Ele foi filmado clandestinamente. Segundo informações da travesti baiana Thaynna, que é líder entre os transexuais que trabalham no bairro Due Ponti, em Roma, o responsável pela gravação teria sido a travesti, também brasileiro, Brenda informou o Correio 24 horas. Em entrevista ao jornal Corriere della Sera desta terça-feira (27), Natália disse : “Com Marrazzo sai algumas vezes, mas ele nunca entrou no meu apartamento. Assim, não sou eu aquela que aparece no vídeo divulgado”: O mostrado no YouTube é falso, conforme avisa a polícia italiana. As informações foram publicadas no blog do jurista Walter Maierovitch, no Terra Magazine. Thaynna acusa Brenda e afirma que também já fez “programa amoroso” com o governador, que segundo ele, 'é muito conhecido no pedaço”. Thaynna acredita que a filmagem tenha sido realizada no apartamento de Brenda, que divide morada com a travesti francêsa Michelle. Uma filmagem foi feita com celular por uma pessoa que estava no quarto, mas não foi percebida pelo governador Marrazzo. Como as eleições estão marcadas para 28 e 29 de março de 2010, o governador se diz envergonhado e afirma que quer 'sumir', mas foi orientado pelo seu partido (PD-Partido Democrático) a não renunciar. O escândalo abalou Roma. Quatro policias foram presos nesta terça-feira (27) por terem supostamente chantageado o governador Pierro. Eles tentavam negociar os vídeos com a revista italiana Chi (Quem) e com o grupo Mondadori, de propriedade do premier Silvio Berlusconi.

UM FILME CONTRA A HOMOFOBIA NA RÚSSIA


Chama-se Bons Companheiros e conta a história - com final trágico - de cinco drag queens na Rússia. É um sucesso de bilheteira. Resplandecente num vestido de seda rosa, ornamentado com penas de avestruz, uma luminosa drag queen corre pela rua principal de uma aldeia russa, cantando I will survive de Gloria Gaynor. Esta é apenas uma das imagens desconcertantes de Veselchaki (qualquer coisa como Bons Companheiros) - o primeiro filme russo destinado ao grande público sobre travestis num país onde os homossexuais ainda enfrentam graves obstáculos para conseguir que os seus direitos básicos sejam reconhecidos. A amarga conclusão de Veselchaki é que a sobrevivência está longe de estar garantida. Segundo o site português Cinecartaz o filme, que estreou no dia 15, conta a história de cinco drag queens que atuam numa discoteca gay de Moscovo. Elas partilham lágrimas, alegrias, batom e intermináveis shots de vodka enquanto conversam noite fora, antes de partir numa viagem destinada a correr mal. Com atores bem conhecidos - sendo que nenhum deles é homossexual assumido - o filme garantiu a estreia em 72 salas de cinema em 12 cidades russas. E também tem data de estreia prevista para o Cazaquistão, Ucrânia, Estónia, Letónia e Lituânia. Em Moscovo, onde o presidente da câmara, Iuri Lujkov, tem bloqueado repetidamente as tentativas de realizar um desfile anual do "orgulho gay", o filme pode ser visto em 12 salas de cinema destinadas ao grande público, sem um único sinal de protesto. Numa noite de fim-de-semana, uma sala cheia foi às gargalhadas com as reviravoltas do filme. Uma das drags encontra inesperadamente a sua mãe - só para esta lhe prometer que lhe vai costurará um bonito vestido. Numa outra cena, uma das drag queens mais velhas recorda como um oficial dos tempos soviéticos se queixou da sua atuação como travesti - não porque estivesse incomodado com o fato de estar perante um homem vestido de mulher, mas porque este cantou uma canção de uma cantora que tinha fugido para o Ocidente. Mas subitamente a sala ficou absolutamente silenciosa nas últimas cenas do filme, quando as cinco drag queens se deparam com um grupo de arruaceiros homofóbicos e decidem correr contra eles num ato final de coragem e desafio. O resultado é que eles não sobrevivem ao ataque, naquele que é um perturbante sinal de alerta para os perigos de comportamentos abertamente homossexuais na Rússia moderna. O filme é "fantástico", disse Serguei, à saída do cinema. "Gostei mesmo do filme. Fico satisfeito por terem feito, pela primeira vez, um filme sobre este assunto", acrescentou Vladimir Frolov. Frolov elogiou os atores por terem participado no filme. "Mostra que não se sentiram desconfortáveis por terem participado de um filme tão ambíguo. Para eles, foi arriscado, porque a sociedade russa é profundamente homofóbica", disse.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Gay é morto em Curitiba – 19° LGBT morto em 2009 no Paraná.


O empresário Carlos Alberto Honório, 39 anos, assassinado no ultimo fim de semana (sexta-feira, 24) em Curitiba era gay e proprietário do bar LGBT “Opção Bar”. Caca como era conhecido, militou no movimento LGBT do Paraná presidindo a extinta Associação Sul Brasileira LGBT. Caca foi candidato a vereador pelo PSB em 1996.




Demitido por ser Gay



Caca foi demitido em 2001 pela Prefeitura de Colombo, cidade da região metropolitana de Curitiba. Na ocasião a comissão que cuidava do processo alegou que, por Caca ser homossexual, não poderia, por exemplo, trabalhar no programa DST/AIDS

Em 2008, após sete anos uma sentença a favorável permitiu que Caca recebesse o pagamento de todos os salários e demais vantagens não recebidos desde a sua demissão (06/02/2001), além de indenização por danos morais.
O Centro Paranaense de Cidadania – CEPAC, por meio do projeto Centro de Referência LGBT, pediu as autoridades do Paraná à apuração do caso. Em 2009 foram registrados dezenove assassinatos de LGBT no Paraná.

“Eu conhecia há muito tempo o Caca que era um companheiro aliado ao movimento. Ele sempre se preocupava com a comunidade LGBT, inclusive orientava as pessoas sobre segurança e prevenção a Aids, é uma perda lamentável e assustadora.” diz Igo Martini presidente do CEPAC.


Informações:

Centro de Referência LGBT – CEPAC
(41) 3232 1299

Jovens encapuzados atiram contra gays no centro de Teresina

Sede do Governo Estadual


Um grupo de 10 a 15 gays, ao sair de uma balada em boite GLS no centro de Teresina, por volta das 2h da madrugada desta segunda-feira, dirigia-se para um bar GLS que fica nas proximidades da avenida Campos Sales. Durante o trajeto até o bar, que é também uma residência, em frente a uma oficina mecânica, um carro pegeut preto, sem placas, freou bruscamente, rasgando os pneus no asfalto, em direção ao grupo de gays, na maioria travestis.

Dois rapazes encapuzados desceram do carro, e um deles apontou o revólver para os gays gritando: "Vão morrer agora, cambada de viado safado". O outro, enfurecido, também gritava: "É pra correr agora. Corre. Corre, viado sem vergonha". Os gays, em pânico, correram para todos os lados. E o pânico foi maior, quando um dos encapuzados deu o primeiro tiro para cima. Depois deu outro tiro, e os dois arrancaram em disparada.

Ninguém foi atingido. É possível que o objetivo dos dois encapuzados tenha sido apenas o de assustar os gays. O bar para o qual eles se dirigiam no momento funciona sempre depois do horário-limite estabelecido pelo "Boa noite Teresina", fica no quintal de uma residência aberto até o dia amanhecer.

Por coincidência, dois jovens também encapuzados, na mesma noite, invadiram uma residência na zona norte de Teresina e violentaram uma jovem. Não se sabe se são os mesmos os delinquentes envolvidos nos dois casos. Mas a jovem violentada, ao dar queixa no 9º BPM, junto ao policial Nelson, foi orientada também para que fizese o exame de corpo delito no IML e, em seguida, procurasse a Delegacia da Mulher.

Turismo GLS na França é tema de encontro em SP


A Associação Brasileira de Turismo GLS (ABRAT-GLS) e a Agência Francesa de Desenvolvimento Turístico (Atout France) realizam, no próximo dia 19, o "Encontro de Turismo ABRAT GLS: França e o Turismo GLS". O evento começa a partir das 15h, na Livraria Cultura no Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, 2073, em São Paulo. No evento, que comemora o Ano da França no Brasil, serão apresentadas as melhores novidades, dicas e sugestões sobre o país europeu para o segmento LGBT. As inscrições são limitadas e devem ser feitas pelo site www.abratgls.com.br.

TV Magia lança Sandálias GLS em parceria com IPANEMA



A cerimônia de lançamento foi realizada dia 23 de outubro, no hotel Praia Ipanema, às 21h30, com a presença de empresários do segmento GLS do Rio de Janeiro, bem como representantes da SANTUR de Santa Catarina. A jornalista idealizadora dos modelos das sandálias e também responsável pelo projeto TV Magia, Emanuela Franco, acredita que para a Parada do Rio de Janeiro os modelos que foram produzidos serão todos vendidos.
Na coleção há frases da música de Tom Jobim, Garota de Ipanema, com imagens direcionadas ao público GLS. "Olha que coisa mais linda, mais cheia de graça, é ela menina, que vem e que passa, num doce balanço, a caminho do mar" é o trecho da música estampado nas sandálias. Com seis modelos, as sandálias GLS prometem fazer sucesso no país, e já é esperada pelo público gay da região nordeste. O promoter de festas de Fortaleza, Leco Lima, "achou a idéia ótima e cita que vai dar o que falar".

Amor & Sexo


Programa apresentado por Fernanda Lima tem participação de lésbicas


O programa “Amor & Sexo”, apresentado por Fernanda Lima, levou ao ar na semana passada um vídeo com a participação de um casal de lésbicas.No quadro, exibido no final de cada bloco, casais revelam o que fazem para manter um bom relacionamento. Desta vez, Renata e Tatiana, moradoras do Rio de Janeiro, dão dicas de como manter acesa a chama da paixão. “A minha dica é escrever pra passar a raiva, porque eu acho que, quando o casal tá brigando, muitas vezes na raiva ali do momento a gente acaba falando coisas que não deve, ofendendo o outro, o que não é nada legal. Então quando eu escrevo, eu consigo passar de forma mais clara, mais amena pra ela o que tá acontecendo, o que eu tô sentindo, o que eu tô pensando, e funciona bastante”, aconselha Tatiana, casada há 1 ano com Renata.“Amor & Sexo” estreou no último dia 28 de agosto, e é exibido todas as sextas-feiras, após o “Globo Repórter”. A atração tem também a participação do cantor Leo Jaime, que comanda a banda ao vivo, e da psiquiatra e sexóloga Carmita Abdo.Para assistir ao vídeo de Renata e Tatiana, clique aqui.

ONG gay do Recife realiza teste rápido de HIV


A ONG pernambucana LGBT Movimento Gay Leões do Norte está realizando em sua sede o teste rápido para detecção do vírus HIV. O teste é grátis e leva bem pouco tempo: cerca de 20 minutos de conversa com profissionais de saúde, um furinho na ponta do dedo, três gotinhas de sangue e já se tem o resultado.A ONG alerta que o teste não deve ser feito de forma indiscriminada e a todo momento porque se testar não é se prevenir. Prevenção é usar camisinha e gel lubrificante. A sede da entidade fica na Rua do Riachuelo 720, Boa Vista – Recife. O telefone é o (81) 3222-2207 e o e-mail leoes@leoesdonorte.org.br.

Senadora cobra apoio de ministérios em questões LGBT


A senadora mega friendly Fátima Cleide (PT-RO) cobrou apoio do Ministério das Relações Institucionais para o programa “Brasil sem Homofobia”, capitaneado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. O pedido foi feito em audiência na última semana com o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, da qual participaram ainda Igor Martini, do projeto nacional Aliadas, e Rafaelly Wiest, presidente do paranaense Grupo Dignidade.Fátima pediu o “reforço institucional” do ministério e cobrou ainda uma participação mais incisiva do Ministério da Educação na formação dos profissionais de escola para que eduquem para a diversidade. “Essa é uma discussão que esperamos avançar na Conferência Nacional de Educação, está previsto este tema, e queremos também mais recursos para as ações”, apontou a senadora.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Astrologia para Gays e Lésbicas



Finalmente um guia dos signos para quem não é hetero! Agora você não precisa ficar fazendo aqueles malabarismos de interpretação ao ler como o homem de Áries se entende com a mulher de Leão: nesse guia divertido, ilustrado pelos ótimos cartuns de Márcio Baraldi, o homem de Aries se junta ao homem de Leão, e a mulher de Aquário com a mulher de Libra! Prepare-se para rir e entender o seu amor.

TURISMO



Luciano Amaral Oliveira

SEXO


Kama Sutra para Lésbicas
Para Viver Livremente a Sexualidade, nas melhores livrarias do brasil.

Tanto


Peça de João Fábio Cabral discute amor, saudade e amizade entre homens


Depois de uma temporada de sucesso no Teatro Augusta, em junho deste ano, o espetáculo Tanto, de João Fábio Cabral, reestreia dia 7 de novembro, no Teatro do Centro da Terra, às 21h. Discussões sobreamor, saudade e amizade entre homens é o tema desta montagem que tem o próprio autor à frente da direção.Um escritor recém separado (Gustavo Haddad), um enfermeiro que trata suas fraquezas por meio da bebida e pela adoração à Elis Regina (Guilherme Gonzalez) e um jovem cheio de sonhos, recém chegado à cidade (Fábio Rhoden) entram em cena para construir a narrativa de Tanto e levantar as questões abordadas por João Fábio Cabral.A história se passa em uma época, próxima ao final do ano, quando três homens verbalizam e vivenciam suas inquietudes e angústias, por meio de histórias que se cruzam, e criam entre eles um princípio unificador: o amor. São três homens, três vidas e uma só história. Em foco está a reflexão sobre o verdadeiro valor da amizade, sobre o medo de se entregar ao amor e também sobre a saudade, como sinônimo de melancolia.Um livro de Caio Fernando Abreu - como presente - serve como fio condutor para o despertar de uma paixão. Este é o primeiro texto de João Fábio Cabral voltado para discutir o amor e a amizade entre homens. Em 2008, entrou em cena a sua peça Flores Brancas, que mostrava com bom humor e delicadeza a paixão entre duas mulheres.

BUSCA POR VACINA CONTRA A AIDS QUER ESTUDAR PACIENTES COM O VIRUS INATIVO


Pesquisadores da Aids desejam ampliar mundialmente o estudo sobre um raro grupo de pessoas que, embora contaminadas pelo HIV, não têm uma proliferação do vírus nos seus organismos segundo as informações da Reuters / UOL.Esses "controladores de elite" podem conter pistas importantes para a vacina contra a Aids, mas até agora os estudos sobre eles se concentram na América do Norte. Os pesquisadores desejam acompanhar essas pessoas também na Ásia, na África e na América Latina.Os chamados "controladores de elite" são pacientes saudáveis, sem sintomas da Aids e de doenças associadas, e às vezes conseguem ficar até dez anos sem necessidade de tratamento."A esperança é que, se soubermos o mecanismo protetor imunológico nos controladores de elite, podemos usar isso como alvo para o desenvolvimento de uma vacina", disse Yu Xu, professor-assistente de Medicina do Hospital Geral de Massachusetts e da Escola Médica de Harvard, depois de um pronunciamento numa conferência sobre a vacina anti-Aids em Paris.Há atualmente 2.000 pacientes "controladores" tendo suas amostras de sangue e outros dados monitorados, a maioria nos EUA e Canadá. Os cientistas agora pretendem começar a estudar também pacientes "privilegiados" da China, África do Sul, Peru, Tailândia, Brasil e outros países.Nessa conferência, os pesquisadores detalharam uma pesquisa da Tailândia que aparentemente chegou a uma vacina que protege algumas pessoas - embora os cientistas não entendam como ou por quê.Os delegados esperam juntar peças que levem a uma ideia mais clara de como preparar uma vacina eficaz no controle da infecção.Estima-se que 33 milhões de pessoas estejam contaminadas pelo HIV no mundo.

EUA DÃO A GAYS PROTEÇÃO PELA LEI DE CRIME DE ÓDIO


O Congresso dos Estados Unidos aprovou nesta quinta-feira, após a votação no Senado, o texto final do projeto de orçamento da Defesa para 2010, que totaliza US$ 680 bilhões. O projeto dá ao presidente algumas vitórias, mas contém também um esforço dos congressistas para dar continuidade ao desenvolvimento, de um motor para caças de combate do Pentágono a que a Casa Branca se opõe. De forma controversa, o projeto também amplia a lei de crimes de ódio para abranger a violência contra homossexuais. Segundo a Folha Online com Associated Press e Reuters, o texto, aprovado por 68 votos a 29, é fruto de um compromisso entre Câmara e Senado e atende às exigências do Pentágono. O projeto será enviado nas próximas horas ao presidente Barack Obama, que deverá sancioná-lo no prazo de dez dias. O texto prevê a adoção de restrições à ajuda militar americana ao Paquistão e destaca que Islamabad não deve alterar "o equilíbrio de poder na região", em referência à Índia, que mantém há 60 anos uma disputa com o vizonho pelo contro da Caxemira. O projeto de orçamento da Defesa prevê a transferência dos presos na base de Guantánamo, na ilha de Cuba, para que sejam julgados nos Estados Unidos, sob determinadas condições. O Congresso precisa ser informado de cada tranferência 45 dias antes da viagem e nenhum prisioneiro pode ser libertado em solo americano. A medida reforma os polêmicos tribunais militares de exceção, encarregados de julgar os suspeitos de terrorismo. Deste modo, os testemunhos obtidos sob coação estão descartados.O projeto ainda estabelece mudanças significativas nos procedimentos para votação acerca das tropas americanas. Crimes de ódioO projeto de lei aprovado nesta quinta-feira também contém legislação independente reforçando leis federais de crimes de ódio para incluir a violência contra os homossexuais, o que enfureceu republicanos que se opuseram a que uma legislação social fosse incluída em uma votação de matéria militar. A medida estabelece que ataques físicos a pessoas com base em sua orientação sexual vão se juntar à lista de crimes federais de ódio, no que é considerada uma grande expansão da lei dos direitos civis. Uma prioridade do falecido senador democrata Edward Kennedy, a lei estava na agenda do Congresso há uma década e inclui crimes motivados por orientação sexual, identidade de gênero e deficiência. A medida leva o nome de Matthew Shepard, um estudante universitário homossexual do Estado de Wyoming, que foi assassinado há 11 anos. Para garantir a sua aprovação, após anos de esforços frustrados, os democratas a anexaram à lei de defesa, considerada fundamental e já aprovada na Câmara. Mas alguns republicanos, normalmente inclinados a aprovar matérias de defesa, se opuseram à medida como um todo, devido à adição. "A inclusão da controversa linguagem da legislação de crimes de ódio, que não está relacionada com a nossa defesa nacional, é profundamente preocupante", disse o senador republicano Jeff Sessions. A lei de crimes de ódio, promulgada após o assassinato do líder do movimento pelos direitos civis dos negros Martin Luther King Jr., em 1968, concentrava-se em crimes com base na raça, cor, religião ou origem nacional. A expansão era reivindicada por grupos de direitos civis e dos direitos dos homossexuais. Os conservadores se opuseram à medida, argumentando que ela cria uma classe especial de vítimas. Eles também se preocupam que a lei pode silenciar sacerdotes e outros que se opõem à homossexualidade por motivos religiosos ou filosóficos. Caças Alguns defensores da reforma do Pentágono esperavam que Obama adotasse uma postura mais agressiva contra caros pouco eficientes sistemas de armas. Mas o secretário de Defesa, Robert Gates, focou a maior parte de sua atenção em alguns itens, principalmente tentando acabar com o orçamento de um programa de caças F-22 que gera muitos empregos, mas é considerado altamente dispendioso. Críticos dizem que o programa, com origens na Guerra Fria, é pouco adequada à luta contra insurgentes em locais como o Iraque e o Afeganistão.A votação desta noite poderia acabar com a produção do F-22, mas os legisladores valeram-se de uma redação vaga ao tratar de um programa para desenvolver um motor alternativo para o F-35 Joint Strike Fighter, os futuros caças multimissão da Força Aérea defendidos pela Casa Branca. O segundo motor seria construída pela General Electric e Rolls-Royce, em Ohio, Indiana e outros Estados. O motor principal do F-35 é construído em Connecticut pela Pratt & Whitney, uma divisão da United Technologies Corp.O projeto é muito popular no Congresso, porque empresas em vários Estados desempenham papéis lucrativos na fabricação do caça. O governo prometeu em junho passado vetar a legislação, se ele "atrapalhasse gravemente" o programa F-35 e defende que os gastos com um segundo motor é desnecessário e impede o progresso do programa Joint Strike Fighter. O orçamento aprovado recomenda US$ 560 milhões para o programa em 2010, e a administração, desde então, recuou da ameaça de veto.

CASAL GAY CASA DENTRO DE PRISÃO NA ESPANHA


Estar preso e ser gay é um desafio em qualquer prisão do mundo. Para o mexicano René Geronimo, 25, e o espanhol Nicholas Casado, 30,o desafio foi ainda maior. Eles decidiram se casar dentro da prisão onde cumprem pena na cidade de Léon, na Espanha. O primeiro casamento dentro de uma unidade prisional do país reuniu detentos e familiares dos noivos revelou a Redação do Toda Forma de Amor. Eles já cumprem pena no regime semi-aberto e por isso ganharam seis dias de licença para a lua de mel. A história de amor do casal começou em 2008 na prisão de Mansilla. "Numa terça-feira saimos para levar o lixo e olhamos um para o outro, e rimos sem parar ou desviar o olhar" conta René. Em meio a crianças, parentes e ativistas os dois trocaram o sim e deram o beijo. Defensor dos direitos humanos e membro da Fundação Triângulo de Valladolid, José Luiz López, aplaudiu a união. "Acho ótimo que as crianças vejam este casamento e, desde pequenas,entendam que a homossexualidade é normal" disse.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

CONTO ERÓTICO


Às vezes amigas querem mais...


Depois de um jantar maravilhoso, já estava louca para agarrá-la. Chegamos ao bar ainda vazio, e buscamos uma mesa. Ela estava linda, e eu segurando minha vontade por puro medo de estragar uma amizade sincera...O bar foi enchendo, e na pista de dança vi uma chance de conseguir ficar com ela. Mas minha timidez me impedia de seguir em frente... Minha vontade já estava nas nuvens, e pensei que se perdesse aquela oportunidade talvez nunca mais...O beijo fluiu quase que naturalmente. E que beijo... Sem pressa, calmo, mas cheio de desejo... Falei em seu ouvido: “Quero você”, e de lá fomos a um motel barato...Tínhamos pouco tempo para realizar tudo o que queríamos. Tiramos nossa roupa com pressa, e ela, enquanto me beijava deliciosamente, me tocou... Eu já estava louca, e ao sentir minha buceta molhada ela deu um gemido de prazer, o que me fez querer ser fodida por ela no mesmo instante. Mas não era o que ela pretendia fazer... Eu a sentia descendo e beijando minha barriga devagar, as mãos já me tocando, sem pressa, mas com firmeza... Os beijos nas coxas, eu já toda molhada, na expectativa. Ela então me olhou, com um olhar como quem diz “prepare-se”, e eu soube o que iria acontecer.E então senti a boca quente... Os lábios, a língua firme, forte, segura, me experimentando, provando meu gosto, bebendo o líquido de minha loucura. Ela buscou meu clitóris com sede, chupando, mordendo, enquanto eu me contorcia, gemia, pedindo mais...Eu não queria gozar logo... Não, estava maravilhoso, aquela sensação merecia ser prolongada, infinita. Mas foi impossível segurar o gozo com a boca dela me sugando e penetrando e eu totalmente entregue. O grito veio, meio contido, e eu me sentia pulsar... Mas ela não parou... Continuou me lambendo com um prazer que só me deixava mais louca, e então eu pedi: “Me fode... inteira”. Ela então enfiou os dedos com força, sem parar de me chupar... Entre a exaustão e o desejo eu não sabia mais o que queria... Respirei fundo e me preparei para mais uma onda de prazer, gozando loucamente mais uma vez.Puxei-a então para mim e a beijei, sentindo o gosto de minha buceta misturado ao sabor delicioso da boca dela... Um beijo lento, profundo, que mostra todos os desejos, as vontades. Que diz: “Mais”.Então me deitei sobre ela... A olhando nos olhos, perguntei com um sorriso: “O que você quer? Estou aqui pra você, pede que eu faço...”
“Me chupa”, foi a resposta.Era a resposta que eu esperava... Minha boca já estava louca para sentir sua buceta e seu grelinho. Fui descendo devagar, lambendo-a, e então eu senti o seu gosto... A buceta quente dela me enlouqueceu, os lábios, o clitóris... Ela segurava minha cabeça com força, rebolando enquanto eu a sugava e brincava com seu grelo... Lambia, chupava, de leve, com força, e ela enlouquecendo e rebolando cada vez mais, gemendo baixinho... Fiquei louca de vontade de foder a bucetinha e o cuzinho dela, mas me segurei, deixando para depois, como se ela fosse um vinho raro para ser provado aos poucos, em pequenos goles...E então senti o seu gozo na minha boca... Um gozo contido, silencioso. Eu estava molhada, louca, e queria continuar... Ela, porém, estava trêmula e me puxou, beijando-me... Ficamos um tempo abraçadas...Para, minutos depois, recomeçarmos tudo de novo.

Rosie O´Donnell e companheira se separam


Constantes mudanças de humor da atriz teriam levado casal a se separar


A atriz Rosie O´Donnell se separou da esposa, Kelli Carpenter. Segundo a imprensa norte-americana, elas não estão juntas desde agosto.Rosie e Kelli, uma ex-executiva e fundadora da companhia de viagens R Family Vacations, conheceram-se em 1997 através do irmão da atriz. Em 2004, elas se casaram em San Francisco, duas semanas depois que o prefeito da cidade, Gavin Newsom, legalizou a união homossexual. Rosie e Kelli têm três filhos adotivos: Parker de 14 anos, Chelsea de 12 e Blake de 9; recentemente se juntaram a eles Vivienne, de 6 anos, filha de Kelli por inseminação artificial.A atriz não confirmou nem desmentiu a notícia, e declarou à imprensa: “Somos uma família e seguiremos sendo uma família. Estamos trabalhando em nossas coisas. Kelli e eu nos amamos e por isso estamos resolvendo nossos problemas.”De acordo com fontes ligadas ao casal, o motivo da separação teriam sido as contantes mudanças de humor e o mau caratismo de Rosie.

1º Lesbifest


Festival de cultura lésbica é destaque da programação da Parada do Orgulho LGBT do Rio


Mais uma estrela brilha na programação cultural da Parada do Orgulho LGBT do Rio: a LESBIFEST! Organizada pelo projeto Laços e Acasos e pelo Núcleo de Lésbicas e Mulheres Bissexuais e Trans do Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT, a LESBIFEST promete revolucionar a cena cultural carioca.A LESBIFEST nasce para se somar à cena cultural LGBT e é um festival voltado e produzido sob a ótica feminina, dando mais voz aos gostos e aos desejos das lésbicas e mulheres bissexuais. Sua primeira edição traz uma brilhante diversidade de atrações ecléticas - tudo executado por mulheres! Vista-se de seu melhor espírito e venha mostrar ou prestigiar números de circo, dança e música, fotografia, cinema, concurso de DRAG KINGS, Programa de Auditório (L QUIZZ), artigos eróticos, moda, artesanato e outras expressões!


Na LESBIFEST, toda manifestação artística que dê conta do sentir e expressar das lésbicas e mulheres bissexuais é bem-vinda. E volte pra casa cheia de novas dicas sobre saúde feminina e outras histórias sobre NÓS, AS MULHERES.A Casa de Jorge, o já tradicional Café Cultural da Lapa, abre as portas para receber também, além de você:Negra Rô, Código Acústico, LixoDeluxy e BrigiteLine up: DJ Maíra, DJ Deds, DJ Miss Cooller e DJ Nina Lopes (SP)L QUIZZ (teste seus conhecimentos)Concurso de drag kings! (as regras em www.arco-iris.org.br)Serviço:


I LesbifestCafé Cultural Casa de Jorge Rua do Resende, 26, LapaA partir das 15 horas.Entrada: R$ 1,99 Promoção: Projeto Laços e Acasos e Núcleo de Lésbicas, Mulheres Bissexuais e Trans do Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBTConfira a programação completa em http://lesbifest.wordpress.com Mais informações: (21) 2222-7286.

Promoção


Envie sua história e concorra a um exemplar do livro “Shangrilá”


A única editora lésbica do país, a Editora Malagueta, para realizar a promoção "Sua história vira um conto erótico". A promoção consiste no seguinte: as leitoras enviam um e-mail para a redação do site, contando uma transa lésbica que considerem especial, e as colunistas Lila Becker e Anna Laura escolherão 1 história por semana e a transformarão num conto erótico. Serão 4 contos por mês, e então as leitoras do site votarão no melhor. A autora da história que inspirar o melhor conto ganhará o livro "Shangrilá", da Editora Malagueta. A promoção durará 3 meses e será premiada uma história por mês.Leia abaixo o regulamento da promoção e saiba como participar:

1 - As leitoras deverão enviar suas histórias eróticas lésbicas, com no máximo 2000 caracteres, para o e-mail redacao@dykerama.com, com o assunto: "Sua história vira um conto erótico". Deve constar no e-mail o nome completo (ou pseudônimo) da autora, bem como endereço e telefone para contato;
2 - A história deverá estar contida no corpo do e-mail, ou seja, não serão lidas histórias que estiverem em documentos anexos à mensagem de e-mail;
3 - A seleção da história da semana a ser transformada em conto erótico será feita pelas colunistas do Dykerama Lila Becker e Anna Laura, que escreverão os contos em conjunto. Serão selecionadas as histórias mais detalhadas, quentes, inovadoras e criativas;

4 - As histórias não serão publicadas na íntegra, mas sim editadas e transformadas em contos pelas colunistas do site, que têm o direito de retirar ou acrescentar detalhes. O estilo do conto, porém, buscará ser fiel ao estilo da história. Exemplo: uma história contada de forma mais explícita gerará um conto explícito;

5 - As histórias serão selecionadas pelas colunistas todo final de semana, dentre aquelas que tiverem sido enviadas entre o sábado e a sexta-feira anteriores, e o conto com a história selecionada será publicado na quarta-feira subsequente. Assim, as internautas devem enviar as histórias até as sextas-feiras. As histórias não escolhidas em uma semana não serão consideradas na escolha da semana seguinte;

6 - O Dykerama criará uma seção onde as internautas poderão votar no seu conto favorito. Aquele mais votado entre os 4 contos publicados no mês ganhará o livro;
7 - O prêmio será enviado às ganhadoras pelo correio.

Grupos realizam manifestação contra acordo religioso na Assembléia Paulista


Representantes de grupos organizados de ateus, magistrados, umbandistas, evangélicos e homossexuais vão realizar na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), na próxima sexta-feira, 23, a partir das 15h, uma manifestação conjunta contra o chamado Estatuto Jurídico da Igreja Católica no Brasil. O documento privilegia apenas a Igreja Católica para ser objeto de um acordo com o Estado brasileiro, o que está sendo considerada uma afronta à laicidade do Estado.Chamado também de concordata Brasil-Vaticano, o Estatuto estabelece o ensino religioso confessional em escolas públicas, o uso de dinheiro público na manutenção de bens de propriedade da Igreja Católica e interferência de princípios religiosos em questões trabalhistas e matrimoniais. A concordata já foi aprovada pelo Senado Federal na última semana.A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) emitiu nota condenando o acordo, classificando-o como "grave retrocesso ao exercício das liberdades e à efetividade da pluralidade enquanto princípio fundamental do Estado". A entidade estuda apresentar no Supremo Tribunal Federal (STF) uma Ação Direta de Inconstitucionalidade contra o documento.Participam do encontro no Espaço Tiradentes a Associação dos Magistrados Brasileiros, Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos, Associação Brasileira de Defesa da Laicidade do Estado, Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais, Associação Brasileira de Templos de Umbanda, Superior Órgão de Umbanda de SP, Conselho Regional de Assistentes Sociais -SP, Associação Brasileira de Liberdade Religiosa e Cidadania, Católicas pelo Direito de Decidir, Associação dos Pastores Evangélicos do Piauí, Ação Educativa e outros.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Whitney Houston lésbica?



Ex-marido da cantora sugere bissexualidade em autobiografia


Intitulada Bobby Brown: The Truth, the Whole Truth and Nothing But..., a autobiografia do ex-marido de Whitney Houston coloca em questão a sexualidade da cantora."O casamento estava condenado desde o início... Penso que casamos pelas razões erradas. Agora, vejo que a Whitney tinha uma agenda diferente da minha quando nos casamos... Penso que a intenção dela era limpar a sua imagem, enquanto a minha era ser amado e ter filhos" afirma Brown em seu livro."A mídia a acusava de ter uma relação bissexual com sua assistente, Robin Crawford. Como ela era a namoradinha da América, isso não ia muito de encontro à sua imagem... Na situação da Whitney, a única solução era casar e ter filhos. Isso acabaria com toda a especulação, quer fosse verdade ou não", explica Bobby.Além da sexualidade da cantora, o ex ainda sugere que ela o levou a ser viciado em drogas:”Eu nunca tinha usado cocaína antes de conhecer a Whitney”, afima. “Chegou um ponto na minha vida que eu usava drogas incontrolavelmente. Eu usava tudo o que conseguia, de cocaína a heroína e de maconha ao crack”Após 7 anos afastada da carreira artística, Whitney retornou em 2009 com o álbum “I Look To You” cujo single de lançamento, “I Didnt Know My Own Strength” foi pivô da briga entre os top djs da cena gay Peter Rauhofer e Offer Nissim. Peter acusou Offer de “roubar” a acapela da música e lançar um remix antes de seu lançamento, desrespeitando ao Peter, que produziu o remix oficial e à gravadora Sony por vazar o single antes da hora.Lésbica, drogada, mau exemplo e péssima esposa... Bobby Brown não poupou Whitney de seu desprezo mas, ao que parece, também não conseguirá tirar a estrela do topo tão cedo. “I Didnt Know My Own Strength” já está há 7 semanas entre as TOP 20 da revista americana Billboard, uma referência mundial de sucessos do mundo da música.

Ator diz que Tom Cruise era chato e homofóbico aos 20 anos de idade



Tom Cruise foi acusado de ter sido chato e homofóbico durante as fimagens do longa Negócio Arriscado, em 1983. "Ele era tenso e vivia fazendo comentários homofóbicos fora do contexto, como ‘Você quer sorvete, no caso de não ter nenhum gay por lá?’. Ou coisas do tipo: ‘Que dia lindo, estou feliz por não ter nenhum gay aqui’. Muito, muito estranho", declarou agora, dezesseis anos depois, o ator Bronson Pinchot, que atuou no filme junto com o jovem Cruise, que na época tinha 21 anos. Pinchot falou a um site de humor, acrescentando que "(Cruise) era o cara mais chato da face da Terra" e que entende porque hoje, anos após o ocorrido, as pessoas ainda continuam atormentando Cruise sobre sua sexualidade. "Deus, isso é muito adequado, porque ele atormentou muita gente quando tinha 20 anos de idade". O empresário de Tom Cruise se manifestou dizendo que "obviamente" essas afirmações foram ditas em um contexto de piada.

Jornalista é acusada de ter escrito artigo homofóbico sobre vocalista do Boyzone



A gravadora que representa o grupo Boyzone, Polydor, fez uma reclamação formal do polêmico artigo sobre a morte do ex-integrante da banda, Stephen Gately. O artigo, publicado no jornal Daily Mail e escrito pela jornalista Jan Moir, diz que a morte do integrante foi "desonesta e não natural". Gately, no entanto, morreu de edema pulmonar na ilha espanhola de Malorca, onde passava férias com o marido Andy Cowle. Negando ter escrito um artigo homofóbico, Moir disse em um comunicado: "Eu acho que é extremamente perverso sugerir que meu artigo foi homofóbico".Leia mais:Líquido nos pulmões causou morte de assumido vocalista do BoyzoneAssumido Stephen Gately, da boy band Boyzone, morre aos 33 anos

Mulheres À Beira de um Ataque de Nervos será levado para os palcos da Broadway



A Broadway levará para os palcos um dos maiores sucessos do cineasta espanhol Pedro Almodóvar, o filme Mulheres À Beira de um Ataque de Nervos. E segundo o site da revista Variety, os testes já começaram e contaram com duas grandes atrizes do cinema Salma Hayek e Jessica Biel.A estreia do musical está prevista para abril de 2010, mas ainda segundo a revista, nenhum ator assinou o contrato, pois a produção está em fase muito preliminar.Almodóvar, que está em Nova York para promover seu último filme, Os Abraços Partidos, assistiu os testes para o musical. E ainda elogiou os autores por respeitarem o fato da história se passar em Madri, assim como o nome das protagonistas: Pepa e Candela.

Ex-campeão mundial de Vale Tudo compara luta a pornô gay


O ex-campeão dos pesos médios Bernard Hopkins, comparou o Vale Tudo a um filme pornô gay. Ao site BoxingScene.com, Hopkins observou o forte apelo homoerótico das lutas, acentuado pelos shorts curtos dos lutadores. Também declarou que o esporte é viril másculo, e não homossexual. "Eu não quero ver dois homens às voltas com as calcinhas", disse Hopkins. "Não vou pagar para ver dois homens crescidos e com calcinha, transpirando com as partes íntimas na cara um do outro".

14ª PARADA DE SP:COMEÇA A CAMPANHA PARA A ESCOLHA DO TEMA


A APOGLBT, Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo, inicia campanha para escolha do tema do 14º Mês do Orgulho LGBT de São Paulo; sugestões podem ser encaminhadas para o e-mail tema@paradasp.org.br . No dia 07 de novembro ocorre uma reunião aberta ao público para debate e definição do tema que norteará todas as atividades do calendário, incluindo a Parada do Orgulho LGBT, agendada para o dia 06 de junho de 2010, na Avenida Paulista. O tema escolhido para o Mês do Orgulho LGBT deve refletir o atual momento e demandas da comunidade LGBT no país, propiciando o debate na sociedade através da difusão gerada pelo conjunto de atividades e por sua ampla abordagem na mídia. Além de guiar a organização, o tema será a base para a criação de toda a identidade visual e material gráfico, campanhas de foto e vídeo e do 3º LGBTema - música tocada pelos DJ nos trios elétricos durante o trajeto da Parada. Em todos os anos, o tema do Mês do Orgulho LGBT de São Paulo é definido pela diretoria da APOGLBT, autoridades, apoiadores e o público das atividades, em reunião aberta na sede da entidade. O tema da 14ª edição será escolhido no dia 07 de novembro, a partir das 10h, porém, até a véspera, 06 de novembro, todos os interessados, de qualquer região, podem encaminhar suas sugestões para o e-mail disponibilizado. Para mais informações, entrar em contato através do telefone (11) 3362-6266. A evolução da Parada através dos temas Há 13 anos, os temas propostos pela Parada de São Paulo refletem as necessidades da comunidade LGBT brasileira. Analisá-los possibilita identificar como a Parada interferiu nos conceitos morais da sociedade e quais mudanças sociais já ocorreram. Em 1997, a comunidade LGBT não era vista como "consumidores em potencial" ou "formadores de opinião", como na atualidade. Nesse passado recente, a polícia realizava blitzes em locais de frequência gay, coibindo a presença e intimidando as pessoas, muitas vezes prendendo cidadãos simplesmente pelas roupas que vestiam ou por se beijarem em locais públicos. Tendo a visibilidade como foco, o tema da primeira Parada foi "Somos muitos e estamos em todas as profissões!". Em 2000 a Parada inicia a campanha pelo envolvimento da sociedade, trazendo à discussão o conceito de diversidade e respeito. Naquele ano, em sua 4ª edição, o tema abordado foi "Celebrando o orgulho de viver a diversidade".De 2003 a 2005, a Parada começa a ser utilizada como ferramenta de pressão política do movimento para aprovação de leis e garantia de Direitos Humanos para LGBT. A 9ª edição falava "Parceria civil, já! Direitos iguais: nem mais, nem menos", quando na época era discutido o Projeto de Lei 1151/95 na Câmara dos Deputados, que regulamentaria no Brasil a união civil entre pessoas do mesmo sexo. A lei foi engavetada, porém, diversas empresas e instituições possuem atualmente políticas de inclusão LGBT, reconhecendo o casal homossexual e concedendo benefícios aos companheiros dos funcionários, assim como para os casais heterossexuais. Desde 2006, com a proposta do Projeto de Lei da Câmara 122/06 - que visa criminalizar em todo o território nacional os atos de violência discriminatória, verbal ou física, cometidos contra cidadãos(ãs) LGBT – a Parada traz como tema a questão da homofobia. "Homofobia é crime! Direitos sexuais são direitos humanos" e "Sem Homofobia, Mais Cidadania – Pela Isonomia dos Direitos!" foram os temas das 10ª e 13ª edições, respectivamente. Mesmo com a lei federal ainda em discussão, vários municípios e estados brasileiros já regulamentaram códigos similares em suas instâncias.


Ano a ano: os temas das Paradas em São Paulo >

1ª Parada do Orgulho GLT (28/06/1997): "Somos muitos, estamos em todas as profissões">

2ª Parada do Orgulho GLT (28/06/1998): "Os direitos de gays, lésbicas e travestis são direitos humanos">

3ª Parada do Orgulho GLBT (27/06/1999): "Orgulho Gay no Brasil, rumo ao ano 2000">

4ª Parada do Orgulho Gay (25/06/2000): "Celebrando o orgulho de viver a diversidade">

5ª Parada do Orgulho Gay (17/06/2001): "Abraçando a diversidade">

6ª Parada do Orgulho Gay (02/06/2002): "Educando para a diversidade">

7ª Parada do Orgulho Gay (22/06/2003): "Construindo políticas homossexuais">

8ª Parada do Orgulho GLBT (13/06/2004): "Temos família e orgulho">

9ª Parada do Orgulho GLBT (29/05/2005): "Parceria civil, já! Direitos iguais: nem mais, nem menos">

10ª Parada do Orgulho GLBT (17/06/2006): "Homofobia é crime! Direitos sexuais são direitos humanos">

11ª Parada do Orgulho GLBT (10/06/2007): "Por um mundo sem machismo, racismo e homofobia!" >

12ª Parada do Orgulho GLBT (28/05/2008): "Homofobia mata! Por um Estado laico de fato!" > 13ª Parada do Orgulho LGBT (14/06/2009): "Sem Homofobia, Mais Cidadania -Pela Isonomia dos Direitos!" Fonte: Associação da Parada do Orgulho de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Travestis e Transexuais

LONDRES GANHA AGÊNCIA DE ORIENTAÇÃO TÚRISTICA PARA GLBT


Londres inaugura hoje (22/10) o primeiro Centro Turístico GLBT. O espaço vai contar com pessoal especializado e não será destinado apenas a visitantes, mas também aos Homossexuais que vivem na capital inglesa informou a Agência de Notícias Gays. O centro vai oferecer informação turística em geral e específica a respeito da vida Gay londrina, por exemplo, hotéis, boates e comércios simpatizantes. Quem for ao espaço terá acesso também a revistas Gays, a internet wifi, descontos para atividades culturais e no próprio local haverá um bar. De acordo com pesquisas locais, Londres é cidade com mais visitantes Gays do mundo e a cidade da Europa que mais tem GLBTs residentes. As estatísticas também apontam que a cidade possui a Comunidade Gay europeia mais numerosa. Segundo os idealizadores do local a ideia é mostrar que a capital da Inglaterra é o melhor destino para o turista Gay. O Centro Turístico GLBT de Londres vai funcionar de segunda a sábado das 12h às 18h. O espaço vai funcionar em uma sobreloja na Lisle Street, em cima do Bar Ku.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Plan V


Conheça a primeira série lésbica argentina transmitida pela internet

“Plan V” é a primeira série lésbica argentina transmitida totalmente pela internet. A série conta a história de Ana (Lorena Romanin), uma mulher de 30 anos que vive desiludida com suas relações amorosas. Um diz conhece uma jovem no metrô e se apaixona por ela; essa jovem é Laura (Sofia Wilhelmi), namorada de seu irmão Martin (Diego Gentile). A partir de então, o “destino” ou a “sorte” cruzarão os caminhos de Ana e Laura.A união do casal impossível se torna a principal missão de três amigas de Ana: Mara (Serrana Díaz), Pato (Maruja Bustamamte) e a baladeira Florencia (Gaby Bex). Elas têm um plano e não vão parar até que consigam seu objetivo. Criada por Lorena Romanin e Sofía Wilhelmi, “Plan V” é descrita como uma comédia romântica e ácida. Em entrevista ao jornal “El Argentino”, Sofía disse acreditar que as lésbicas são menos visíveis que os gays em produções televisivas. “Séries como The L Word ajudaram, porque davam outra imagem das lésbicas. Muita gente ficou animada, as mulheres estavam se mostrando muito mais”, opinou.“Plan V”, que estreou em maio, já disponibiliza sua primeira temporada completa na internet (são 11 capítulos com 10 minutos cada). Para assisti-los, clique aqui.

Miss Visibilidade Lésbica reúne candidatas no Chile


Evento chamou a atenção de homem evangélico que passava pelo centro de Santiago


Cerca de 21 candidatas participaram no último fim de semana do concurso “Miss Visibilidade Lésbica Chile”, evento organizado pelo Movimento de Integração e Liberação Homossexual (Movilh) na capital do país, Santiago.As mulheres permaneceram em frente ao Palácio de La Moneda, sede da Presidência, vestidas de branco e carregando bandeiras do arco-íris, o que chamou a atenção de quem passava pelo local. As candidatas, com idades que variavam entre 17 e 31 anos, protestavam contra a homofobia, com dizeres como “cada vez somos mais, movimento homossexual”. Alguns casais também se beijavam.“Estamos mais que surpresos com a grande quantidade de candidatas. Sinceramente não esperávamos. Elas são muito corajosas e estão demonstrando que existem através da visibilidade”, disse um dos organizadores do concurso.O evento seguiu sem maiores problemas, mas um homem evangélico chegou a reprimir o grupo com gritos. “Arrependam-se pecadores, ainda é tempo. Isso é imoral, mudem ou Deus não as salvará”, gritava o homem.O concurso Miss Visibilidade Lésbica segue até o próximo dia 10 de novembro. Os internautas podem votar em suas candidatas preferias por meio do site www.lelas.cl.

Jogadora diz que já foi assediada por mulheres


Francesca Piccinini, musa da seleção italiana de vôlei, admitiu que conhece muitas atletas homossexuais


Em entrevista a um programa de TV, a jogadora Francesca Piccinini, 30, musa da seleção italiana de vôlei, admitiu que conhece casos de homossexualidade no esporte e que já recebeu “cantadas” de outras mulheres."Conheço algumas [jogadoras] que são [lésbicas]. Inclusive eu já fui assediada por algumas delas", revelou Piccinini, que aproveitou para dizer que as meninas gostam de comparar os tamanhos dos seios no vestiário. "Olhamos os seios sim. Mas eu sou a que tem os menores", lamentou a jogadora.Piccinini aproveitou também para falar sobre sua vida pessoal e contou que, certa vez, pediu para que seu parceiro vestisse seu uniforme de jogo na hora da relação. "Não gostei tanto", comentou.Na entrevista, a jogadora comentou ainda sobre o uso de drogas no esporte, dizendo que jamais provou nenhum tipo de alucinógeno.

Homem pode ser preso por criar perfil de lésbica


Americano utilizava perfil na internet para receber fotos de adolescente nua


O americano Michael Speelman, 52, pode pegar de cinco a 20 anos de prisão por ter criado um perfil na internet se passando por lésbica com o objetivo de enganar uma garota de 15 anos e receber fotos dela nua. As informações são do portal G1.Speelman, que responde pelos crimes de posse de pornografia infantil, criou a identidade falsa de Lisa Stauffer e começou um romance com uma garota de 15 anos, da Pensilvânia, que lhe enviou 38 imagens. O material foi encontrado em maio de 2008, quando o FBI cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa do americano.Após receber as fotos, Speelman simulou o suicídio de Lisa, mas continuou conversando on-line com a vítima, como se fosse a mãe de Lisa. A polícia também encontrou na casa do americano fotos de uma garota que parece ter entre 12 e 15 anos. A sentença deve ser anunciada no dia 8 de fevereiro.

Satyros comemora 20 anos de vida e apresenta peças sobre a diversidade sexual


O grupo teatral paulistano Os Satyros vai comemorar suas duas décadas de existência com oque sabe fazer de melhor: teatro. Ao todo, serão 78 horas sem parar de pura dramaturgia e cultura entre os próximos dias 30 de outubro e 2 de novembro. A maratona de comemoração será feita durante a já tradicional festa “Satyrianas – Uma Saudação à Primavera”, que em 2009 chega à décima edição incluída no Calendário Oficial do Estado de São Paulo. As apresentações serão feitas na região da Praça Roosevelt e arredores em pelo menos 20 teatros diferentes. Estarão em cartaz peças que falam sobre a diversidade sexual como a Trilogia Libertina de Marquês de Sade: “A Filosofia na Alcova”, “Os 120 Dias de Sodoma” (foto) e “Justine”; “Monólogo da Velha Apresentadora”; “Hilda Hilst O Espírito da Coisa”, “Safo”; “Strange – Estranho?” e “Bicha Oca”. O preço do ingresso fica por sua conta, você escolhe o quanto quer pagar além da contribuição simbólica de R$ 2. A programação completa da Satyrianas estará disponível no site do grupo teatral. Com apoio do Departamento de Expansão Cultural da Secretaria Municipal de Cultura da Prefeitura do Município de São Paulo, a Satyrianas vai contar ainda em sua programação com quatro tendas: “Dramamix” - voltada à nova dramaturgia, “Visumix” - espaço dedicado às artes plásticas, “Residência” - espaço livre onde grupos e diretores convidados o ocupam com intervenções e trabalhos e “Cinemix” – tenda reservada para a exibição de curtas e médias metragens. A entrada é grátis. Como a festa envolve toda a região da praça, estão programadas ainda atividades culturais gratuitas na livraria HQ Mix como o “Café Literário” e “Satyras Dança”, além de eventos de rua, que será invadida por peças, performances, skatistas, grupo de maracatu, praticantes de parkour e quem mais quiser e tiver vontade. No ano passado, o fervo reuniu cerca de 30 mil pessoas (segundo a organização) durante as 78 horas em que foram apresentadas 302 atividades.

VICE PRESIDENTE DA ONG ABCD´S S E SUICIDA


Daniel Lorca, Vice – Presidente da Ong ABCD’S, que fez parte da primeira gestão do ano de 2004 e participou da fundação e criação da ong ABCD’S no ano de 2005, onde exerceu cargo de Diretor Administrativo, suicidou-se. Na nota emitida por Marcelo Gil ele lamenta a perda do amigo e diz “Por motivos que somente a ele pertencia, que levou ao seu suicídio, coragem ou covardia, muitos podem julgar ou condená-lo. Agora, em vida deixou muita alegria e a esperança da continuidade do nosso trabalho”. Nós nos solidarizamos com todos da Ong ABCD’S e deixamos aqui, com nosso pesar, uma forma de lembrar esse rapaz que tão novo nos deixou, duas fotos dele sorrindo, mostrando-o em momentos de alegria, pois é assim que ele deve ser lembrado.

PROFESSORES AINDA ESTÃO DESPREPARADOS PARA LIDAR COM A DIVERSIDADE SEXUAL


Grande parte dos professores brasileiros ainda não possui formação adequada para lidar com a diversidade sexual dos alunos no cotidiano escolar. Com um agravante: as faculdades de pedagogia não tratam a questão da homossexualidade em profundidade, o que agrava ainda mais o problema. A afirmação é da senadora Marisa Serrano (PSDB-MS) e foi feita nesta quarta-feira (21) na abertura do seminário Diversidade nas Escolas: Preconceito e Inclusão, promovido pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE). O senador Romeu Tuma (PTB-SP) defendeu que o respeito humano e a luta contra a homofobia ganhem maior espaço nas escolas, enquanto o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) observou que acabar com o preconceito contra orientação sexual nos estabelecimentos escolares passa pela melhoria da educação em todo país. O presidente da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), Toni Reis, concordou e disse que, de acordo com recente pesquisa, cerca de 60% dos professores não sabem lidar com esse segmento da sociedade na sala de aula. A pesquisa revela ainda que 40% de meninos e meninas não gostariam de estudar com gays, lésbicas ou transexuais, e que 35% dos pais não se sentiriam à vontade se os seus filhos estudassem com membros da comunidade LGBT. Toni Reis reconheceu, entretanto, que já houve avanços contra o preconceito sexual no país, a exemplo do programa do governo federal denominado "Brasil sem Homofobia". Mas defendeu a aprovação do projeto de lei (PLC 122/06) que pune quem praticar qualquer tipo de discriminação em razão da orientação sexual. Preconceito Para a coordenadora de Pesquisa da Rede de Formação Tecnológica Latino Americana, Miriam Abramovay, a principal discriminação dentro dos estabelecimentos escolares está ligada à homofobia. Fora das escolas, segundo acrescentou, a realidade não é diferente, porque nada menos do que 50% dos jovens, ouvidos em recente pesquisa, não gostariam de ter homossexuais como vizinhos. Já o diretor da Pathfinder do Brasil, Carlos Laudari, exemplificou o preconceito contra os homossexuais ao recordar um fato que considerou chocante: um menino de oito anos de idade, considerado gay, foi jogado dentro de uma lata de lixo por seus colegas de escola. A coordenadora geral de Direitos Humanos da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade do Ministério da Educação, Rosiléia Maria Wille, destacou ações do governo destinadas a promover a inclusão social da comunidade LGBT, a exemplo do programa "Escolas sem Homofobia".Já o coordenador do Programa da Organização das Nações Unidas (ONU) para HIV/AIDS, Pedro Chequer, informou que o organismo internacional preocupa-se com o problema e chegou a publicar um guia que, em um de seus capítulos, discute a sexualidade e o preconceito sexual já a partir dos cinco anos de idade, incluindo doenças sexuais, o que considera positivo. No entender da diretora do Programa da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, Maria Elisabete Pereira, o Brasil não encara de frente o problema da temática da diversidade, a exemplo do que ocorre em outros países, mas reconheceu que houve alguns avanços. E pediu a realização de audiências públicas em todos os estados, com a presença dos secretários de Educação, para aprofundar o tema.

Elton John revela ter perdido a virgindade aos 23 anos


O cantor Elton John revelou ter perdido a virgindade com 23 anos e ainda disse que gostaria de ter ido mais cedo com um homem para cama. Elton falou também que não sabia que ele era até fazer sexo pela primeira vez.Em uma carta que o cantor escreveu nos dias atuais para o Elton de 16 anos, confessa: "Eu cometi o erro de não ter feito sexo até os 23 anos! Eu amei estar com outro homem e me senti aliviado quando eu finalmente soube quem eu era. Eu cometi o erro de me apaixonar muito cedo porque eu era ingênuo e romântico".A carta está no novo livro de Joseph Galliano, chamado Dear me: A Letter to My Sixteen-Year-Old Self. (Querido eu: Uma carta para o meu eu aos 16 anos, em tradução livre). "Meu conselho para você é nunca caçar o amor. Ele te encontrará quando você menos espera. Dirvirta-se, faça muito sexo seguro e aproveite a sua sexualidade. Tenha orgulho de quem você é". Ele continua: "Eu cometi muitos erros. Fique longe das drogas, elas são perda de tempo. Lute pelos direitos dos seres humanos. Seja gentil, afetuoso e forte".

Calendário gay de arte sacra gera polêmica na Espanha



Um calendário que retrata membros da comunidade gay de Madri está gerando polêmica entre os espanhóis. Tudo porque essas pessoas representam em cada mês do calendário uma obra de arte sacra, que traz principalmente aparições da Virgem Maria. As primeiras 500 cópias desse calendário, que também trazem camisinhas como parte do figurino dos modelos, esgotaram-se no mês do orgulho, em junho. Por conta do sucesso, o Coletivo de Gays, Lésbicas, Transexuais e Bissexuais de Madri (Cogam), autores do polêmico calendário, decidiram fazer uma nova tiragem de 10 mil exemplares, que começa a circular nesta semana, em Madri.Segundo o Cogam, o objetivo da publicação é que os feriados santos sejam substituídos por eventos sociais. O dia 25 de dezembro seria, por exemplo, transformado no dia da democracia. "E porque não?", questionou o presidente do Cogam, Miguel Ángel González, em entrevista à BBC Brasil. "Talvez muita gente prefira comemorar coisas com as que se sente mais identificada, como o dia do meio ambiente ou dia da diversidade."Apesar de garantir que a intenção não é a de ofender os fiéis, um grupo católico, chamado Religião e Liberdade, já está se sentindo ofendido e disse à BBC Brasil que o calendário é uma "ofensa clara e inconstitucional"."Depois de ver cartazes na parada do orgulho gay com fotos do Papa Bento 16 e a frase 'cuidado com o pastor alemão' o que vamos esperar desta gente? É revoltante e me dá vergonha de ser espanhol numa sociedade deste nível."

Angela Ro Ro dá entrevista corajosa para Marília Gabriela



Angela Ro Ro está sendo chamada de corajosa pela entrevista que concedeu para a Marília Gabriela, que irá ao ar no próximo domingo, 25 de outubro, no GNT. Lésbica assumida, a cantora falou sobre o seu casamento de dois anos com uma mulher que não é do meio artístico. "Casamento não é quartel. O fundamental para qualquer relação é o carinho, respeito, solidariedade, confiança e amizade. E no casamento também tem que ter tesão", disse. No Marília Gabriela Entrevista, ela fala também sobre o abuso sexual que sofreu aos nove anos de idade. "Não tive coragem nem força durante a minha vida. Tive medo desde muito nova. Fui vítima de pedofilia aos nove anos de idade, pelo meu tio, no leito dos meus pais. Foi mais uma moléstia, mas que me afetou. Sempre tive mais fraqueza do que força."Ro Ro ainda falou de loucura e que largou as drogas e o cigarro há alguns anos. Com isso, explica ela, sua vida mudou e para melhor. "Eu não deixei (de ser louca). Loucura é criatividade, ousadia, questionamento. Deixei de ser alcoólatra, 'toxicômana' e tabagista de plantão. Foram 56 kg que eu perdi. Estou mais sadia, mas a loucura me orienta.""Estava sem fôlego cantando. Estava intoxicada, sem conseguir cantar, andar. Não quero ditar regras ou dar conselhos, mas, no meu caso, eu parei de comer certas coisas, de fumar, comecei a andar."

Filme de amor entre irmãos abre Festival Mix Brasil de Cinema


Um dos filmes gays mais aguardados do ano foi o escolhido para abrir o 17º Festival Mix Brasil de Cinema da Diversidade Sexual. O longa brasileiro, Do Começo ao fim, de Aluízio Abranches, retrata a delicada relação entre dois irmãos que são muitos próximos quando crianças e, na vida adulta, acabam vivendo uma grande paixão.O filme conta com a participação de Fábio Assunção no papel do pai de um dos garotos e de Julia Lemmertz no papel da mãe. Na fase adulta os irmãos Francisco e Thomás são interpretados pelos atores João Gabriel e Rafael Cardoso.A abertura do Festival, que acontece entre os dias 12 e 27 de novembro, será realizada só para convidados.

Internautas vão escolher cartaz de filme gay brasileiro


O polêmico filme “Do Começo ao Fim”, do diretor Aluízio Abranches, vai estrear oficialmente no próximo dia 12, no 17º Festival Mixbrasil de Cinema e Vídeo da Diversidade Sexual e está escolhendo seu cartaz oficial de divulgação por meio da internet. Quem quiser dar seu voto precisa assistir ao vídeo da votação com os gatos atores do longa e enviar um e-mail para o cartaz escolhido. O 17º Festival Mix Brasil de Cinema da Diversidade Sexual rola entre 12 e 27 de novembro. A abertura para convidados será realizada no CineSesc, em São Paulo.

DIVERSIDADE NAS PRAÇAS EM BRASILÂNDIA E FREGUESIA DO Ó


Música, dança e diversão serão levadas ao Diversidade nas Praças de Brasilândia/ Freguesia do Ó, que acontecerá na praça Largo da Matriz. A SMPP, Secretaria de Participação e Parceria, por meio da Cads, Coordenadoria de Assuntos de Diversidade Sexual, que realiza a atividade com o apoio da subprefeitura da Brasilândia/ Freguesia do Ó propõe a implementação de políticas públicas e ações afirmativas em um espaço de livre acesso, onde possa reunir a todos. A ação conta com atividades culturais em que a sensibilização, discussão da diversidade e informações sobre orientação sexual e identidade de gênero são assuntos tratados comumente pelos participantes, que vão desde a apresentadora do evento, a drag queen Rena Perón, à performances de artistas LGBT e simpatizantes da causa. Para unificar a atividade, o Instituto Beleza & Cidadania de Ação e Fomento Social, embelezará mulheres e homens gratuitamente que ali estiverem. A praça terá tendas de artesãos regionais, que vão expor seus produtos aos participantes. Além da SMPP outras secretarias apóiam a Cads, são elas, a do Trabalho, que vai cadastrar o currículo de desempregados e trabalhadores nos bancos de dados dos Centros de Apoio ao Trabalho, a da Pessoa com Deficiência, que disponibilizará informações de acessibilidade à sociedade. Para participar da atividade compareça na praça Largo da Matriz dia 25 outubro, domingo, às 14h. Para concluir o ano de 2009 o local será o penúltimo distrito a receber a Diversidade nas Praças, sendo o próximo o da Lapa.

Mais informações: 11 3113-9749

IRÃ PROMETE MATAR ADOLESCENTE QUE ASSUMIR SER GAY


Nemat Safavi tinha 16 anos quando a polícia iraniana o prendeu. Depois de assumir ter feito sexo com outro homem, ele foi acusado de sodomia e condenado à morte noticiou o site Toda Forma de Amor. O destino do jovem é desconhecido. O que se sabe é que Nemat foi preso há três anos e espera agora a decisão da Suprema Corte do país sobre sua sentença de morte. O tribunal de Ardabil, no Azerbaijão iraniano, condenou o jovem por "atos sexuais que não são admitidos." O Irã assinou dois acordos internacionais para a proteção de crianças e adolescentes. Ainda assim, em um país onde a homossexualidade é crime, fica difícil não cumprir leis regadas ao fervor religioso. A explicação para tanto tempo de espera pela sentença de Nemat talvez esteja exatamente nos acordos internacionais. Ele agora tem19 anos e não vai mais se enquadrar como adolescente podendo ser morto.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Shakira se vestiu de menino para ir a universidade


Cantora colombiana contou que se escondia para fugir de fotógrafos e curiosos


A cantora colombiana Shakira revelou que se vestia “como um menino” e usava seu nome do meio, ao invés do primeiro, para frequentar um curso de versão sobre história na universidade de Los Angeles, em 2007, e fugir do assédio dos paparazzi."Eu costumava usar um boné e uma mochila grande. Eu parecia um menino", disse ao jornal inglês "The Guardian". "Não fui reconhecida. Algumas pessoas olhavam pra mim com desconfiança, outras me perguntavam, mas eu falava que meu nome era Isabelle. Eu irei para a universidade outras vezes se puder", afirmou Shakira.À época, a cantora havia concluído a turnê do álbum "Oral Fixation Vol 2", de 2005. Sobre o curso, Shakira justificou que precisava “de um tempo” para ela. "O universo é tão grande, eu não posso estar no centro dele. Então resolvi ir para a universidade para um curso de verão, apenas para desacelerar e experimentar a vida como estudante”, contou.O último álbum de Shakira, “She Wolf”, foi lançado na América Latina na semana passada.