VEJA E OUÇA A DEFESA FERVOROSA DO SEGUIMENTO GLS GLBT GLBTT NA VOZ TROVEJANTE DO AMIGO BOCA ABERTA

Loading...
Mande suas críticas e sugestões
amigobocaaberta@gmail.com

quarta-feira, 14 de março de 2012

1ª ONG LGBT do Paraná comemora 20 anos


Em 14 de março de 1992 o cenário enfrentado por lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT) em Curitiba e no Brasil era muito diferente da situação atual. Existiam apenas 16 grupos LGBT organizados em todo o Brasil, não havia Paradas do Orgulho LGBT, não existiam políticas públicas. Nos meios de comunicação sensacionalistas e nos programas humorísticos as pessoas LGBT eram na maioria das vezes objeto de escárnio. A maioria vivia sua sexualidade na clandestinidade, com medo das possíveis consequências do assumir-se: rejeição pela família e amigos, perda do emprego, persiguição policial, perda de credibilidade, isolamento social, entre outras.

Foi em meio a esse panorama que surgiu o "Grupo Dignidade", liderado pelo então professor da rede estadual de ensino, Toni Reis, na época com 28 anos. Enquanto ainda estudante universitá¡rio, nos anos 80, além de ser atuante nos movimentos estudantil, partidário e sindical, Toni participava de grupos de discussão sobre questões LGBT e acompanhava a atuação dos poucos grupos LGBT organizados no Brasil. Entre 1989 e 1991 teve a oportunidade de morar na Europa onde participou de grupos e marchas LGBT e aprendeu sobre a importância da militância para a conquista da igualdade de direitos da população LGBT. De volta ao Brasil, acompanhado do marido, o inglês David Harrad, demorou apenas três meses para dar início, em março de 1992, a fundação da organização que se tornaria o "Grupo Dignidade".

“Não tínhamos onde nos reunir. Assim, por mais de um ano as reuniões aconteciam em nosso apartamento. A maioria das pessoas que vinham morria de medo de alguém descobrir. Tanto que até o primeiro nome sugerido para o Grupo refletia a tendência de se manter na clandestinidade: “Grupo de Entendidos e Entendidas do Paraná”, recorda Reis. O nome definitivo do Grupo foi cunhado em junho de 1992, quando se procurava uma tradução menos literal da palavra Pride na ocasião do dia 28 de junho, dia do Orgulho LGBT (Gay Pride). A tradução escolhida foi “Dignidade”.

A partir de 1993 o Grupo Dignidade se fortaleceu rapidamente e foi bastante atuante no incentivo à formação de outras instituições que ainda permanecem atuantes em Curitiba, como o Grupo Esperança e o Centro de Convivência Menina Mulher. Também desempenhou o mesmo papel no cenário nacional, tendo sido um dos principais articuladores da criação da Associação Brasileira de lébicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – ABGLT, fundada em Curitiba em 1995 por 31 grupos e hoje com 257 organizações afiliadas.

As principais áreas de atuação do Grupo sempre tem sido a promoção e defesa dos direitos humanos e da cidadania da população LGBT, bem como a prevenção do HIV/Aids. Nesta última área, além da população gay, no passado Grupo tamgbém teve atuação junto a pessoas em situação de rua, travestis e transexuais e mulheres profissionais do sexo.

Nesta quarta-feira, a partir das 18h30, será realizada uma confraternização de comemoração do 20° aniversário do Grupo Dignidade. A esperada participação de autoridades, militantes e aliados(as) que tem acompanhado a trajetória da instituição.

Serviço

Data: Quarta-feira, 14 de março de 2012

Horário: 18h30

Local: Av. Marechal Floriano Peixoto, 366 – Cj. 46 – 4° andar – Praça Carlos Gomes, Curitiba-PR


central

Nenhum comentário: