VEJA E OUÇA A DEFESA FERVOROSA DO SEGUIMENTO GLS GLBT GLBTT NA VOZ TROVEJANTE DO AMIGO BOCA ABERTA

Loading...
Mande suas críticas e sugestões
amigobocaaberta@gmail.com

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Primeiro transexual brasileiro conta sua história em livro


A história de transformação do primeiro transexual brasileiro (mulher para homem) ganhou contornos literários desenhados pelo próprio homem em questão. João W. Nery, nascido Joana, conta em “Viagem Solitária- Memórias de um Transexual Trinta Anos Depois” (Editora LeYa) como foi apostar em seu sonho de ser quem ele realmente acreditava, um caminho percorrido com muitos percalços em uma época onde a cirurgia de redesignação sexual ainda não era regulamentada no Brasil.

Em 1977, quando completou 27 anos, Joana decidiu que se tornaria João para sempre, como já era desde sempre em sua alma, e se submeteu à cirurgia, que naquela época (estamos falando do período da Ditadura Militar) ainda eram clandestinas, dificultando ainda mais todo o processo de redesignação sexual. Hoje aos 61 anos, o transexual tem maturidade o suficiente para escrever sua história com distanciamento o bastante para informar e pessoalidade suficiente para emocionar.

O livro de 334 páginas é dividido em quatro partes - “Desencontros”, “Descobertas”, “Metamorfose” e “Paternidade” - e conta desde a fase Joana até a paternidade, sempre em tom intimista, como se você estivesse conversando com João. Os capítulos mais emocionantes com certeza são “O Que Fazer com o Meu Passado”, onde ele descreve o primeiro encontro que teve com os pais, em Brasília, depois das cirurgias transformadoras; e “O Futuro no Colo”, em que ele narra a alegria de ser pai de Yuri, hoje com 24 anos.

“Viagem Solitária” – João W. Nery
334 páginas
Editora LeYa
R$ 44,90

Nenhum comentário: